Ser um mochileiro na Europa é um sonho de muitos brasileiros. Muitas vezes, o sonho parece distante, mas acredite: basta planejar, fechar a mochila e embarcar.

Reunimos dicas e informações com tudo o que você precisa saber sobre como ser um mochileiro na Europa.

Lugares incríveis te esperam na europa em 2017

Então, segue aqui com a gente porque você adorar essas dicas que vamos passar para você, aproveite!

Roteiro de mochileiro na Europa

Criar um roteiro de mochileiro em um continente com mais de 50 países é algo muito pessoal. A maioria dos mochileiros foca nos países da União Europeia (UE), atualmente 27 devido à saída da Inglaterra dos estados-membro – mesmo assim, a capital britânica é um dos top na lista de mochileiros na Europa e ainda é possível (e incrível) visitar o país.

Londres: uma das mais vibrantes capitais da Europa para mochileiros.

Um roteiro completo depende muito do tempo e recursos disponíveis. Mas nós vamos te dar dicas de como ser um mochileiro na Europa. Antes de montar o seu próprio itinerário, pense nas seguintes perguntas:

– Quero conhecer a fundo a história de algum país?

– Quero focar em visitar museus, em gastronomia, em arquitetura, etc?

– Quais atrações turísticas não quero deixar de ver?

Se você continua sem ideias, fechamos um roteiro de mochileiro na Europa para ajudar você a se inspirar. Nosso roteiro pode ser feito em um mês:

Londres: 3 dias

Paris: 4 dias

Berlim: 3 dias

Munique: 2 dias

Bruxelas: 2 dias

Amsterdam: 3 dias

Praga: 2 dias

Viena: 2 dias

Roma: 3 dias

Madrid: 3 dias

Lisboa: 3 dias

10 dicas de como ser um mochileiro na Europa agora em 2016

1 – Planeje, planeje, planeje

Planejar é a palavra-chave para qualquer destino de um mochileiro e para a Europa não é diferente. Antes de embarcar em sua viagem, pesquise com calma as cidades que você quer visitar, visite sites para buscar os melhores preços de hoteis, confira o que você quer visitar em cada local para estimar o tempo preciso de estadia.

Isso vai economizar tempo e dinheiro quando você estiver fazendo seu mochilão na Europa.

2 – Compre as passagens com antecedência

É recomendado que passagens internacionais sejam compradas com ao menos quatro meses de antecedência: é assim que se consegue os melhores preços.

Atenção às passagens aéreas: compre cedo para obter os melhores preços.

Quer ser um mochileiro na Europa agora em 2016? Comece já a pesquisar os valores e companhias aéreas. Sites como Skyscanner e outros consolidadores de passagens ajudam muito.

3 – Reserve hotéis com antecedência

Hospedagem pode ser um dos maiores custos de um mochileiro na Europa, porém se você se planejar bem é possível encontrar ótimos preços online. A melhor dica é, novamente: planejar com antecedência.

Se você quer realmente economizar, crie seu roteiro de mochileiro na Europa de acordo com os melhores preços de hospedagem.

4 – Mas pense em alternativas de estadia

Porém, se você quer uma experiência que realmente te leve a fundo na cultura europeia, considere outras formas de hospedagem.

Amsterdam e seus famosos canais.

Na Europa, o CouchSurfing é muito comum, porém lembre: membros de cidades grandes recebem muitos pedidos por dia. Vale ser criativo, autêntico e verdadeiro na hora de enviar pedidos de hospedagem.

Mais do que conseguir acomodação de graça, você terá a chance de conhecer pessoas incríveis e levar sua experiência cultural ao extremo.

5 – Tenha todos os documentos em mãos

Apesar de brasileiros terem visto gratuito de três meses na Europa, a imigração europeia pode ser bastante cuidadosa na hora de deixar alguém entrar nos países-membro. Leve todos os documentos em mãos.

A charmosa Paris segue sendo um dos principais destinos europeus.

Normalmente, é solicitado: passagem de volta, comprovante de reserva de hoteis, comprovante de renda e seguro de saúde (este é obrigatório!).

Ei! Agora, dá uma olhada nesses outros destinos para mochileiro…

1 – 7 dicas de como ser um mochileiro na Oceania

2 – Descubra como fazer um inesquecível mochilão pela África do Sul

3 – Mochilão na Indonésia: o maior arquipélago do mundo

6 – Leve apenas uma mochila

Nada de exagerar na bagagem. Ser um mochileiro na Europa significa que você estará em constante movimento e nada pior do que uma bagagem grande e pesada que torna cada passo um sacrifício.

Tudo pronto? Pegue a mochila e pé na estrada!

Viaje com uma mochila pequena e vá com espaço sobrando: você vai querer fazer compras.

7 – Não use seu cartão de celular brasileiro

As taxas para uso de telefones brasileiros no exterior são altíssimas! Conexão com internet não é um problema na Europa: a maioria dos hoteis, cafés e restaurantes têm WiFi. Aposte em WhatsApp, Skype e Facebook para se comunicar com amigos e família.

8 – Use o Global Pass

Apesar de não ser a opção mais barata para um mochileiro na Europa, o Global Pass dá flexibilidade e permite viajar nos deliciosos trens europeus.

Embarque nos ótimos trens Europeus com o Global Pass.

Há opções para viajar por mais de 20 países com passagens ilimitadas que variam de 15 a 21 dias contínuos, podendo ser comprado até para um, dois ou três meses.

9 – Faça seu seguro de saúde

É obrigatório, para qualquer viajante, ter um seguro de saúde ao entrar na União Europeia. Alguns seguros podem ser bastante caros, outros são bastante acessíveis.

Berlim: a poderosa capital alemã.

Pesquise muito antes de comprar o seu e lembre-se de ler com calma todos os termos de cobertura: nada pior do que não ter assistência adequada caso você fique doente em um país estrangeiro.

10 – Aproveite!

Deixe qualquer trabalho no Brasil pronto e preocupe-se apenas em aproveitar!

Já organizou tudo? É hora de desfrutar!

Ser um mochileiro na Europa é ir à fundo em países de muito história, conhecer lugares e pessoas maravilhosas, comer comidas incríveis. Planeje tudo para poder, no fim, apenas desfrutar!

Qual o custo para ser um mochileiro na Europa?

O seu estilo de viagem e no que você quer gastar dará a resposta mais precisa à essa pergunta. Lembre de nossa dica: planejamento! Conferindo tudo antes de sair do Brasil é possível ter informações bem precisas de quanto custa para ser um mochileiro na Europa.

Estilo de viagem e bom planejamento vão definir os custos de ser um mochileiro na Europa.

A imigração europeia, porém, costuma pedir um comprovante de renda quando você entra na União Europeia: a recomendação é ter ao menos 60 euros por dia por pessoa. Mas não se assuste: você não vai, necessariamente, gastar todo esse valor.

Por que ser um mochileiro na Europa?

A lista de motivos para ser um mochileiro na Europa é enorme! Para começar, brasileiros têm visto de turista gratuito, com estadia de até três meses. É possível circular entre os países-membros sem problemas (lembre-se de ter toda a documentação necessária sempre em mãos!).

A Europa é dos melhores continentes para viajar. Aproveite!

A Europa é um dos continentes mais seguros do mundo para mochileiros. Claro que é sempre importante ficar atento a seus pertences, porém são raros os casos de problemas com turistas.

Como as dimensões da Europa não são muito grandes, é possível visitar muitos países em um curto período de tempo, não perdendo tanto tempo de locomoção.

E o principal: você vai ver lugares lindos, imergir em história, cultura e gastronomia. Vale a pena!