Quanto custa uma viagem para Orlando? Quais precauções devem ser tomadas? O que pode e o que não pode?

Essas e outras perguntas rodeiam a mente de quem vai viajar para algum lugar pela primeira vez, ainda mais quando se trata de viajar para outro país.

São inúmeras as situações desagradáveis que acontecem com as pessoas em um momento que era para ser de total descontração.

Mas como prever tais situações? Como resolver se algo acontecer? Algumas dessas questões podem ser evitadas tomando alguns cuidados e estando por dentro das regras.

No artigo de hoje você vai ver

Chegando ao aeroporto

Época de férias escolares chegando, festas de fim de ano e nada melhor do que programar aquela tão sonhada viagem, não é verdade?

A liberdade de poder planejar algo em família é uma das maiores felicidades que uma pessoa pode ter.

Ainda não descobriu como conquistar essa liberdade? Não perca mais tempo, e baixe gratuitamente o e-book “5 Atitudes de como trabalhar menos e ganhar mais” e descubra de uma vez! Clique na imagem abaixo e faça o download do seu exemplar: 

Se você já tem sua liberdade e pode programar suas férias junto com as férias escolares, terá apenas que se preocupar com o destino.

Orlando, a queridinha da Flórida, é um dos pontos turísticos mais procurados por pessoas do mundo todo. E é natural que algumas dúvidas acerca da viagem aconteçam, e é justamente sobre isso que o artigo de hoje trata.

Os Estados Unidos é conhecido por ter normas rígidas de segurança, principalmente com procedimentos que envolvem imigração e alfândega.

Por esse motivo, a chegada no aeroporto pode ser vista como algo complicado, cheia de procedimentos, mas vamos entender como funciona.

Uma conexão direta entre o Brasil e Orlando é muito difícil, então é comum que os brasileiros façam uma parada em outro aeroporto nos Estados Unidos. O procedimento que vou explicar vale para qualquer parada depois que o avião sai do Brasil.

Formulário da Alfândega

Esteja munido de Passaporte válido com visto, carteira de motorista brasileira (se tiver), passagens aéreas e em caso de menores, além do passaporte, certidão de nascimento original. Os menores que estejam sem o acompanhamento de ao menos um dos progenitores, devem contar com uma autorização.

No momento do check-in, ou já no avião, o passageiro vai receber um formulário como esse:

Nele a pessoa deverá informar dados como nome, número do passaporte, endereço de destino, itens proibidos e quantia de dinheiro em espécie.

Visto o quanto custa uma viagem para Orlando, a quantia não será um grande problema.

Um formulário será preenchido por família. No caso de um casal de namorados, por exemplo, será necessário o preenchimento de dois formulários.

O mesmo vale para uma família que tenha um filho morando em outra cidade, pois já é considerado outra família. A menos, é claro, que seja o caso de um estudante que mora fora, mas é mantido pelos pais.

Imigração

A palavra já assusta,mas é um procedimento comum.

No desembarque, algumas perguntas serão feitas sobre a intenção da viagem, quanto tempo pretende ficar e orientações sobre o motivo da visita ao país.

Normalmente, os aeroportos americanos contam com tradutores, então se a família não fala inglês, não tem problema.

Seja honesto nas respostas e tudo fica certo, afinal, eles estão mais do que acostumados com brasileiros.

Baggage Claim

Saindo da Imigração, as bagagens já estarão prontas. No caso de não estarem por ali, é só aguardar ao lado da esteira na área denominada Baggage Claim.

Neste momento, existem regras quanto ao uso de celulares. Por via das dúvidas, é melhor evitar.

Alfândega

A alfândega controla a entrada de produtos no país. É importante lembrar que qualquer produto que possa carregar doenças, deve ser informado naquele formulário que é preenchido no check-in.

Quais produtos? Plantas, alimentos ou frutas, por exemplo. Mas uma pacote de salgadinhos ou bolacha não tem problema e não precisa ser declarado.

Normalmente se responde às perguntas e já é liberado. No caso de existir a necessidade de inspeção, não se preocupe. É um procedimento normal.

Conexões

Se, assim como muitos, seu vôo não for direto a Orlando, será necessário despachar as bagagens no aeroporto que fez a parada.

Diferente do Brasil, lá esse serviço é feito de forma muito rápida. Na chegada, um funcionário da sua companhia já estará esperando. É só entregar as bagagens a ele e passar pelo detector de metais.

Nesse momento, será solicitado que tire os sapatos.

Cuidado com os objetos pessoais

Quando se pensa em quanto se gasta em Orlando, o natural é calcular os gastos com a viagem, correto? Mas a perda de um objeto, principalmente de valor sentimental, pode tornar o passeio algo muito caro.

Isso acontece porque a empolgação em conhecer diversos lugares e a euforia da viagem acaba deixando toda a família mais distraída.

Estamos falando de um lugar onde o fluxo de pessoas é bem grande. Além das possíveis perdas, também existem os desagradáveis assaltos, como em todo lugar do mundo.

O ideal é que sempre as bolsas sejam transpassadas, não as de ombro. Dessa maneira, uma tentativa de furto ou uma distração serão bem mais difíceis de acontecer.

Apesar de ser um país com índice de assalto menor que o Brasil, é possível que você seja assaltado.

Algumas atitudes podem ser tomadas para evitar que situações desagradáveis aconteçam nesse que é para ser um momento de total alegria:

  • Combinar com a família para que todos ajudem a observar todos
  • Não apoiar objetos, sacolas e bolsas nos balcões ou bancos em que sentar
  • Evitar carregar um grande número de sacolas
  • Atenção nos lugares com maior fluxo de pessoas
  • Não deixar itens de valor visíveis
  • Cuidado com o passaporte

No caso de perdas, como agir?

Antes de qualquer atitude, a pessoa deve ir ao Achados e Perdidos do estabelecimento. Muitas vezes, objetos são encontrados e devolvidos nesse local. Se não estiver, deixar o contato é uma boa ideia, pois muitas vezes os objetos são lá deixados no fim do dia.

Se a perda foi a de um cartão de crédito, a orientação é que a pessoa ligue imediatamente para a operadora do cartão e peça o cancelamento.

No caso da perda de passaporte, a pessoa deve procurar um policial e informar o que houve para ser registrado um Boletim de Ocorrência. Com ele em mãos, a pessoa deverá ir até o Consulado Brasileiro em Miami (mais próximo) e pedir um Passaporte de Emergência. Para isso, será necessário o pagamento de uma taxa.

Cuidados Especiais

Alguns cuidados podem (e devem) ser tomados, para evitar possíveis dores de cabeça. Afinal, desde o momento que buscou saber quanto custa viajar para Orlando, a pessoa tem em mente a diversão.

Nenhum planejamento vence o campo de batalha, mas se manter bem planejado é fundamental.

Algumas dicas podem ser muito úteis para isso:

  • Verificar se o hotel em que se hospedará possui cofres
  • O ideal é que as malas tenham cadeados, e sempre que possível, objetos de valor pessoal e sentimental devem ser guardados nelas
  • Só guardar no carro as compras feitas em shopping, por exemplo, quando estiver de saída. E de lá, ir para o hotel e guardá-las
  • Dar preferência aos estacionamentos que contem com guardas ou próximo às lojas
  • Tentar não dar ouvidos às pessoas que abordam com histórias tristes e pedem dinheiro
  • Não pagar por cupons de desconto e desconfiar de super ofertas
  • Evitar contar dinheiro em público
  • Carregar somente o que vai precisar, tanto dinheiro quanto objetos
  • Carregar cópias de documentos
  • Em hipótese alguma abrir a porta do quarto para estranhos, serviços de quarto não solicitados ou visitas não anunciadas

Dicas de saúde

Tão importante como saber quanto se gasta em Orlando, é saber quanto se gasta em Orlando para passear e manter a saúde em dia.

A Flórida é conhecida por seus verões úmidos e invernos secos. Essas épocas trazem uma porção de resfriados, calor, tosse e desconfortos.

É importante se alimentar de maneira adequada para você não sofrer com a variação climática.

Não bastasse esse motivo para já tomar cuidado com a saúde, ainda tem a questão de passar muitas horas andando, visto que todos querem conhecer os parques e shoppings.

É comum as pessoas, diante de tantas belezas, se esquecerem de alguns cuidados que é comum se ter no dia a dia.

Para não ter nenhum tipo de surpresa, algumas atitudes devem ser tomadas.

Água em abundância

É natural caminhar por horas a fio nos parques e shoppings que a cidade possui, mas é preciso ficar atento às temperaturas e períodos de hidratação.

Cerca de 60% da composição do corpo é feita de água. Nos músculos, 75% da composição é água.

A perda dinâmica da água, que em dias normais chega a 2.300 litros e nos dias quentes 3.300 litros, aumenta o ritmo cardíaco.

Quando a perda chega a 10%, sintomas como tonturas, dificuldades de concentração, espasmos musculares e problemas renais podem surgir.

E se a perda for superior a 20%, pode ser fatal.

O ideal é que cada pessoa da família leve sua garrafa de água e as encha durante todo o passeio. Os parques e shoppings oferecem bebedouros em toda sua extensão. E não precisa se preocupar, pois a água é potável.

Protetor Solar

Na Flórida, não é incomum a sensação térmica ficar em torno de 40° no verão. Além disso, muitos lugares são abertos, então, é sol o dia todo.

A importância do protetor solar é conhecida por todos. Então usar e abusar dele é fundamental, mesmo nos dias nublados.

Também é importante lembrar que de tempo em tempo, é necessário reaplicar. O tempo de segurança que o produto oferece pode ser observado no rótulo do produto escolhido.

Acessórios como óculos escuro, chapéus e bonés podem ser uma excelente ideia para acompanhar a proteção oferecida pelo protetor solar.

Sem contar que acessórios podem dar um up no estilo.

Alimentação

Os Estados Unidos oferecem comidas do mundo todo. Restaurantes indianos, mexicanos ou chineses são facilmente encontrados. Essas cozinhas, assim como a americana, são conhecidas por seus temperos fortes.

É importante estar sempre atento ao cardápio, e no caso de alergias ou sensibilidade, é perfeitamente normal consultar o garçom. Pratos que contenham as  palavras “hot” ou “spicy”, por exemplo, indicam que o alimento possui uma grande quantidade de pimenta.

Parece uma dica simples, mas esse cuidado na hora de se alimentar em um país que não oferece alimentos como os do Brasil na maioria dos estabelecimentos, pode evitar muitos males.

Bebidas Alcoólicas

As leis acerca das bebidas alcoólicas são muito rígidas, então é sempre bom ficar atento. A maioridade para o consumo de bebidas alcoólicas é 21 anos. Pessoas com idade inferior sequer podem estar segurando alguma bebida, mesmo que esteja lacrada.

As leis acerca das bebidas alcoólicas são muito rígidas, então é sempre bom ficar atento.

Beber em lugares públicos também é proibido. Justamente pela lei da Intoxicação Pública que é comum ver em filmes personagens bebendo algo dentro de um saco de papel.

Mas a recomendação não é essa em hipótese alguma. O ideal é estar em recintos que permitam o consumo, como bares, casas noturnas, hotéis e casas particulares, por exemplo.

A pessoa que é pega desrespeitando a lei, pode ser autuada, mesmo que não apresente sinais de embriaguez.

E, assim como aqui no Brasil, jamais se deve dirigir após a ingestão de bebidas alcoólicas. Mas além disso, veículos não podem ter bebidas alcoólicas abertas em seu interior.

O local ideal para o transporte de bebidas abertas é o porta-malas.

Dicas extras

Existe uma concentração bem grande de pessoas do mundo todo, afinal, quem não quer conhecer Orlando? Quando buscar saber quanto custa uma viagem para Orlando, busque também observar se as vacinas estão todas em dia.

Sempre é bom saber se as vacinas estão todas em dia.

Orlando não exige nenhuma vacina específica, mas a dica vale pelo contato com pessoas de todos os cantos.

E outra dica bacana é que use o seu celular para tornar a viagem ainda melhor. Existem aplicativos para tudo, desde ajuda para falar inglês, até para os parques de diversões, pontos turísticos e praias.

Também existem aplicativos que informam onde conseguir cupons de desconto e ainda economiza por não precisar alugar um GPS para o carro.

E você ainda pode acompanhar a previsão do tempo e se manter conectado com a família e amigos para contar como está sendo a viagem e registrar os melhores momentos.

Gostou das dicas? Tem mais algumas que podem ajudar as pessoas a descobrir quanto custa viajar para Orlando e como tornar a viagem mais tranquila? Deixe sua sugestão aqui nos comentários.

Uma excelente viagem a todos!