Como criar um infoproduto sem conteúdo
Vote neste post

Como criar um infoproduto para ganhar dinheiro na internet se nenhuma ideia lhe vem à cabeça? Aliás, o que são esses infoprodutos que as pessoas tanto falam e pouco mostram? A verdade é que a resposta é muito mais ampla do que apenas explicar o que é o infoproduto. Quantas vezes na vida sentiu-se julgado por uma escolha? Por um caminho novo?

Trabalhar no mercado digital não é simples assim. Um dia, você chega para as pessoas com as quais convive e diz que decidiu ganhar dinheiro na internet. Essa não é uma notícia das mais esperadas, afinal, existem centenas de golpes rondando na rede. Entretanto, o mercado digital tem uma boa quantidade de pessoas satisfeitas pelos resultados gerados.

O que mais assusta as pessoas, na verdade, é o fato de que você vai fazer os seus horários. Você não vai depender de horários predeterminados por terceiros. Por empresas. Você vai (finalmente) ser dono do seu tempo. Vai poder trabalhar nos melhores horários da sua produtividade. Você deixou de trabalhar exaustivamente para enriquecer terceiros.

E essa ideia ainda não é bem aceita pelas pessoas. Talvez por ideologias incrustadas na nossa mente desde que somos pequenos. Talvez os comentários que você mais ouviu durante sua vida são:

  • Um cargo público é tudo o que uma pessoa pode querer;
  • Carteira assinada é a meta a ser atingida;
  • Ser o dono de uma grande empresa é tudo o que uma pessoa pode buscar;

Fato é que estamos limitados às nossas crenças e não conseguimos enxergar além daquilo que nos é imposto no dia a dia. Como acreditar que é possível ter estabilidade financeira e emocional, sem que uma interfira na outra?

Pois essa é a realidade do mercado digital. Quem quer ingressar nesse mercado sabe que o melhor é investir no infoproduto.

O que é um infoproduto?

Quando você frequentava a escola – ou se ainda frequenta – você está mais do que habituado à ideia de uma pessoa em pé, em frente aos alunos. Esses, por sua vez, ansiando por adquirir o conhecimento proporcionado. Esse é o método mais tradicional de ensino e o ainda empregado nos dias de hoje. Porém, o tempo vem mudando nossa realidade.

ensinar online

A evolução é natural a todas as espécies e situações. O principal motivo dessa evolução, talvez seja o descontentamento com situações que fazem-nos ter a sensação de que as coisas estão “andando para trás”. Essa inquietação é o que move o mundo e, inclusive, os empreendedores digitais. Ela move as engrenagens rumo ao amanhã e, no mínimo, devemos segui-la.

“O descontentamento é o primeiro passo na evolução de um homem ou de uma nação.” – Oscar Wilde

E quando se fala em evolução, é impossível não pensar na tecnologia. Ela nos trouxe a possibilidade, em centenas de outros exemplos, de até mesmo pedir comida sem sair de casa. E aliás, nem sequer precisamos mais utilizar um telefone. Basta utilizar um aplicativo de uma empresa que trabalhe com alimentos delivery, e a fome estará solucionada em pouco tempo.

O infoproduto nada mais é que um produto digital. Comumente vai encontrá-los em formato de mídias que podem ser acessadas de qualquer local. Será necessário apenas que tenha acesso à internet e um aparelho que permita o acesso. O infoproduto tem por objetivo, levar até o seu cliente o que ele necessita, sem que – para isso – precise de um produto físico.

É o caso, por exemplo, dos cursos online, audio books, ebooks, e tantas outras opções. Eles trazem variados temas e garantem aos seus consumidores, diversos aprendizados. E esse é justamente o ponto que queríamos chegar: Todas as pessoas têm algo a ensinar.

Como criar um infoproduto para o mercado?

Responder a isso com uma receita de bolo, é impossível. Cada empreendedor sabe da sua realidade. Cada pessoa sabe das suas condições de transmitir determinado conhecimento e a melhor maneira de fazê-lo. Ainda que a ideia não seja assim tão ampla, é possível ter uma boa noção de quais caminhos seguir. Sendo assim, é preciso saber se adaptar às necessidades.

adaptar às necessidades

Os infoprodutos se tornaram altamente populares e é comum tentar entender essa onda. O fato com o qual podemos trabalhar, é que todas as pessoas que trabalham com internet, estão buscando esse formato. A explicação pode ser encontrada nas diversas oportunidades que esse tipo de mídia oferece:

  • Custos – Tecnicamente, você não terá grande gastos para criar um infoproduto. Os custos são inferiores aos custos do comércio, por exemplo. Esses precisam calcular insumos e produtos físicos (e tudo o que geram). Não sendo o suficiente, ainda precisam calcular todos os gastos com entrega e acompanhamento da mercadoria;
  • Demanda – Os formatos digitais são amplamente procurados principalmente pela praticidade que oferecem. O estilo de vida de cada pessoa é que determina horários, tempo para o consumo e melhores maneiras de fazê-lo. Essa “liberdade” é muito almejada. Sendo assim, é impossível afirmar que essa demanda não é crescente;
  • Marketing – Não existe maneira mais fácil de divulgar qualquer coisa do que pela internet. Atualmente, a empresa que não a utiliza em seu marketing, sai diversos passos atrás da concorrência. Você estará trabalhando com um produto que utiliza essa realidade a seu favor;
  • EstruturaComo criar um infoproduto implica, sobretudo, na pesquisa, estruturar esse modelo é fácil. Será necessário muito conhecimento, mas esse é possível buscar na internet e encontrar pessoas sérias no segmento. Não deixe de se manter antenado nas novidades do seu setor. Essa é a certeza de oferecer um infoproduto de qualidade;

Como criar um infoproduto – #1 Trabalhe bem a sua estrutura

Você vai transmitir conhecimento. Não existe outra maneira de fazê-lo, senão com muita responsabilidade. Existem pessoas que podem buscar o seu conhecimento pelo simples prazer de aprender mais. Porém existe um bom número de pessoas que o farão na intenção de buscar uma nova oportunidade. Sempre tenha isso em mente. Seja responsável.

No mais, um bom planejamento também se fará necessário. É preciso saber exatamente quais são os caminhos que quer seguir. Para isso, uma boa ideia para planejar e tirar as ideias do papel, é desenvolver um roadmap. Caso não tenha ideia do que isso significa, dá uma olhada nesse vídeo do criador do movimento Freesider, Fagner Borges.

Essa é a melhor maneira de estruturar suas ideias sem perder o foco das metas e objetivos. Manter parâmetros é fundamental para que sua campanha rumo ao sucesso não exija planos de contenção. Isso evita gastos inesperados e possíveis desânimos pelo caminho. Lembre-se que esse é um caminho que exige disciplina, seriedade, persistência e foco.

Uma boa maneira de dar um pontapé inicial, é se imaginar no local do seu público. Imagine o que ele está buscando e avalie se está passando exatamente o que o mesmo espera.

Como criar um infoproduto – #2 Conheça seu público-alvo

Como criar um infoproduto implica em ensinar algo a alguém, é de suma importância que saiba tudo a respeito do que o público busca. Não adianta trabalhar uma ideia, desenvolvê-la da melhor maneira possível, investir em uma grande divulgação, se não souber a maneira correta de se comunicar. As pessoas precisam criar uma “intimidade” com a empresa.

Você já encontrou o assunto ideal. Já sabe a melhor maneira de estruturar seu conteúdo. Agora é fundamental que saiba como transmitir todos esses passos.Por que as pessoas devem comprar seu infoproduto? Ele vai agregar valor às suas vidas? Você conseguiu transmitir da maneira mais facilitada, todo o seu conhecimento?

Não esqueça que as pessoas não são experts como você.

“Conheça todas as teorias, domine todas as técnicas, mas ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana.” – Carl G. Jung

Sendo assim, conheça bem com quem está falando. Entenda como eles falam, o que é importante para eles e como “conversar” sem parecer arrogante. Quando as pessoas percebem que alguém está ensinando com um certo ar de superioridade, se sentem acuadas e indispostas.

Procure se comunicar da mesma maneira que falaria com alguém próximo. Esse diálogo de um para um é uma excelente maneira de deixar o público à vontade.

Como criar um infoproduto – #3 O “X” da questão

Quando você pega um público específico e uma dor específica, não significa que saiba exatamente como trabalhá-las. É preciso saber trabalhar o âmago da questão. Uma pessoa com essa dor com a qual vai trabalhar, busca exatamente o que? Qual a melhor maneira de resolver o seu problema? É ensinando um passo a passo? É estruturando um percurso?

Sendo assim, procure trabalhar nessa linha de raciocínio. Desenvolva todo o seu conteúdo em cima daquilo que julga que seja o mais importante para as pessoas que buscam o seu material. Se está ensinando como fazer determinada receita, por exemplo, o seu foco é a receita e a maneira correta de fazê-la. Trabalhe sob esses moldes.

Se está ensinando o público a realizar determinada expressão matemática, saiba que está trabalhando com pessoas que precisam de um pouco mais de paciência na explicação. Nada de atropelar tudo, como se estivesse falando com pessoas com pleno conhecimento da matéria.

É muito fácil se perder durante uma explicação, por isso a importância do planejamento. Se vai oferecer material em vídeo, saiba que o roteiro é tão importante quanto o vídeo em si. No momento de transmitir a ideia, é natural acontecer algum tipo de empolgação. Tome as rédeas da situação para que isso não aconteça com o seu conteúdo.

Como criar um infoproduto – #4 Encontre a melhor maneira de se comunicar

Público diferentes possuem necessidades diferentes. Pessoas mais velhas, por exemplo, costumam dar uma boa atenção para a leitura. Essas já vêm de um costume por leitura comum aos anos. Por outro lado, pessoas mais jovens são mais atraídas por vídeos. Claro que essa não é uma regra geral, mas é algo que pode ser colocado como “maioria”.

Dessa maneira, procure adaptar seu conteúdo ao público que vai procurá-lo. Mas, ao mesmo tempo que é de extrema importância buscar a melhor maneira de se comunicar com seu público, é preciso saber qual é a melhor maneira que você consegue se comunicar. Se não se sente à vontade com vídeos, por exemplo, pode ser que precise encontrar outras maneiras.

Entre as opções que você pode oferecer no mercado, você pode escolher:

  • Cursos digitais;
  • Ebooks;
  • Aplicativos;
  • Softwares;
  • Podcasts;
  • Audiobooks;
  • Pacotes de serviços;
  • Clube de assinaturas;
  • Templates para softwares, entre outros;

Dentro dessas e de outras opções, possivelmente vai encontrar a melhor maneira de se comunicar com seu público.

Como criar um infoproduto – #5 Faça parcerias

O mundo digital está cheio de pessoas que estão seguindo os mesmos caminhos que você. Elas desejam se tornar pessoas independentes e umas estão alguns passos à frente, outras estão alguns passos atrás. Sempre você vai poder desfrutar do prazer de aprender um pouco mais e ensinar quem está começando.

Sendo assim, procure fazer parcerias no seu setor e, até mesmo, fora dele. Podem ser, por exemplo, outros empreendedores que trabalham com infoprodutos no mesmo formato que oferece. Ou, até mesmo, empreendedores que trabalham no mesmo nicho que o seu. Não importa. O mais importante é que esteja disposto a crescer.

O foco aqui é buscar o melhor para o seu público. Uma pessoa com mais experiência no mercado, certamente sabe melhor como continuar o marketing de relacionamento com o público. E esse relacionamento é o responsável por possíveis futuras compras e o tão desejado marketing boca a boca.

Conclusão

Você aprendeu alguns dos melhores passos para aprender como criar um infoproduto e como trabalhar da maneira mais natural possível. É a sua chance de crescer no ramo digital e se tornar o dono da sua vida, do seu tempo e dos lugares nos quais queira estar. Essa é a melhor oportunidade de poder, por exemplo, fazer do mundo o seu escritório.

E como falamos em parceria, procure se aconselhar com quem já passou por esse caminhos. Essas pessoas certamente sabem sobre os obstáculos que vai encontrar e a melhor maneira de passar por eles. Baixe gratuitamente o ebook “Como ganhar dinheiro enquanto viaja pelo mundo” e se prepare para conquistar o mundo!