Como fazer o dinheiro multiplicar em 2018? Sim, certamente essa pergunta passou pela cabeça de muitas pessoas. A verdade é que muita gente quer entender como multiplicar dinheiro no banco, mas não o faz, porque normalmente a linguagem utilizada é bastante técnica e sair da zona de conforto não é uma tarefa simples.

A ideia deste artigo é justamente falar para todas as pessoas de maneira clara e simples, para que todos possam fazer seus investimentos sem medo. Ou, ao menos, começar a entender sobre o assunto. Se você também se pergunta “como fazer o dinheiro trabalhar para mim?”, então para um tempinho para ler este artigo e esclarecer suas dúvidas.

A casa dos sonhos, o carro do ano, a viagem tão sonhada (…), são muitos os sonhos que necessitam de uma boa quantia de dinheiro para torná-los reais. No entanto, a conquista da independência financeira não é algo assim tão simples de se conseguir. Nem um pouco menos complicado é entender como fazer o dinheiro multiplicar.

Entretanto, é possível – com uma boa dose de boa vontade – estudar como multiplicar dinheiro no banco. Material é o que não falta pela internet a fora. A ideia de guardar segredos para que ninguém consiga atingir os seus resultados se tornou uma atitude que pode ser ligada à antiguidade. O foco de todo profissional do marketing é transmitir o que conhece.

Antes de se perguntar sobre como fazer o dinheiro trabalhar para mim, eu devo estudar o mercado, conhecer procedimentos e ter metas e objetivos bem estipulados. A independência financeira não deve ser vista como golpe de sorte, e sim como um caminho que deve ser percorrido da melhor maneira para chegar até ela.

Então presta atenção nas dicas de como fazer o dinheiro multiplicar e comece hoje mesmo a fazer suas projeções financeiras. Boa leitura!

Como fazer o dinheiro multiplicar através de investimentos financeiros

Como multiplicar o dinheiro no banco com os investimentos financeiros? Como fazer o dinheiro trabalhar para mim? É possível conquistar a minha independência financeira através de investimentos? Sim, são muitas as dúvidas que rondam a cabeça das pessoas que não têm muita intimidade com o mercado financeiro, e consequentemente, sentem-se inseguras.

Sabemos que existem investimentos que rendem mais que a poupança, mas quais são?

Apenas 3 em cada 10 brasileiros conseguem terminar o mês com alguma sobra de dinheiro. E olha que isso vale até mesmo para as pessoas com altas rendas. Essa informação foi dada pelo Indicador Mensal de Reserva Financeira criado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

Para 60% das pessoas que conseguem essa sobra no final do mês, o destino preferido é a Caderneta de Poupança. Mas a verdade é que para quem quer entender como fazer o dinheiro multiplicar, a primeira lição é: Essa é a pior das hipóteses, pois é o método que menos faz render o dinheiro. Ela deve sim ser utilizada, mas como segurança e não como investimento.

No ano passado, a poupança rendeu 6,41%, já contando com o desconto da inflação. Já o Tesouro Selic rendeu 9,90% ou 7,92% se contar o desconto do Imposto de Renda. Então para identificar qual a melhor aplicação para suas finanças, é melhor saber exatamente qual o seu perfil de investidor, para que não existam surpresas ou incertezas durante o processo. A notícia boa é que com qualquer quantia é possível iniciar um investimento financeiro.

No Tesouro Direto, por exemplo, é possível encontrar títulos no valor de R$30, e quando ingressar nessa vida, é fundamental ficar de olho nos noticiários para acompanhar a modalidade. Buscar maneiras de como multiplicar dinheiro no banco é ter a consciência de que será necessário estudar sempre, inclusive para entender a incidência do Imposto de Renda.

A Caderneta de Poupança não sofre impacto do Imposto de Renda, porém é a opção que menos rende. Vamos conhecer outras opções.

1 – Investimentos Imobiliários

Segundo um relatório do Bradesco BBI publicado no começo desse mês de janeiro, o Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários (IFIX) teve um retorno/risco melhor que o Ibovespa (IBOV). Não só em 2017, como em 2016 também. O IFIX deu um retorno/risco de 20% enquanto o IBOV 25%, mas a volatilidade dos fundos imobiliários foi 70% mais baixo, gerando um retorno 63% mais alto.

Essa é a modalidade ideal para as pessoas que visam o longo prazo e a aposentadoria. Também é uma boa opção para quem já está aposentado, mas deseja uma renda mensal, pois uma de suas caraterísticas é distribuir renda todo mês. Essa é a opção com menos riscos, mais fácil de se trabalhar e, em muitos casos, oferece uma rentabilidade melhor.

2017 não foi o melhor ano para os investimentos imobiliários, mas especialistas afirmam que 2018 será diferente. O ciclo ruim acabou e estamos em um momento de pausa do mercado. Contudo as previsões falam da recuperação da modalidade, sobretudo em São Paulo. Já o Rio de Janeiro deverá sentir os bons ventos um pouco mais tarde.

2 – Tesouro Direto   

Como fazer o dinheiro trabalhar para mim em 2018?” Essa é mais uma opção queridinha por todos, pois se trata de uma das melhores opções para os investidores conservadores, que têm como principal característica fazer o dinheiro crescer a longo prazo e, assim como nas outras opções, é importante ficar de olho nas oscilações.

Vamos dizer que o tesouro direto pode ser uma poupança muito mais interessante.

O investidor pode fazer a aplicação diretamente pelo site do Tesouro, sendo necessário apenas realizar um cadastro no portal e também abrir uma conta em uma corretora que será a responsável por intermediar a negociação. O ideal é fazer pequenas aplicações todos os meses.

3 – CDB

Os Certificados de Depósito Bancário são títulos emitidos pelos bancos para conseguir verba para financiar suas atividades. Logo, essa é uma excelente maneira de também conquistar a independência financeira, pois o investidor estará fazendo um “empréstimo” para o banco em troca de uma rentabilidade diária.

Os CDB’s podem ser separados em três grupos: os prefixados, os pós-fixados e os que pagam juros e um índice de inflação. Na primeira opção, a taxa é predefinida e durante todo o tempo que esse título esteja em andamento, o investidor receberá o valor que já foi acertado no acordo, previamente.

Para a terceira a opção, a remuneração dos investidores depende do índice de inflação e taxa de juros prefixados. Mas a opção mais escolhida é o pós-fixado, e a rentabilidade está ligada a alguma taxa de referência, normalmente o CDI, que por sua vez sempre está bem próximo da SELIC (Taxa básica de juros).

De qualquer maneira, procurar maneiras de como fazer o dinheiro multiplicar é entender que tudo precisa ser muito bem avaliado antes de existir qualquer tipo de investimento. Para tornar o investimento possível, o investidor terá que optar por um banco emissor de CDB. É possível ter acesso às plataformas que contam com uma lista de tais bancos.

Após encontrar a instituição que deseja (não se esqueça de avaliar bem as opções), o próximo passo será optar pelo tipo de título que se deseja. Depois será necessário negociar uma taxa. Quanto ao risco, o que existe é se a instituição financeira vier a “quebrar”.

4 – CDI

Se quiser buscar maneiras de como multiplicar dinheiro no banco, certamente vai encontrar os CDI’s pelo caminho. CDI’s são títulos semelhantes aos CDB’s, com a diferença que sua negociação se restringe ao mercado bancário, pois sua função é transferir os recursos de uma instituição financeira para outra.

O CDI não é um investimento, mas é um fator que influencia na rentabilidade de muitos investimentos de renda fixa.

Para facilitar ainda mais o entendimento, eles são certificados que permitem que um banco empreste ou tome emprestado dinheiro de outros bancos. A taxa de juros pode ser variável ou fixa. As transações acontecem somente de maneira eletrônica e normalmente leva um dia para que a negociação aconteça. Em alguns casos, pode demorar um pouco mais.

Para se ter uma noção, quanto mais baixa estiver a taxa do CDI, mais barato estará o dinheiro que está circulando no mercado. E mesmo sendo um momento que a taxa do CDI esteja sofrendo uma queda, a modalidade oferece um rendimento que cresce proporcionalmente ao investimento feito e ao prazo do depósito.

Para tornar possível melhores ganhos com as suas aplicações de renda fixa, o ideal é negociar o rendimento para os investimentos realizados acima de 90% do CDI, no mínimo.

5 – LCI e LCA

Essas são as Letras de Crédito Imobiliário e Letras de Crédito do Agronegócio, e são títulos de renda fixa que são emitidos pelos bancos e tem uma taxa de segurança semelhante à poupança. São semelhantes aos CDB’s, mas não precisam pagar as taxas do Imposto de Renda. Essa isenção tornou essa opção uma queridinha dos brasileiros.

Isso porque até mesmo o pequeno investidor pode investir nessas modalidades, e elas rendem acima dos CDB’s e da poupança. Mas assim como todas as outras opções, é necessário estudar para saber se realmente são as melhores opções para o seu perfil de investidor. Sobre isso, como se pode imaginar, é uma opção para os investidores conservadores.

Essa opção conta com a proteção do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), ou seja, se por acaso a instituição financeira vier a “quebrar”, o investidor não vai arcar com nenhum tipo de prejuízo. Na realidade, ele será ressarcido em uma quantia de até R$250 mil por cada instituição que tenha feito aplicações financeiras.

Um detalhe que deve ser mencionado é que o resgate não pode ser a qualquer momento. Elas contam com uma carência de 90 dias, mas os prazos podem variar. Essa é uma característica que precisa ser analisada antes da escolha da instituição. Se acha que vai precisar de dinheiro em menos de um ano, talvez essa não seja a melhor opção.

Como fazer o dinheiro trabalhar para mim?

A independência financeira também pode vir por um outro meio, o Mercado Digital. Isso mesmo. Investir na internet pode ser uma excelente maneira de ingressar no mundo dos investidores. Com dúvidas de quanto precisa ser investido para começar a empreender em um negócio digital? Assiste esse vídeo do Fagner Borges e tire todas as suas dúvidas.

Vamos conhecer duas maneiras de começar hoje mesmo a trabalhar na internet? Vamos falar sobre a modalidade que é a mais atrativa: O Mercado de Afiliados.

Infoprodutor

Você tem algo que gostaria de ensinar para as pessoas? Tem facilidade com algum assunto e acha que vale a pena passar esse conhecimento para a frente? Então essa é a chance de colocar todo esse conteúdo em formato de mídia digital e começar a ganhar dinheiro com isso. Como? Como um infoprodutor.

É necessário apenas desenvolver um e-book ou uma vídeo aula, por exemplo, e colocar para vender em plataformas que permitam esse tipo de trabalho, como a Hotmart. Então é só colocar um preço justo (para você e para os clientes que vão adquirir o infoproduto) e disponibilizar uma comissão que será paga aos divulgadores do seu material.

Mas se seu perfil não é esse, você ainda pode trabalhar no mercado de afiliados. Quer saber como?

Afiliados

Essa certamente é uma excelente maneira para quem está procurando como fazer o dinheiro multiplicar, pois não exige praticamente nada de investimentos – ao menos não a princípio – e é possível sair com excelentes ganhos. A necessidade é apenas de se cadastrar em plataformas que oferecem esse tipo de trabalho e já podendo começar.

Pode ser a Hotmart, a Eduzz e/ou a Monetizze, por exemplo. Então é só escolher qual o material que quer divulgar e trabalhar com uma ferramenta poderosa para a divulgação do material: O Facebook Ads, por exemplo. Porque além de levar seu anúncio para todos os cantos, seu trabalho será apenas o de criar o anúncio.

Não é necessário ter um grande número de contatos, pois ele leva seus anúncios para o público que você selecionar como o público-alvo. Quer ser o protagonista da sua vida e ter a liberdade de trabalhar de onde quiser, pelo tempo que quiser e ainda conquistar sua independência financeira?

Não perca mais tempo e se inscreva gratuitamente agora mesmo na Jornada da Liberdade. Descubra a maravilha de poder ser dono da própria vida clicando na imagem abaixo.