Rate this post

O cidadão carece apenas se sentar à mesa com inúmeros livros, apostilas e cadernos para notar que o comprometimento aos estudos demanda uma capacidade de concentração bastante alta. Mas, você sabia que é possível estudar mais em menos tempo?

Isso é possível ao se livrar da falta de foco e hábitos inadequados. Por exemplo, desligar a televisão, deixar de lado o celular, as redes sociais, os aplicativos de troca de mensagens e não cair em distrações cotidianas são alguns destes costumes problemáticos.

estudar mais em menos tempo 1
É possível estudar mais em menos tempo, e isso é possível ao se livrar da falta de foco e hábitos inadequados.

Porém, superar essas questões exige muita força de vontade e alguns cuidados. Afinal, você deve apertar no botão “desligar” do celular para ter a convicção de que não será interrompido por um alerta de mensagem no Grupo da Família ou dos Amigos.

Caso a origem da distração esteja na sua própria cabeça, algumas dicas para estudar e memorizar podem ser de grande ajuda. Sendo assim, é possível encontrar a maneira correta de estudar e assimilar a maioria do conteúdo.

Sugestões de como estudar mais em menos tempo

Uma pesquisa publicada no ano de 2013 na revista científica Psychological Science in the Public Interest analisou diversas técnicas de como estudar muito conteúdo em pouco tempo, a fim de classificar quais realmente servem para melhorar o rendimento.

Vale salientar que as duas formas de como estudar mais em menos tempo com mais alto grau de eficiência na aprendizagem foram os modos de teste prático e a prática distribuída. No entanto, é preciso lembrar que cada indivíduo tem suas próprias características e pode adaptar essas dicas para sua realidade.

1 – Interrogação elaborativa

Esta é uma das técnicas para estudar mais em menos tempo através da elaboração de explicações que mostrem porque certos fatos na sua apostila são verdadeiros. Neste contexto, o profissional deve se focar em questionamentos, como: “por quê?” no lugar de “o que?”.

De acordo com este pensamento, ao invés de decorar a apostila de direito para um concurso público, o correto seria se questionar o motivo do Brasil adotar a dignidade de uma pessoa como pedra fundamental da República, por exemplo.

A partir daí o cidadão procuraria a resposta no conceito de Estado Democrático de Direito e na inserção do Princípio da Dignidade da Pessoa Humana presente nas principais democracias ocidentais depois dos acontecimentos da Revolução Francesa.

como estudar por Interrogação elaborativa 2
Essa técnica funciona através da elaboração de explicações que mostrem porque certos fatos na sua apostila são verdadeiros.

Dá para perceber que esse modelo de estudo demanda um esforço muito maior do cérebro, uma vez que se concentra em entender os fatores de certo evento, levando em consideração as suas origens.

Por causa disso, esse modo de estudo é de grande ajuda no momento de elaborar redações e responder perguntas discursivas com propriedade e sem fugir do tema.

2 – Autoexplicação

De acordo o Portal Mude, especializado em conteúdo para preparação de concursos públicos, o método de auto-explicação se revelou uma forma de estudar mais em menos tempo, sobretudo, para memorizar conteúdos mais abstratos.

Na realidade, se refere a capacidade de ler o material e explicar tudo com as suas próprias palavras para algum conhecido ou você mesmo. Além disso, essa técnica é muito mais útil se usada ao longo do aprendizado e não depois dele.

3 – Estudo intercalado

Tenho pouco tempo para estudar, e agora? A ideia de estudo intercalado é o que pode ser descrito como uma variação de matérias. Uma reportagem do jornal O Globo buscou comprovar o que era mais apropriado: estudar conteúdos de uma vez ou alternar entre diferentes assuntos de modo aleatório.

Os especialistas consultados destacaram que a alternar possui eficiência superior em aprendizados que abrangem temas físicos e cognitivos, como, por exemplo, as ciências exatas.

A grande vantagem do estudo intercalado é oportunizar que o sujeito tenha concentração e disposição para passar mais tempo estudando do que está habituado. Tudo isso sem que a sua capacidade de entendimento seja afetada.

4 – Teste prático

Treinar é sempre a maneira correta de estudar. Efetuar exercícios práticos a respeito do que você está estudante é um dos métodos mais úteis de aprendizagem. A ciência já revelou que resolver testes práticos é até duas vezes mais eficaz do que outros procedimentos que você possa tentar.

Quem está prestes a fazer um concurso público ou qualquer prova de avaliação, o ideal para estudar mais em menos tempo é efetuar milhares de exercícios de provas passadas.

como estudar por teste prático 3
Treinar é sempre a maneira correta de estudar.

Não somente do posto para o qual você está se candidatando, porém qualquer tipo de questão que achar durante a sua preparação. Por isso, é necessário buscar os dados da responsável pela organização do concurso ou teste em questão, fazer o download da prova anterior e se debruçar sobre ela.

Em seguida, é recomendado que você preste ainda mais atenção na correção para assimilar o que acertou, bem como compreender as falhas que cometeu neste exercício prático.

5 – Prática distribuída

Citada inicialmente como uma das melhores técnicas de como estudar muito conteúdo em pouco tempo, o objetivo da Prática Distribuída se refere em repartir o conteúdo ao longo do tempo, em vez de concentrar toda a aprendizagem em um único período de estudo.

Estudos comprovam que o tempo apropriado de distribuição das séries de estudos é de 10% a 20% do período que o material necessita para ser assimilado totalmente.

Em função disto, se você deseja recordar algo por cerca de 5 anos, é recomendado que você espace o seu aprendizado a cada semestre. Caso tenha a intenção de guardar as informações por até uma semana, é preciso estudar uma vez a cada 7 dias.

Vale salientar que a prática distribuída também pode ser vista como a repartição do material em pequenos períodos no decorrer do seu dia, alternando com momentos de repouso e relaxamento.

Por exemplo, você pode se organizar para se concentrar 3 horas por dia: 60 minutos pela manhã, 1 hora na parte da tarde e mais uma hora a noite. Esta é exatamente a Teoria de Tony Schwartz colocada em prática nas técnicas de Timebox, como a Técnico de Pomodoro.

6 – Mapa Mental

Quem tem dificuldade para recordar de temas históricos ou fatos complexos pode estudar mais em menos tempo com a criação de um Mapa Mental de eventos interligados. Esse elemento pode auxiliar a estabelecer dados e recordar com mais precisão de tudo.

Assim, você pode memorizar informações de diversas disciplinas a fim de aprender com muito mais facilidade. Essa técnica serve tanto para matemática, física ou química quanto para história, geografia ou língua portuguesa.

7 – Resumos a mão

Como estudar muito conteúdo em pouco tempo passa pela elaboração de resumos escritos a mão. A escrita é uma ferramenta essencial de saída de dados do computador cerebral e se torna um elemento poderoso para a sua memorização, de acordo com o Portal Universia.

Hoje em dia, a maioria das pessoas digita praticamente tudo e, no momento de elaborar uma resposta para tópicos dissertativos, tem muita dificuldade em se expressar de modo coerente e legível, gastando muito tempo em algo relativamente simples.

Com o resumo feito e revisado, é indicado também realizar uma gravação da leitura e escutar esse áudio tantas vezes quantas necessárias para gravar tudo. Quando se repetir sem compreender, você se limita a decorar. Mas, quando se repete após assimilar o conteúdo, é possível memorizá-lo.

Isso acontece porque o cérebro se aprimora a medida que é utilizado, quanto mais você efetuar a leitura, a interpretação de texto, a elaboração de resumos e ouvir as gravações, mais simples e eficiente seu estudo se tornará.

8 – Pirâmides de Informação

De acordo com a Revista Exame, o aprendizado acontece em camadas. Ninguém passa de cálculos simples para solucionar equações complicadas em poucos dias.

É preciso dedicação a longo prazo para que os assuntos mais complexos possam ser assimilados completamente. O ensino necessita funcionar a partir desta dinâmica.

Construa os seus conhecimentos básicos nas primeiras aulas e vá, aos poucos, se interessando por temas mais complicados. A ideia é compreender o conteúdo sem forçar demais e não se limitar a simples e ineficiente decoreba.

Acreditar no seu potencial pode fazer a diferença na sua evolução acadêmica! Por isso, descubra a diferença entre o pensamento positivo e o negativo!

9 – Ponto estático

No Espaço Carreira, do Grupo Abril, existe a indicação para que concurseiros, profissionais e pessoas que desejam estudar mais em menos tempo gastem 2 minutos do seu dia somente prestando atenção no ritmo da respiração.

O objetivo é bastante certeiro: reduzir a ansiedade e aumentar a sua concentração no conteúdo a ser estudo. Esta é uma prática simples, que se pode efetuar em casa para reduzir a adrenalina, especialmente, com a proximidade da prova ou da avaliação para qual está se preparando.

É preciso alongar o tempo de inspiração e, especialmente, o de expiração ao longo deste período. O esvaziamento da mente é um dos conceitos básicos da meditação, cujo intuito é ligar o praticante a sua realidade presente. As vantagens para aprimorar a capacidade de foco são propagadas há décadas.

Para se ter uma dimensão, durante o julgamento do mensalão, o Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) na época, Ayres Britto, revelou em entrevista que necessita de meia-hora por dia de meditação para ter serenidade suficiente para vencer tanto a pressão pública quanto a carga pesada de trabalho.

Você nunca tentou meditar antes de iniciar o seu estudo? Então, este é o momento de experimentar gastando apenas dois minutinhos do seu dia. Afinal, quem está em busca de dicas para estudar e memorizar pode se beneficiar consideravelmente!

Comece a imaginar a chama de uma vela e procure controlar o movimento de sua mente. O grande desafio é não pensar em mais nada neste período. O início é bem difícil, mas tende a se tornar mais fácil e prazeroso com o tempo.

Confira outra dica simples de exercício para controlar sua mente!

10 – Ferramentas corretas

A calculadora, o lápis, a caneta, as apostilas, os livros, o material de apoio, vídeos, áudios, provas antigas são essenciais para que você consiga estudar adequadamente e render em um tempo reduzido.

Outros utensílios também podem ser úteis, mas que estão acessíveis somente pela rede mundial de computadores. Por exemplo, você pode se beneficiar com calculadoras científicas, tradutores, sites de buscas, artigos científicos, exercícios antigos, animações, explicações de especialistas e até aplicativos para estudar mais em menos tempo.

O Resposta Certa é um app que permite a criação de simulados com questões das disciplinas que pretende priorizar, o Gabaritar desenvolve planos de estudos contando com gerenciamento de tempo e o Concurseiro possui guia de estudos, marcador de tempo e uma série de exercícios gratuitos para praticar. Todos esses exemplos de app são gratuitos!

Além destes softwares, você também ter outras valiosas dicas para estudar e memorizar tudo o que bem entender em tempo recorde ao fazer o download do ebook Como Trabalhar Menos e Ganhar Mais!

ebook ganhar mais trabalhando menos

 

O material completamente grátis explica passo a passo a como estudar mais em menos tempo com cases de sucesso, podendo ser consultado na palma de sua mão em qualquer lugar do Brasil ou do mundo com qualquer dispositivo móvel!

Falando nisso, você já pensou em como ganhar dinheiro ou fazer dinheiro na internet com alternativas comprovadas? O especialista em empreendedorismo digital, Fagner Borges lhe apresenta possibilidades reais para 2018!