Inteligência Emocional é algo fundamental no ambiente de trabalho e na vida como um todo Tranquilidade para aceitar os desafios, manter uma boa relação com a equipe de trabalho, saber sair de saias justas e ser o conselheiro e ombro amigo dos seus colegas pode abrir muitas portas.

Para isso, é preciso que você esteja preparado e desenvolva o que conhecemos como inteligência emocional.

Aumente sua inteligência emocional

Saber como desenvolver este aspecto de sua inteligência e caráter ajudará na hora de obter sucesso.

O que é inteligência emocional no trabalho

A  inteligência emocional foi pensada pelo psicólogo norte americano Daniel Goleman, que trata de como lidamos com nossas emoções e os aspectos emocionais de nosso trabalho principalmente.  O psicólogo falou sobre o assunto pela primeira vez em seu livro “inteligência emocional”.

Segundo Goleman, uma pessoa com  este tipo de inteligência desenvolvida  pode identificar as suas emoções e dos colegas com mais facilidade.

Dessa maneira, ele também pode conseguir lidar melhor com elas.  Goleman mostrou com seus estudos que as emoções possuem um papel fundamental  nas decisões que tomamos e como nos comportamos, principalmente no trabalho.

O psicólogo dectou cinco habilidades da inteligência emocional:  autopercepepção, autocontrole, automotivação, empatia, e aptidão social. Para ele, esses eram os 5 pilares da inteligência emocional.

De acordo com Gilberto Victor, psicólogo pesquisador do tema, este aspecto da inteligência está intrinsicamente ligado com habilidades como como motivar a si mesmo e persistir mediante frustações; controlar impulsos, canalizando emoções para situações apropriadas; praticar gratificação prorrogada; motivar pessoas, ajudando-as a liberarem seus melhores talentos, e conseguir seu engajamento a objetivos de interesses comuns.

A inteligência emocional faz parte da vida das organizações e de profissionais bem sucedidos, porque eles reconhecem que ela é essencial para o bom desenvolvimento não só do funcionários como dos projetos e empreitadas a que a vida no mercado está sujeita.

A inteligência emocional é um conhecimento e um processo, por isso, como tal pode ser adquirido e desenvolvido com o tempo. 

Ei! Dá uma olhada nesses outros artigos do vida de freesider…

1 – 11 dicas de como aumentar o foco no trabalho

2 – Como aumentar a autoconfiança: a ciência explica

3 – Definir metas e objetivos: descubra como traçá-los e alcançá-los

Por que ter uma boa inteligência emocional no trabalho?

Nas organizações e principalmente para quem trabalha como freelance, inteligência emocional não só é uma ajuda como é essencial no trabalho.

É preciso reconhecer suas emoções, suas deficiências e principalmente respeitar as emoções dos colegas até mesmo as suas próprias para que haja um ambiente melhor e consequentemente uma produção e trabalho mais eficientes.

Inteligência emocional ajuda no ambiente de trabalho

A inteligência emocional é fundamental no trabalho , principalmente para as organizações.   É ela que irá auxiliar o profissional a se manter calmo, ter firmeza, tranquilidade na hora de avaliar situações, lidar com imprevistos e cultivar a resiliência.

Este tipo de habilidade  nas organizações é chave do sucesso, principalmente na hora de trabalhar em equipe.

Para quem trabalha sozinho, como freelance, a inteligência emocional ajuda a manter a disciplina e a vencer os desafios que naturalmente surgem com esta jornada de empreendedorismo.

Já para quem precisa trabalhar em equipe, a inteligência emocional é o que ajudará a manter a equipe unida, coesa e trabalhando de forma mais eficaz.

O serviço faz parte de nossas vidas, e as emoções também. Por isso, quando temos inteligência emocional e conseguimos balançar e respeitar nossas emoções temos mais sucesso não só para nossa organização, mas para nossa vida.

Por isso ela é tão necessária na nossa vida cotidiana e mais ainda no que diz respeito a nossa vida profissional.

Como desenvolver inteligência emocional no trabalho

Como qualquer tipo de inteligência e competência, a inteligência emocional pode ser aprimorada. É preciso que você esteja ciente de que, embora não seja impossível nem exija muito esforço, desenvolver esta competência exige mudanças de hábito e comprometimento para consigo mesmo e para seu trabalho em equipe.

1 – Conheça a si mesmo

O primeiro passo para desenvolver uma inteligência emocional é conhecer a si mesmo.  Não adianta querer ter mais sucesso e trabalhar melhor em equipe se você não se conhecer. Você não conseguirá ter uma boa inteligência emocional.

Conheça a si mesmo

 

Controlar suas emoções se não souber quais são elas e quem é você. Analise suas emoções, pense em suas atitudes, avalie seus erros e acertos, conheça suas habilidades e suas deficiências.  Para ter esta habilidade no trabalho e desenvolver a inteligência emocional da sua equipe você precisa se conhecer.

2 – Escute seu corpo

A autoconsciência é um dos aspectos essenciais para aumentar a inteligência emocional. Mas além de conhecer as emoções, outro ponto importante é prestar atenção no seu corpo.  Doenças físicas, como alergia e dores de estômago podem ser efeitos do estresse.

Escute o que seu corpo tem a dizer sobre suas emoções, esta pode ser uma boa maneira de melhorar sua inteligência emocional.

3 – Não julgue, sinta!

Não julgue suas emoções! Ao invés de tentar evita-las ou coloca-las para baixo do tapete, aprenda a analisa-las. Saiba por que está sentindo o que está sentindo.

Busque compreender você e sua equipe.  Muitas organizações falham em promover um ambiente em que os funcionários estejam aptos  e tenham tempo para conhecer seus colegas.

Respeite suas emoções

Por isso, respeitar as emoções dos colegas e compreendê-las pode ajudar a melhorar a inteligência emocional na sua equipe e a inteligência emocional nas organizações das quais você faz parte como um todo.

4 – Pratique o auto controle

Manter uma boa inteligência emocional e saber como usá-la é um processo que leva tempo. Um caminho que pode ser trabalhoso para você, sua equipe e sua organização. Mas com certeza é um processo que vale a pena.

Ao respeitar suas emoções você irá aprender a controlá-las.  Não fale tudo o que lhe passa pela cabeça na hora. Saber a hora de falar e como deixar suas emoções fluir não é fácil, mas é um processo que pode ajudar você e sua empresa.

5 – Tenha uma percepção social

Chamar as pessoas pelo nome, saber do que seu colega gosta, conversar amenidades e estar aberto ao que seus companheiros tem a ensinar é uma ótima maneira de cultivar a inteligência emocional.

Esteja pronto para ouvir o que as pessoas tem a dizer, mesmo as críticas. isso vai ajudar você a ser um profissional melhor e uma pessoa mais centrada.

Seja um bom ouvinte

Aumentar as habilidades reconhecidas por Gardner pode ajudar na sua empresa, sua vida profissional e até mesmo em sua vida pessoal. Aumentar a inteligência emocional é uma boa maneira de conseguir o tão sonhado sucesso.

Não é a toa que hoje a inteligência emocional é muito mais valorizada nas organizações do que a inteligência lógica propriamente dita.

Para se obter sucesso é preciso criar um ambiente em que todos se sintam confortáveis e incluídos. Só  o profissional com inteligência emocional, assim como uma inteligência emocional da equipe  como um todo, é capaz de criar esse ambiente.

Quem quer ter sucesso precisa estar apto e principalmente, entender e buscar a inteligência emocional;