Ficou desempregado e não conseguiu uma recolocação no mercado? Está insatisfeito com seu trabalho atual? Busca uma renda extra para trabalhar nas horas vagas? Tenho o que pode ser uma alternativa para o que você busca, vou explicar como ser um freelancer de sucesso.

Nesse momento de crise que o país vem passando, tenho ouvido constantemente uma frase: “não há emprego, mas há trabalho”.

Trabalhar de casa como freelancer

Entendo isso como uma nova perspectiva do mercado que cria oportunidades de novas formas de trabalho, criando remuneração aos trabalhadores e incentivando uma reação da economia.

Isso é incrível, pois semeia uma nova visão sobre mercado de trabalho e desenvolve uma geração de novos profissionais e dentre eles se destaque cada vez mais os freelancers. E como havia prometido, vou contar como ser um freelancer de sucesso.

O que é freelancer?

Freelancer nada mais é que um termo em inglês utilizado para definir o profissional autônomo que se autoemprego em diversas empresas ou que norteia seus trabalhos por projetos, captando e atendendo seus clientes de forma independente.

O que faz um freelancer?

Para entender como ser um freelancer, você precisa entender o que ele faz. Freelancer trabalha de forma independente, sem vínculos empregatícios.

Como ser um freelancer

Pode trabalhar para uma ou mais empresas, desenvolver parcerias e se envolver em projetos diversos.

Trabalho freelancer como funciona?

Normalmente um freelancer tem horários de trabalho mais flexíveis e a liberdade de se envolver em um número maior de projetos que demandam uma dedicação diferenciada, visões mais abrangentes, com soluções mais criativas ou que não dependem diretamente de uma cultura organizacional do cliente.

Ao vivenciar continuamente a rotina de projetos em diversas empresas e lidar com parceiros de visões distintas, acaba agregando maior bagagem de experiências e tendo uma percepção mais geral do mercado.

Logo, te apresentamos mais abaixo algumas dicas de como ser um freelancer de sucesso… 

1 – Habilidades

Você precisa ter claro quais são suas habilidades profissionais e como elas podem ser disponibilizadas para projetos independentes. Comece com o que você já faz hoje.

Pense em como e para quem suas funções podem ser oferecidas de uma forma que não interfira no seu trabalho e que você possa desenvolver o trabalho de freelancer nos finais de semana.

Freelancer em arquitetura

Para você ter uma ideia, o mercado para freelancer está aquecido para profissionais como: animador, redator, repórter, designer, fotógrafo, programador, gerente de projetos, músico, arquiteto, ilustrador, tradutor e webdesigner. Todos eles te dão a possibilidade de ser um freelancer na internet.

Existem sites específicos para freelancer, como 99Freelas, Freelancer.com ou IguanaFix. Vale conferir os projetos disponibilizados lá e traçar um plano de carreira.

2 – Finanças

Como freelancer, você será pago pela sua produção e no começo você terá uma gama de clientes bastante reduzida e faltará visibilidade no meio.

Para que não passe dificuldade no começo das suas atividades como freelancer é preciso realizar uma programação financeira.

Faça uma poupança como freelancer

Reduza os gastos básicos e corte o que for desnecessário do seu orçamento. Quando você estiver mais seguro de suas parcerias e criar um fluxo de rendimento que julgue compatível com seus gastos, você pode determinar novas metas de consumo e não passar dificuldades financeiras.

Vale a pena fazer uma reserva, ter uma quantia disponível para eventuais emergências. Nunca se sabe o que pode acontecer e como você não possui vínculo empregatício, não tem os benefícios assegurados por lei para os trabalhadores em contrato de CLT.

3 – Horário de trabalho

Trabalhar como freelancer te dá total independência para você gerir sua rotina de trabalho, mas isso não significa que você não tenha compromissos, que pode trabalhar qualquer horário ou até mesmo não trabalhar.

Dedicar oito horas diariamente

Ao traçar sua carreira como freelancer, todas as suas ações repercutem diretamente na qualidade do seu serviço e um dos pontos de credibilidade que mais pesam nessa área é prazo para entrega. Nada pode sair do que foi acordado, caso contrário você não será bem visto no meio.

Para ter seu trabalho entregue com qualidade e dentro do prazo estipulado, determine um tempo que você se dedicará ao serviço.

Iniciar com o padrão de oito horas é o indicado e dependendo da sua agilidade ou da demanda, pode variar para menos ou para mais horas de trabalho. Lembre-se que tudo isso é você quem determina, mas isso também influência em quanto você ganha.

Ei! Nem só como freelancer há possibilidade de você poder fazer uma renda online, existem outras formas…

1 – Programa de afiliados: como ganhar dinheiro com ele

2 – Programa de Afiliados: dinheiro, sombra e água fresca

3 – 10 dicas para ganhar dinheiro como infoprodutor em 2017

4 – Remuneração

Quanto ganha um freelancer vai depender de fatores como serviço realizado, demanda por mês e como é feito o acordo de cobrança. Para esse último há duas opções, você ser pago pelo projeto ou ser pago por hora trabalhada.

Costumo avaliar o projeto antes de determinar esses fatores. Às vezes é um projeto complicado, mas que você realiza em pouco tempo ou um projeto fácil, mas que exige de você mais tempo de dedicação.

Remuneração

Vale também colocar nos cálculos um teto que você deseja atingir por mês, assim é melhor calcular quanto você deve trabalhar e quando deve cobrar por hora trabalhada ou projeto.

No começo sugiro que cobre um pouco abaixo do que você busca receber, para ser mais competitivo, fechar parcerias e poder criar uma rede de relacionamentos no meio.

Quando os trabalhos estiverem bem desenvolvidos e você com maior aptidão com a profissão, poderá cobrar mais, mas estará entregando um produto ainda melhor.

5 – Estudar

Agora que você poderá fazer seus horários e terá a comodidade de trabalhar de casa, terá mais tempo para se dedicar a outras atividades. Entre elas tenha como prioridade os estudos, separe no mínimo uma hora e meia do seu dia para estudar.

Estudar!

Seja algo da sua área, um novo programa de computador, um idioma ou até mesmo assuntos que não são relacionados com sua rotina de trabalho, mas que podem abrir novas portas. Seja qual for sua opção, estude.

6 – Local de trabalho

Na grande maioria das vezes o local de trabalho do freelancer é sua própria casa, isso dá muito conforto e por um lado é maravilhoso estar em casa, mas também pode ser uma grande armadilha.

Televisão, geladeira, familiares, cama, tudo isso pode ser uma distração do seu trabalho e um convite a se desconcentrar.

Local de trabalho de um freelancer pode ser em qualquer lugar…

Escolha um local da casa que seja confortável, bem iluminado e arejado. Nada de trabalhar da cama, seu corpo desacelera e tende a relaxar quando está na cama e isso reduzirá sua produção.

Sempre que possível escolha outros locais remotos para trabalhar, como bibliotecas, livrarias, café ou até mesmo um cowork. Basta ter uma boa conexão com a internet, ser confortável e ter pouco ruído e será um excelente escritório para seu trabalho como freelancer.

Agora que você sabe como ser um freelancer, precisa se dedicar ao trabalho e buscar sempre desenvolver produtos de qualidade, buscando o respeito e a credibilidade na área que desenvolve seu trabalho. Desejo muito sucesso!