Você se considera alguém com espírito indomável ou é uma pessoa que prefere ter a segurança da rotina, sabendo tudo o que vai fazer dia após dia?

Na verdade, essa característica depende muito de cada um, mas não há como negar que um estilo de vida aventureiro é extremamente inspirador.

Adotar um estilo de vida aventureiro pode ser extremamente libertador

Não ter medo de se desapegar de bens materiais, não se acostumar com compromissos e horários, não se confortar com os mesmos afazeres diários e nem se dar por satisfeito apenas nos finais de semana, nos feriados ou nas férias. Será que esta não é mudança que você tanto procura?

6 dicas para desenvolver um estilo de vida aventureiro

Há um provérbio chinês que diz o seguinte: “toda jornada de 200 quilômetros começa com um simples passo”. Portanto, se você realmente pretende abraçar um estilo de vida aventureiro e sem amarras deve começar de uma vez. E por que não agora? Por que não exatamente onde você está?

1 – Quebrar a sua rotina

De fato, a primeira ação que deve ser feita para aderir ao estilo de vida aventureiro é quebrar a sua rotina. Não precisa ser uma mudança estrondosa ou nada que esteja visível para as outras pessoas. Afinal, esse processo de renovação deve fazer sentido unicamente e exclusivamente para você.

Não deixe para viver intensamente somente nos finais de semana e nas suas férias

Fugir deste padrão cotidiano pode ser algo simples, mas impactante suficiente para lhe dar motivação nesta caminhada. Você pode mudar algo em seu dia a dia que lhe incomoda profundamente, se livrar de tudo que está acumulado na sua casa ou decidir que está na hora de fazer aquela viagem sonhada.

2 – Coragem para efetuar essas mudanças

A partir do momento que você consegue fugir da sua zona de conforto e percebe tudo o que está lhe frustrando, basta ter coragem para colocar em prática todas essas mudanças. Isso não significa que você deve pedir demissão sem estruturar a sua vida ou comprar uma passagem de avião cara.

Reunir coragem para abraçar um estilo de vida aventureiro não significa realizar besteiras ou nenhuma imprudência, especialmente, em um momento de crise financeira. Você pode se preparar para encerrar um relacionamento, um curso ou um ciclo profissional, desde que não deixe seu sustento em risco.

Agora, antes que você siga para o próximo tópico, deixa a gente mostrar algumas dicas para fazer as alterações ideais no seu padrão de vida o quanto antes, dá uma olhada:

1 – Descubra por que viver com menos coisas em nossas vidas

2 – Como viver uma vida mais tranquila?

3 – Como viver com menos dinheiro?

3 – Esteja aberto as oportunidades

Muitas vezes, a melhor oportunidade para encontrar esse estilo de vida aventureiro está mais próximo do que se espera. Quantos locais maravilhosos existem na sua região e você nunca conheceu por preguiça, falta de tempo ou outra razão idiota?

Aprecie as oportunidades a sua volta para colocar em pratica este estilo de vida aventureiro

Aproveite essa nova forma de admirar o mundo para descobrir todas as belezas a sua volta. Você pode conhecer pessoas interessantes, lugares encantadores e fatos que podem impactar demais a sua nova rotina.

4 – Permita-se explorar suas emoções

Você sempre quis saltar de paraquedas? Dar um mergulho em uma cachoeira? Fazer escalada em um ponto turístico? Conhecer uma cultura diferente? Aproximar-se mais das pessoas? Por isso, permita-se explorar cada vez mais as suas emoções, sensações e desejos.

O estilo de vida aventureiro tem muito a ver com a liberdade de fazer, pensar e se propor a coisas totalmente novas e diferenciadas. Não tenha medo de desvendar novas possibilidades, desde que nada coloque a sua integridade física e mental em risco.

5 – Vá viajar mais!

Você precisa entender que o mundo é muito maior do que você pensa ou está acostumado no dia a dia. Quando alguém se dá conta de que os seus problemas, medos ou vulnerabilidades são ínfimos perante a grandeza do planeta, tudo fica muito mais simples.

Viaje sempre que você puder para outros destinos no Brasil e no exterior

Por isso, você deve usufruir da sabedoria do Dalai Lama e seguir o seu conselho: “ao menos, uma vez por ano esteja em um lugar que nunca esteve antes”. Isso não significa que você precisa embarcar para o outro lado do mundo, mas não perca a oportunidade de visitar outras nações.

Você possui a oportunidade de fazer viagens aos países do Mercosul sem a necessidade de qualquer visto ou passaporte, basta apenas apresentar a sua identidade com uma foto recente, comprar a passagem e decidir o seu destino.

Você também pode pisar pela primeira vez em outro estado do Brasil, admirar as praias do Nordeste, ver o espetáculo da neve nas serras catarinense e gaúcha, observar a beleza do Pantanal, a diversidade da Floresta Amazônica ou qualquer outra particularidade que chame sua atenção.

6 – Desapegue-se

Quem decide contar com um estilo de vida aventureiro não pode sentir a vontade de estar acumulando bens, posses, imóveis e milhares de peças de roupa. O espírito livre não se prende a obrigação de trocar de carro todo o ano, comprar o aparelho celular do momento e nem encher o armário com as roupas da última estação.

Na verdade, a sensação é totalmente oposta e prima pela leveza, a facilidade de se deslocar de um lugar para o outro e, bem como a ideia de que não vale a pena se limitar a exagerar no contexto material e ameaçar a sua vida por isso.

De fato, o estilo de vida aventureiro se alinha com o conceito de que qualquer dia é destinado para a sua satisfação, fugindo da normalidade e não somente esperando pela próxima folga. Por isso, as despesas de consumo tendem a dificultar todo esse processo de transição para um padrão muito mais desapegado.

Desapego é o principal sinal de que você tem um estilo de vida aventureiro

Aos poucos, você vai perceber que as suas memórias, experiências e aprendizados pelo caminho valem muito a pena e lhe deixam muito mais feliz do que comprar, acumular e gastas.

Trata-se de dar mais valor aos momentos, as pessoas e as oportunidades a sua volta do que a arcar com valores exorbitantes por coisas que não vão fazer nenhuma diferença na sua vida.