O Brasil está quebrado e, por conta disso, os preços e a inflação subiram que nem foguete. Em contrapartida, o nosso salário continua exatamente o mesmo – ou seja, fica impossível de acompanhar o aumento dos gastos. Devido a essa nossa realidade atual, temos que cortar algumas despesas para não ficarmos no negativo no fim do mês – e, infelizmente, uma delas é a viagem.

Mas fique tranquilo porque você não precisa deixar seu sonho de lado e não viajar. Sim, é possível SIM lhe permitir esse momento de lazer, que é um dos melhores da vida, sem quebrar o bolso. “Mas como?!” – você deve se estar perguntando.  Pois é, em tempos de crise, uma das melhores maneiras de viajar e de economizar um bom dinheiro é mochilando. Se for, então, um mochilão pelo Brasil, melhor ainda!

Fazer um mochilão pelo Brasil é uma ótima oportunidade de não deixar seu sonho de viajar de lado por conta da crise financeira

E aí que você está se perguntando: quando custa fazer um mochilão pelo Brasil? Afinal, uma coisa que você precisa saber, ainda mais com o orçamento apertado, é quanto irá gastar, não é mesmo?! Pensando nisso, fizemos esse texto especialmente para você!

Quanto custa fazer um mochilão pelo Brasil?

Eis a pergunta que não quer calar: quanto custa um mochilão pelo Brasil? Claro que isso dependerá de vários fatores, como quanto tempo ficará em cada lugar, o valor que irá gastar com passagens, hospedagens e passeios, quanto está disposto a investir em restaurante e em souvenirs… Enfim, são muitas coisas pra levar em consideração MESMO!

Nesse nosso texto, vamos desconsiderar o fator passagem de ida e volta. Isso porque depende muito de onde você está no país, para onde quer ir, a temporada que irá e se irá de avião, ônibus ou carro. Fazendo essa observação, já podemos, então, começar a listar os nossos custos de fazer um mochilão pelo Brasil.

Para calcular um custo do mochilão pelo Brasil, é necessário desconsiderar os gastos com as passagens de ida e vinda.
a) Hospedagem

Mochileiro que é mochileiro fica em hostels, com quartos e banheiros compartilhados. Claro que isso não significa que você não pode mochilar pelas terras tupiniquis e se hospedar em hotel, pousada ou airbnb. No entanto, essas opções são bem mais caras.

Mochileiro que é mochileiro fica em hostel e economiza um bom dinheiro ao fazer um mochilão pelo Brasil

Tenha em mente que o valor de um quarto compartilhado em um hostel varia também da região para onde você vai. Por exemplo, levando em consideração as opções de hospedagem do Hostelling Internacional, um custo médio de uma noite no Rio de Janeiro, um dos destinos mais desejados pelos turistas, será de R$60/noite, enquanto que em Belo Horizonte, lugar menos procurado, será de R$45,00.

b) Passeios

Outro fator que influencia muito nas viagens são os passeios. Isso porque há destinos em que é necessário contratar agências de viagem, como Bonito ou Jalapão, enquanto que há outros que só basta bater perna ou ficar descansando na praia. Por isso, ao calcular o custo de fazer um mochilão pelo Brasil, pesquise bem que irá fazer no destino para o barato não sair caro.

Já que estamos falando de mochilão pelo Brasil, que tal olharmos alguns dos destinos do nosso país?

Bom, e já que estamos falando de passeios, que tal darmos uma olhada nas diversas opções que temos no Brasil? Veja só:

c) Alimentação

Outro gasto que pode arruinar seu plano de fazer uma viagem barata é a alimentação. Por exemplo, todo mundo sabe como São Paulo e Rio de Janeiro são lugares caros para se comer. Claro que sempre temos a opção de um Mc Donalds nessas cidades, mas faz parte da viagem se aventurar pela gastronomia local, não é mesmo?

Um cálculo difícil de se medir é o quanto se gasta com a alimentação. Por isso, invista na comida local, como frutos do mar se for a uma praia.

Então, como saber quanto se gasta com a alimentação em um mochilão pelo Brasil? Infelizmente, esse é um custo difícil de medir exatamente porque isso irá de acordo com o bolso de cada um. Para economizar, invista nas comidas da região, não vá em restaurantes tão turísticos, conheça os mercados do seu destino e se permita apenas uma refeição maior por dia – afinal, ninguém é de ferro, né?

d) Transporte

Para fazer um mochilão pelo Brasil econômico, você precisa também calcular seu custo de transporte. Em cidades metropolitanas, como São Paulo, as opções de transporte público são várias e custam, em média, R$4,00 por pernada. Em praias menores do Nordeste, que nem Pipa, por exemplo, você nem precisa de transporte porque é muito tranquilo ir às praias a pé – no máximo, um ônibus ou outro.

Todavia, há alguns destinos que os passeios são longe, que nem a Chapada dos Veadeiros, e não há como ir de transporte público. Nesses casos, você precisa ou contratar uma agência de viagem ou alugar um carro, o que aumenta e bem os gastos. Pra ter ideia, uma diária de aluguel de um carro popular é, em média, R$80,00.

No seu custo do mochilão pelo Brasil, não deixe de considerar o fator se você deve ou não alugar um carro, pois isso aumenta bem os custos.

Claro que, para calcularmos um mochilão pelo Brasil, os custos vão muito além dos citados acima. Compras, assistência de viagem, saídas para as festas… Enfim, tem muita despesa envolvida em uma viagem. Para te facilitar a vida, tem um site fantástico que irá te ajudar a estimar esses gastos que é o Quanto Custa Viajar. Nele, basta colocar o destino e o seu tipo de viagem e voilá – lá está a estimativa do seu custo médio diária.

Enfim, é isso aí! Com planejamento e vendo certinho o quanto pode dedicar parte de suas finanças, é possível sim viajar, ainda mais se for um mochilão pelo Brasil. Por isso, aproveite as nossas dicas acima e faça uma boa viagem!