3 (60%) 6 votes

Comprar um apartamento é algo possível nos dias de hoje? Certamente você vai pensar: “Se as pessoas têm dinheiro, claro que sim”. Pois bem, podemos mudar o foco da nossa pergunta: Como comprar um apartamento ganhando pouco? Será que é possível ou essa é mais uma dessas histórias fake de internet? Pois essas foram justamente as nossas perguntas hoje.

Pensando sobre compra de apartamento, decidimos a pauta desse artigo.

O sonho da casa própria comumente parece algo muito distante para uma boa parte das pessoas. Sobretudo após as situações de crise política que assolaram o país. Não apenas pelos salários que não são dos melhores, como também pela burocracia. Existem, ainda, pessoas que preferem alugar um imóvel mesmo. Tudo depende do estágio e do objetivo de vida.

Sabemos que adquirir um imóvel traz segurança. E estamos cada vez mais carentes dessa segurança. Talvez, por isso, o momento seja o de começar a mover as engrenagens em direção à casa própria. Quando você olha para a sua situação financeira, consegue se imaginar adquirindo um apartamento? Se a resposta é “não”, saiba que você está observando sob a perspectiva errada.

Mesmo ganhando pouco, é possível comprar um apartamento sim.

Aliás, as 5 dicas que separamos para você são dicas que pessoas especializadas em prestar auxílio com as finanças oferecem aos que os procuram. E aqui está a grande vantagem de acompanhar esse artigo: você não vai precisar procurar um especialista para isso. Nós as trouxemos até você.

Sendo assim, não deixe de anotar as dicas do artigo de hoje. Ainda mais se você está buscando maneiras de aprender como comprar um apartamento. Deixa de lado, só por dez minutinhos, tudo o que está fazendo e atenção às dicas. Quem sabe não esteja aqui a solução que você acreditou que não existia? Tenha uma ótima leitura!

O planejamento financeiro e sua importância

Antes de conversarmos  sobre como comprar um apartamento ganhando pouco, você já ouviu falar sobre planejamento financeiro? Certamente já ouviu. É comum assistirmos a reportagens que trazem especialistas que sempre dão esse conselho. O planejamento financeiro é algo que toda pessoa deveria aprender. Aliás, o ideal é ensinar o conceito até mesmo para crianças.

fazer os calculos
O planejamento financeiro é a etapa que deve anteceder todo tipo de gasto, compra ou investimento

Planejamento financeiro é aquele plano de vida que você “coloca no papel”, a fim de conquistar estabilidade. Todos já fizeram isso. Você coloca as contas no papel, anota o quanto ganha e procura maneiras de fazer com que, ao fim de cada mês, ao menos uma pequena quantia sobre. Até aí, não existem grandes dificuldades. O problema começa na hora de tirar as ideias do papel.

Somos condicionados a consumir. É difícil passar em frente a uma loja com promoções daquilo que gostamos e não entrar para fazer apenas algumas comprinhas. E, normalmente, nós usamos a desculpa “mas estava em promoção” para que a responsabilidade não nos pese na consciência. E, assim, vamos acumulando gastos supérfluos e justificáveis.

Entretanto, é essa atitude que faz com que o planejamento financeiro vá por água abaixo. Se somarmos esses pequenos gastos, vamos chegar à conclusão que muitos chegam: pequenos valores, somados, ficam bem grandes. Assim sendo, antes de qualquer outra atitude para comprar um apartamento, você vai ter que aprender a se planejar financeiramente.

E. mais do que isso, entender a importância do planejamento financeiro. Sobretudo para quem ganha um salário menor. É preciso embutir na cabeça, de uma vez por todas, que se não conseguimos conquistar algo é porque ainda não encontramos o caminho correto. Essa mentalidade é de extrema importância para começar a realizar as grandes conquistas na vida.

Inclusive, dá uma olhadinha nesse vídeo do criador do movimento Freesider, Fagner Borges, em que ele fala sobre isso:

E então, como comprar um apartamento?

Como o Fagner falou no vídeo, encarar as situações da vida de uma maneira mais positiva é fundamental para uma transformação. Sabe aquela revolução que você tanto busca? Ela pode estar apenas aguardando uma atitude positiva da sua parte. Isto é, aguardando que você comece a enxergar as coisas com mais positividade. Com mais certeza de que as coisas vão dar certo.

A compra de um apartamento está diretamente ligada a isso. Afinal, como comprar um apartamento, ganhando pouco, se não acreditar que é possível? Claro que atitudes são necessárias, mas se conseguir alinhar as dicas com essa técnica, pode ter certeza de que os resultados serão melhores. Você já entendeu a importância do planejamento financeiro, certo?

É ele que vai permitir que olhe com mais respeito para o seu dinheiro. Que entenda a importância dele e que, de maneira alguma, saia gastando-o sem objetivos. Com o Fagner, você compreendeu a importância de manter a positividade. Logo, temos duas técnicas/conceitos importantes para iniciar a caminhada. Não perca o seu foco: o apartamento.

comprar um apartamento
Mentalize seu objetivo e não perca o foco

E é claro que as dicas servem para todos, mas lembre-se que serão necessárias adaptações. Não existe uma receita ideal para todas as realidades. Existem maneiras de chegar até lá e você deve conseguir adaptar as dicas à sua realidade. Então caneta e papel nas mãos e não deixe de anotar as maneiras como poderá fazer com que esse projeto se torne realidade.

Comprar um apartamento – #1 Pesquisa de mercado

Comprar um apartamento não é uma atitude que deve ser tomada o mais breve possível. É preciso fazer uma análise profunda da realidade do local onde vive. Há poucos anos, o mercado imobiliário passou por um aumento considerável nos seus preços. Nos últimos meses, as coisas começaram a mudar. E esse momento deve ser aproveitado.

Sendo assim, pesquise. Pesquise muito. Não tenha pressa em encontrar logo o local ideal. Afinal, como comprar um apartamento ganhando pouco, se não conhecer as diversas opções? Nada de preguiça. Visite as diferentes imobiliárias da sua cidade. Informe ao corretor quais são as suas possibilidades e avalie os imóveis que ele indicar. Analise os valores com calma.

É preciso ter em mente que alguns novos rumos poderão ser necessários. Tudo vai depender de fatores como localização, valor e todos os que julga necessários para “morar bem”. Então considere a necessidade de uma flexibilidade financeira. Procure por aquele apartamento que tenha a maior quantidade de quesitos que ache necessário.

Estrutura do condomínio, quantidade de quartos, garagem – entre outros – deverão ser levados em consideração. Lembre-se que, com um bom planejamento financeiro, é possível até mesmo adquirir um apartamento um pouco acima do valor escolhido como o ideal.

Comprar um apartamento – #2 Crie um fundo para o imóvel

A compra de apartamento é uma atitude que merece ser encarada com seriedade. É impossível não estabelecer isso como um objetivo. Deixar ao acaso só vai procrastinar sua conquista. Dessa maneira, não deixe de estabelecer a melhor maneira de guardar o dinheiro das parcelas, se for o caso de um financiamento. Isso vai assegurar o pagamento correto.

Se a ideia para comprar um apartamento não envolve um financiamento, ainda assim será necessário escolher uma maneira de guardar um dinheiro mensalmente. É preciso fazer com que essa atitude seja “religiosa”. Em hipótese alguma, pense em gastar essa quantia. Há menos, é claro, que uma situação que envolva a saúde, aconteça.

No mais, será necessário um pouco mais de esforço. Mas, após um tempo, observar essa quantia crescer vai trazer bem-estar. E, no caso do financiamento, será tranquilizador saber que está pagando um valor mensal por algo que é seu. Um bem que pode trazer maior tranquilidade no futuro. Um imóvel que poderá deixar para seus filhos, entre outras opções.

Não esqueça, apenas, de se propor a investir um valor mensal que esteja dentro das suas possibilidades. Nada de assumir uma parcela que não poderá arcar. Isso vai sujar seu nome e as possibilidades futuras. Ainda que tenha que investir em um imóvel mais simples. Nada impede que as coisas melhorem financeiramente e possa fazer uma troca.

Comprar um apartamento – #3 Atenção nas dívidas que já existem

Como comprar um apartamento se não tiver um bom controle financeiro, não é verdade? É fundamental que tenha uma boa consciência das suas contas. Essa dica é necessária pois é comum, no momento da empolgação pela compra, não avaliar com calma a realidade financeira do momento. A ideia das conquistas faz com que algumas coisas fiquem de lado.

Coloque no papel todas as dívidas que possui, atualmente. Considere absolutamente tudo. Desde gastos com transporte até as maiores, como parcelamento de um carro, por exemplo. Considere plano de saúde, contas domésticas e até mesmo o lazer. De nada vai adiantar comprar um apartamento se, para isso, tiver que deixar tudo que te faz bem de lado.

Um bom começo é priorizar as contas com juros mais altos. É o caso de cartão de crédito ou cheque especial. Procure quitar essas dívidas o mais rápido possível. Existem até mesmo empréstimos que oferecem juros menores do que essas opções. Por mais que a ideia pareça um absurdo, pode ser que um empréstimo seja melhor do que essas dívidas.

Comprar um apartamento – #4 Conheça as opções de financiamentos

Como comprar um apartamento ganhando pouco se não conhecer como o mercado financeiro pode ajudar? É preciso ter inteligência financeira para conseguir conquistar tudo o que quiser. E por falar nessa inteligência, utilize-a para conhecer as opções que existem para financiar seu apartamento. Ou conhecer as possibilidades de investimentos para fazer o dinheiro crescer.

O importante é saber qual a melhor condição para a sua situação financeira. As opções podem variar de acordo com seu faturamento. O valor das parcelas e a quantidade necessária para a entrada vão levar esse item em consideração. Converse com calma para guardar cada informação. Outro item necessário é ter conhecimento tem a ver com os juros do financiamento.

O governo oferece alguns programas para facilitar a realização desse sonho. Eles são conhecidos por reduzir significativamente os juros da compra de apartamento e outros imóveis. Outra opção, é conversar com o responsável pelos financiamentos imobiliários do seu banco. Certamente ele vai lhe falar sobre todas as opções e encontrar a melhor maneira de fazê-lo.

Comprar um apartamento – #5 Minha casa, Minha vida

O Minha casa, Minha vida é um programa do governo federal e é considerada uma das melhores maneiras de adquirir um imóvel. São opções para habitação urbana, habitação rural e até mesmo opções para reformas, ampliações e alterações em imóveis financiados. O foco do programa é justamente permitir que pessoas com rendas mais baixas possam ter um imóvel.

O programa oferece, além de juros menores e subsídios governamentais, a possibilidade de usar o FGTS para o financiamento imobiliário, aumentando as chances de conseguir conquistar seu apartamento. E se acaso tenha dúvidas sobre como comprar um apartamento pelo programa, é possível ligar para o 0800 721-6268 e sanar todas as dúvidas.

No momento, é possível encontrar obras inacabadas e fraudes no programa, mas o Ministério das Cidades garante que medidas estão sendo tomadas para fazer com que o programa, que existe desde 2009, volte a fazer  que faz de melhor: possibilitar o sonho da casa própria. E informa que os problemas partem das empresas contratadas para a construção das casas.

O melhor a fazer é conversar na Caixa Econômica Federal com um responsável e saber a quantas andam as obras do programa em sua região.

Conclusão

Conquistar a autonomia do próprio destino pode ser uma tarefa simples, levando em consideração os sacrifícios que serão necessários. Se tornar o protagonista da própria vida é libertador e uma sensação que todos deveriam experimentar. Aliás, é uma situação que todos podem experimentar. Mas estamos condicionados a acreditar em uma situação contrária.

Sempre a carteira assinada ou a conquista de um cargo público são vistos como as melhores opções na vida de uma pessoa. Mas essa crença vem enraizada. Ela é de tempos mais antigos. Hoje em dia, é possível viver muito bem com outras formas de ganhar dinheiro. É o caso, por exemplo, dos nômades digitais, que vivem suas vidas viajando pelo mundo.

Eles ganham dinheiro com seu conhecimento, enquanto adquirem mais conhecimento ainda. Isso não é demais? Conhecer novas culturas, lugares, pessoas, culinárias – e muitos outros – e enriquecer sua experiência pessoal. E se acha que esse é um estilo de vida que gostaria, se inscreva, gratuitamente, agora na aula com o especialista:  “Como ganhar dinheiro enquanto viaja pelo mundo”.

Aprenda com o Fagner Borges a fazer do mundo o seu escritório!