Público-alvo: 5 passos para definir o público ideal para o seu negócio
Vote neste post

O público-alvo é o epicentro de todo negócio, independentemente de ser digital ou físico. Ou ambos. Você certamente já ouviu falar no trinômio fundamental para o sucesso de toda empresa: produto, vendas e cliente. É preciso manter esse foco se quer chegar ao status de “empreendedor de sucesso”. Esse é o objetivo de todo empreendedor, afinal.

Se todo o negócio gira em torno das vendas, mais do que natural é fazer de tudo para realizá-las. Existem muitos exemplos de público-alvo, é verdade. Mas quem pode definir o público-alvo ideal é só o próprio gestor. Ou sua equipe de marketing. Apesar dos tipos de público-alvo serem dos mais variados, é preciso encontrar o seu.

Os tipos de público-alvo de uma empresa podem contar com diversas características. E são essas características que definem o tipo de marketing que será usado. A ideia é justamente se comunicar da maneira ideal, respeitando as características do público-alvo. Afinal, de que adianta usar um linguajar totalmente técnico com um público relativamente leigo?

O público-alvo no marketing serve como bússola. Ele orienta as campanhas, ditando os melhores rumos. Se sua equipe ou você souberem interpretar os sinais, não existe outro destino senão o sucesso. Ainda não compreendeu qual o significado do público-alvo? Tudo bem, não tem problema. No artigo de hoje, você vai saber tudo a respeito do público-alvo.

Aliás, você vai saber qual o significado do público-alvo e como defini-lo. E também a importância dele para o seu negócio. E, ainda, quais as perguntas para definir o público-alvo. Ao fim do artigo, além de conhecer definitivamente tudo a respeito, você ainda vai receber um presente. Uma cortesia do movimento Freesider para você. E qualquer dúvida que você tiver, pode deixar um comentário aqui no artigo mesmo. Teremos o maior prazer em ajudá-lo.

O que é público-alvo?

Antes de falar sobre um exemplo de público-alvo ou quais os tipos de público-alvo, é preciso entender o conceito. Público-alvo é aquele público constituído por pessoas que certamente vão se interessar pelo seu serviço ou produto. De alguma forma, eles têm a ver com o que oferece. E acredite, é de suma importância entender os tipos de público-alvo de uma empresa.

o que é um público-alvo 1
Público-alvo é aquele público constituído por pessoas que certamente vão se interessar pelo seu serviço ou produto.

As pessoas que constituem seu público-alvo precisam contar com características semelhantes. E essas, por sua vez, precisam ter a ver com aquilo que sua empresa oferece. Imagine, por exemplo, que seu público é formado por jovens mochileiros. Seus produtos são pacotes de viagens pelo Brasil e pelo mundo, oferecendo hospedagem barata em locais alternativos.

Quais são as chances de um pai de família achar que essa é uma excelente ideia para as férias com sua família? A ideia parece péssima, não é verdade? Essa é a importância do público-alvo no marketing. É a melhor maneira de não perder tempo com pessoas que não trarão retorno. E ainda uma excelente maneira de economizar nos investimentos necessários na campanha.

Antes de falarmos sobre as perguntas para definir o público-alvo, vamos entendê-lo. É bem verdade que o marketing visa atingir o maior número de pessoas possível. No entanto, não é qualquer pessoa a quem o anúncio atingir, por exemplo. A ideia é alcançar o maior número de pessoas com aquelas características, para aumentar as chances das vendas.

Quer mais um exemplo de público-alvo? Imagine que sua empresa oferece serviços que auxiliam as pessoas a fazer investimentos. Quem te parece que é o público-alvo ideal? Pense nos tipos de público-alvo que existem. Certamente o público dessa empresa é formado por pessoas que possuem algum dinheiro. E ainda têm interesse em fazer o dinheiro crescer.

Tipos de público-alvo de uma empresa

O público-alvo no marketing é formado pelas pessoas ideais para o negócio. Portanto, existem públicos com as características das mais variadas. Um público pode não ser igual ao outro em centenas de empresas. Essa é a melhor maneira de entender qual o significado de público-alvo, aliás: a possibilidade de definir qual o ideal para o seu serviço ou produto.

tipos de público alvo 2
O público-alvo no marketing é formado pelas pessoas ideais para o negócio.

Para criar identificação com sua marca, as pessoas precisam ter a ver com ela. Para isso, algumas perguntas para definir o público-alvo deverão ser respondidas. Seria imprudente falar quais são as perguntas ideias, até porque isso não existe. O ideal é que entre na mente do público-alvo da melhor maneira que puder. Mas como fazer isso?

Antes de mais nada, é preciso concordar que seria praticamente impossível listar as características de todas as pessoas que formam seu público. Além de ser um número grande de pessoas, ele aumenta constantemente. Conforme sua marca vai ficando mais conhecida. Então é preciso usar uma estratégia bem conhecida no meio: a criação da persona.

E o que é a persona, afinal? Persona é aquela figura emblemática, que representa todo um grupo. Isto é, o seu público. A persona deverá contar com todas as características que definem os pontos estratégicos do seu público-alvo. Quanto mais características relevantes à marca conseguir definir, mais personalizado será o marketing. E a ideia é justamente essa.

Você tem que tocar a mente do público, e nada melhor do que conhecer suas características mais íntimas. Os dados deverão abranger duas naturezas: demográfica e comportamental. Enquanto a primeira fala de idade, sexo, entre outros, a segunda fala sobre como vivem.

O conjunto das informações dessas duas naturezas formarão a sua persona. A figura ideal que representa todo o seu público. Com ela definida, é hora de trabalhar.

Como definir o público-alvo corretamente?

No fim das contas, tudo o que você precisa é compreender o comportamento de compra do seu público. Também é interessante conhecer quais os fatores que mais influenciam a tomada de decisão positiva. O grande desafio nesta etapa, é a compreensão dessas características. É importante usar com inteligência as informações para definir o público com sabedoria.

Como definir o público-alvo corretamente 3
No fim das contas, tudo o que você precisa é compreender o comportamento de compra do seu público.

Um local de muita “colheita”, são as redes sociais. A cada segundo, milhões de informações estão circulando por elas. As pessoas dividem absolutamente tudo com seus amigos. São marcas preferidas, locais que frequenta e até mesmo as refeições. Também é possível conhecer o estilo de vida, os filmes preferidos e centenas de outras informações.

O mais incrível disso tudo, é que as informações são disponibilizadas ali gratuitamente. A verdade é que o ouro do marketing é despejado diariamente nas redes. Afinal, informação sobre o público é tudo. Mas como fazer a coleta dessas informações? Fazer de maneira braçal levaria uma eternidade e não seria nada eficaz, não é verdade?

A boa notícia é que a maioria das redes sociais disponibilizam ferramentas legais para auxiliar essa coleta. Você já deve ter ouvido falar sobre essa estratégia, o big data. A inteligência artificial vem se tornando uma das principais armas do marketing. No entanto, se ainda não chegou em suas mãos, calma. Você não está em grande desvantagem.

Existem alguns passos que você pode seguir para definir sua persona. Ou seja, seu público-alvo. E claro que nós, do Freesider, não deixaríamos você na mão. Separamos cinco passos simples que poderá seguir para definir o seu público. Mas lembrando que as dicas podem e devem ser adaptadas à realidade do seu negócio, está bem?

Com tudo esclarecido e sem mais delongas, vamos conhecer os cinco passos para a definição do público-alvo ideal para o seu negócio.

1 – Informe-se sobre o mercado

Antes de começar qualquer negócio, é preciso ter conhecimento sobre onde está ingressando. Conhecer o mercado onde vai atuar, vai te colocar em vantagem em relação à sua concorrência. Procure extrair todo o tipo de informação que puder, antes mesmo de definir o seu público-alvo. Não se inicia uma corrida por um novo percurso, com os olhos vendados.

Após conhecer absolutamente tudo sobre seu nicho, é hora de definir o público ideal. Isto é, a sua persona. Comece pelos dados demográficos. Defina a idade da persona, o sexo, qual cargo ocupa, se ela trabalha. Se for estudante, defina seu curso. Analise seus gostos para, então, definir as características comportamentais. Como ela é no dia a dia?

Quais os lugares que gosta de frequentar? Ela é uma pessoa que leva a sério a religião? Ela é do tipo que prefere uma vida agitada ou é caseira? Ela gosta de filmes e séries ou não tem tanta paciência? Ela gosta de músicas? Quais? Lembre-se de coletar o maior número de características relevantes para o seu negócio.

2 – Segmente o público

Após definir todas essas características e formar a sua persona, é hora de saber o que fazer com todas essas informações. Uma ótima estratégia é segmentar o público de acordo com os interesses. Para isso, você poderá, por exemplo, dividir seu público em subgrupos. O que vai definir esses subgrupos, é o comportamento de compra das pessoas que faz parte deles.

Segmentar o público é uma das melhores maneiras de conquistar a fidelização. O marketing de relacionamento traz resultados incríveis e vale mesmo à pena. O cliente passar a ser mais do que um comprador assíduo. Ele passa a fazer marketing gratuitamente para a sua empresa. E quem é que discorda da ideia de que a propaganda boca a boca é supereficiente?

Procure fazer ofertas assertivas para esses subgrupos, levando em consideração suas características. Isso certamente vai aproximar ainda mais cliente e empresa. E, consequentemente, as vendas irão ganhar um plus.

3 – As ofertas assertivas

Você já é íntimo do seu público-alvo. Já conhece seu comportamento e sabe o que é importante para ele. Já sabe o que ele busca e o que mais o atrai. Essa é a grande vantagem da convivência, enfim. Você também já criou subgrupos dentro do seu grupo. Sendo assim, fica bem mais fácil trabalhar com eles de maneira “diferente”.

Como você já sabe como esses subgrupos de comportam, faça ofertas irrecusáveis para eles. As chances de sucesso aumentam significativamente quando se trabalha dessa forma. Você pode, por exemplo, oferecer para quem já efetuou uma compra, um conteúdo exclusivo. Ou então um brinde surpresa para quem adquirir seu produto até determinada data.

4 – Saiba separar o que você quer do que o público-alvo quer

Você trabalha com pessoas. Você oferece seu serviço ou produto para uma quantidade imensurável de pessoas. Certamente já tem um bom conhecimento do seu público. Nesse momento, é fundamental que tome alguns cuidados para não afastar as pessoas. Além de conquistar novos clientes, é preciso manter os que já possui.

Não deixe, de maneira alguma, que seu gosto pessoal interfira nos negócios. Lembre-se que o serviço ou produto é para o público, não para você. Nem sempre o que é bom para você, por exemplo, será bom para o público. É de extrema importância que não misture as coisas.

Lembra tudo o que aprendeu sobre o comportamento da sua persona? Trabalhe para oferecer ofertas e soluções para ela. Esforce-se para não deixar sua opinião pessoal imperar. Há menos, é claro, que esteja trabalhando com um público que tenha as mesmas características que você. Nesse caso, seu gosto pessoal poderá orientar toda a campanha sem culpa.

5 – Comunique-se sem medo

Não existe outra receita. Todo empreendedor sabe que para vender, é preciso se comunicar. Mas se comunicar da maneira correta. Considere as características da sua persona, para saber exatamente como falar com ela. E por qual canal chegar até ela. Pessoas jovens respondem muito bem aos vídeos, enquanto os mais velhos gostam de ler artigos.

Utilizar a abordagem correta, é sinônimo de vendas. As pessoas precisam sentir que a marca fala a língua delas. Que as entende. É isso que vende. É preciso fazer com que seu público sinta que está bem próximo. Que poderá sanar suas dúvidas sempre que quiser. Que vai obter respostas sempre que procurar. Uma marca distante é uma marca fadada ao fracasso.

A comunicação é uma das mais poderosas ferramentas do homem, desde o princípio. É através dela que transmitimos nossas ideias. É através delas que ensinamos e aprendemos. Não deixe de utilizar essa ferramenta poderosa com sabedoria. E já que falamos sobre se comunicar, lembra que falamos, lá no início, sobre um brinde?

Pois bem. O Fagner Borges, criador do movimento Freesider, está oferecendo gratuitamente para você o ebook “Como Lucrar com seu Conhecimento enquanto Viaja pelo Mundo”. Você vai aprender como transmitir seu conhecimento e ganhar seu dinheiro, enquanto viaja para onde quiser! Não perca mais tempo e baixe agora mesmo. Boa viagem!