Será que vale à pena trabalhar de Uber após a explosão da novidade? É inegável o sucesso da empresa, mas o ponto a ser avaliado é o do custo x benefício. Já parou para fazer as contas do quanto é necessário trabalhar para conquistar uma renda que valha esse tempo fora de casa? Ou ainda, uma renda que valha os diversos perigos que existem para esses profissionais?

Se você está pensando em conquistar sua liberdade financeira, mas ainda não tem certeza do ramo de atuação, ou ainda avaliando se vale à pena trabalhar de Uber em 2018, pare tudo o que está fazendo e venha ler esse artigo que traz as últimas informações sobre a empresa e ainda se existem outras oportunidades de ganhar dinheiro.

Anota as dicas aí e avalie com atenção!

Afinal, o que é Uber?

Antes de saber se vale a pena dirigir Uber, é importante entender do que se trata o assunto. Uber é uma empresa digital que disponibiliza um aplicativo para dispositivos móveis que “faz uma ponte” entre passageiro e o “carro para passageiros com motorista”. A empresa é conhecida por não seguir as regras administrativas e comerciais comuns ao setor.

É uma empresa californiana que foi implementada no Brasil em 2014, causando grande alvoroço na época, sobretudo com os taxistas. A Uber tem como grande diferencial a utilização da geolocalização do smartphone para encontrar seus passageiros, e seus preços – sem contar o UberBERLINE (UberBLACK) – são mais acessíveis que os de um táxi tradicional.

Como funciona a Uber?

Para saber se compensa trabalhar na Uber em 2018, vamos observar algumas solicitações feitas pela empresa para seus futuros profissionais.

Primeiro, o carro tem que ser de 2008 para frente, embora especula-se que o corte vai mudar agora em 2018. O carro também precisa ter quatro portas, ar condicionado e lugar para o motorista e mais quatro pessoas (isso no tipo de serviço mais “simples” que a empresa oferece). Não é exigido nenhum tipo de especialização.

 sera-que-vale-a-pena-trabalhar-de-uber-1
Para trabalhar com a uber é necessário atender algumas solicitações da empresa.

Para realizar o cadastro, é necessário estar com a CNH em dia contendo a observação de que exerce atividade remunerada (EAR) e enviar uma foto do documento. Após o cadastro, a plataforma vai avaliar se aceita o seu registro e, se aceito, é necessário enviar uma foto do CRLV e ficar online.

Agora, se a opção for pelos outros serviços oferecidos pela empresa, as regras quanto ao carro mudam um pouco:

  • UberSELECT – Modelo à partir do ano de 2012, 4 portas, lugar do motorista mais quatro lugares;
  • UberBERLINE (UberBLACK) – 4 portas, lugar do motorista e mais quatro lugares, bancos de couro, apenas veículos SEDAN e SUV na cor preta;

Os carros precisam disponibilizar água para os clientes. Em alguns casos, também disponibilizam bala, energéticos e outros agrados. A corrida será avaliada pelo cliente após o término da corrida, através das famosas 5 estrelas. O ideal é se manter acima dos 4,6. Abaixo disso, a empresa poderá suspender o serviço por 48 horas.

Então vale à pena trabalhar de Uber?

Todo trabalho realizado com determinação, honestidade e competência certamente merecem ser respeitados. A real preocupação aqui é saber se compensa trabalhar na Uber em 2018 quando existem outras opções que podem render mais e com um tempo menor de trabalho. Mas logo mais falamos sobre isso.

Por enquanto a ideia é saber se vale à pena trabalhar de Uber. A empresa garante que os ganhos giram em torno de R$5.000 mensais, trabalhando 44 horas semanais, isto é, 8 horas por dia de segunda a sexta e mais 4 horas no sábado. Isso seguindo o planejamento mais tradicional de carga horária.

É realmente um bom salário, porém é necessário ressaltar que esse valor é para os grandes centros, como Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Manaus, Porto Alegre, Fortaleza e mais algumas metrópoles. Ou seja, se você mora em uma cidade menor, não vale à pena trabalhar de Uber em 2018. Aliás, pode ser que o serviço nem esteja disponível em sua cidade.

Desde que a empresa surgiu no mercado brasileiro, muitas polêmicas giram em torno do serviço, então antes de concluir se vale à pena dirigir Uber, conheça algumas dessas polêmicas.

#1 – Assaltos e latrocínio

É assustador como nem sequer nos surpreende mais saber de notícias que envolvem assaltos. A impressão é que todos os jornais, sejam impressos ou televisivos, falam somente sobre roubos. Eles acontecem desde o mais alto escalão até à população mais simples. E quando o assunto é o Uber, infelizmente a situação não muda muito.

É alarmante o número de profissionais do Uber que relatam algum tipo de situação desagradável ou difícil que tenham passado. E recentemente, tivemos a triste notícia do falecimento do jovem Flávio Martins Ribeiro Junior, de apenas 23 anos, na cidade de Londrina, no Paraná. O assassinato aconteceu ao final da corrida.

Em Uberlândia, Minas Gerais, no começo deste ano, um motorista do Uber de 34 anos foi encontrado no porta-malas do carro em uma blitz de rotina. E também no começo desse ano, um motorista do Uber, de 56 anos, foi assassinado no Espírito Santo. Ou seja, o problema não é o trabalho, mas a pouca segurança que ele oferece aos seus profissionais.

E como se não bastassem essas tristes notícias que somos obrigados a nos deparar no dia a dia, os criminosos ainda conseguiram encontrar uma outra maneira de assaltar os profissionais, sem o risco de serem encontrados:

Assalto Delivery

É lamentável que a modalidade tenha até nome, mas como o foco é saber se vale à pena trabalhar de Uber, é necessário mostrar esses dados.

Criminosos encontram maneiras de tirar proveito em tudo, inclusive com o Uber. Esse tipo de assalto acontece da seguinte maneira: o criminoso cria um perfil falso e solicita o serviço. O Uber mais próximo vai atender ao chamado e sofre um assalto relâmpago. Dessa maneira, existem muitos motoristas que não atendem a determinados pontos de algumas cidades.

Ao menos, não após determinado horário. Normalmente na noite ou madrugada.

#2 Pagamento em dinheiro

Quando surgiu no mercado, assim como no Brasil em 2014, a empresa só aceitava o pagamento com cartões de crédito. Isso segregava bastante o público, visto que muitas pessoas não possuem um cartão de crédito. Em julho de 2016, aqui no Brasil, a empresa passou a aceitar progressivamente pagamentos em dinheiro.

vale a pena trabalhar de uber
Em julho de 2016, aqui no Brasil, a empresa passou a aceitar progressivamente pagamentos em dinheiro.

Será que vale à pena trabalhar de Uber em 2018 com notas na carteira? Sobretudo, acompanhando essas estatísticas tristes de assaltos e até mesmo latrocínio? A ideia, em sua teoria, é boa, pois ela fala sobre uma empresa mais inclusiva, onde todos podem utilizar seus serviços. Mas mais uma vez, pessoas mal-intencionadas tirando proveito.

Outro ponto que precisa ser avaliado para saber se vale à pena dirigir Uber, é que com a possibilidade de pagar em dinheiro, as chances de um assalto delivery aumentam, pois com a exigência de cadastrar um cartão de crédito fazia com que a pessoa comprovasse sua verdadeira identidade.

Com dinheiro, essa comprovação não é necessária visto que para o cadastro do cliente são necessários apenas o nome, celular e e-mail. Dessa maneira, a classe de profissionais não ficou muito a favor dessa decisão da empresa. Inclusive existiu um caso com perfil falso no ano da implementação do pagamento com dinheiro.

Foi o caso do motorista Osvaldo Modolo Filho, de 52 anos, que atendeu a um perfil falso e foi assassinado por um casal que planejava roubar o carro e vender as peças para desmanches. O caso causou revolta na classe e 350 profissionais da empresa realizaram um protesto, pedindo que o pagamento com dinheiro fosse proibido.

Também pediram que a empresa encontrasse maneiras de solicitar maiores informações sobre os clientes cadastros, como a exigência de documentos para comprovação da identidade. São por essas e outras que muitas pessoas que desejam empreender pensam se compensa trabalhar na Uber em 2018.

#3 UberPOOL

Ainda para avaliar se vale à pena trabalhar de Uber, mais um exemplo que deve ser levado em consideração: O UberPOOL. A modalidade também surgiu de uma excelente ideia na teoria, mas que na prática não saiu exatamente como o planejado.

O UberPOOL surgiu no mercado brasileiro em 2017, e a ideia é dividir o carro, isto é, o motorista vai pegando pessoas que estão no mesmo caminho até atingir sua lotação e a corrida sai mais barata para todos. No entanto, muitos assaltantes passaram a aproveitar dessa situação também, pois para eles, essa modalidade é mais “lucrativa”.

A modalidade também é mal vista por clientes, sobretudo por mulheres, que sentem medo de dividir o carro com pessoas desconhecidas e sofrerem algum tipo de assédio, assalto, sequestro, entre outros crimes relacionados principalmente a elas.

Também é preciso avaliar outra possibilidade antes de decidir se vale à pena trabalhar de Uber em 2018: quadrilhas que aproveitam dessa modalidade para se unirem em assaltos. Dessa maneira, leve em consideração todo o custo x benefício para saber se vale à pena dirigir Uber.

Além de que para ganhar mais, é preciso trabalhar ainda mais horas por dia.

#4 Considerações regionais, crenças, orientação sexual e mais

Compensa trabalhar na Uber em 2018 com o nível de intolerância que estamos observando nas redes sociais nos últimos anos? E isso vale tanto para motoristas quanto para passageiros. A segurança física passou a ser uma preocupação ainda maior nos últimos anos, e os motivos pelos quais as pessoas são agredidas são os mais absurdos.

Por exemplo, na França, um casal de rapazes homossexuais foi estupidamente agredido pelo motorista do Uber em que eles estavam. Mas isso vale para os motoristas também, pois não sabemos até que ponto o fato da cor da nossa pele ou aquele artefato que representa nossa religião poderá ser levado de maneira tranquila ou se irá causar ódio em alguém.

Outras possibilidades

É o direito de cada um decidir se vale à pena trabalhar de Uber ou não, mas para quem achar que o risco não faz o trabalho valer à pena, existem opções no mercado digital que podem render muito mais do que o Uber. Pois enquanto se ganha cerca de R$5.000 por mês, trabalhando 44 horas por semana como motorista de Uber, como afiliado é diferente.

O Mercado de Afiliados oferece uma infinidade de infoprodutos para quem quiser começar hoje mesmo a promovê-los e ainda ganhar um bom dinheiro com isso. Isso porque você não vai precisar enviar nem um tipo de documentação para se cadastrar na plataforma que disponibiliza esse serviço, como o Hotmart, Eduzz ou Monetizze, entre outros.

Outra grande vantagem é o fato de não precisar correr riscos, pois todo o trabalho pode ser realizado na segurança da sua casa. E ainda existe a possibilidade de nem sequer trabalhar o dia todo, pois é possível administrar o tempo para desempenhar seu trabalho e até mesmo trabalhar apenas três horas por dia.

Não acredita? Olha esse vídeo do Fagner Borges, idealizador do movimento freesider, onde ele ensina essa técnica incrível!

Legal, não é mesmo? Imagina poder trabalhar apenas três horas por dia, conseguindo obter os mesmos resultados de um dia inteiro de trabalho? Essas são algumas das incríveis vantagens de se tornar um empreendedor digital. Você poderá promover o infoproduto da maneira que achar melhor, isto é, da maneira que mais atenda à sua personalidade.

YouTube

É perfeitamente possível a qualquer pessoa começar hoje mesmo a trabalhar no YouTube. Para isso, será necessário apenas ter um canal na plataforma e começar a disponibilizar vídeos periodicamente. A partir daí, atrair o público através de divulgação, palavras-chave, vídeos bem produzidos e conteúdo de qualidade.

Facebook Ads

Para quem quer investir um pouco, outra opção é investir em anúncios do Facebook Ads, que levará sua oferta até o público-alvo e a cada venda realizada, sua comissão será paga. Para entender tudo sobre Facebook Ads, assiste esse vídeo do Fagner Borges que todas as dúvidas serão sanadas.

E já que falamos no Fagner, se inscreve hoje mesmo neste evento online 100% gratuito para mudar a realidade da sua vida. Conquiste sua liberdade financeira, móvel e de tempo e diga adeus a tudo que te amarra.

Bons negócios e boa sorte!