Quantas vezes já pensou que você fosse ter um “troço” de tanto trabalhar?! Que sentiu o seu coração mega acelerado pela adrenalina causada devido ao ritmo frenético que teve ao longo do dia?

Que deixou de comer corretamente por conta do excesso das reuniões ou de um projeto atrasado? Que dormiu mal pensando nas pendências do trabalho? Ou, no caso mais grave ainda, que virou a noite trabalhando?

Devido ao excesso de trabalho, casos de mortes decorrentes do coração não param de aumentar

Pois é, tudo isso é muito mais comum do que a gente imagina e pode ser extremamente fatal. Não acredita? Pois puxe da memória aquele seu conhecido considerado super saudável, mas que infartou sem razões.

Ou do jovem que teve um ataque cardíaco precoce. Isso são alguns dos exemplos que temos de pessoas que falecem ou quase por conta do estresse excessivo. Não é à toa que o número de casos de doenças do coração cresce exponencialmente ano após ano.

Com tudo isso, surgiu um termo para definir o que anda acontecendo: karoshi. Você sabe sobre o que se trata?! Se não,  então leia o nosso texto e se identifique com a realidade aqui exposta. Boa leitura!

O que é karoshi?

Palavra de origem japonesa, karoshi nada mais é do que a morte por excesso de trabalho, ou seja, a morte súbita ocupacional. Não por acaso, as principais causas médicas das mortes pelo karoshi são ataque do coração e derrame devido a estresse.

A história do karoshi começou em 1969 com a morte relacionada a derrame de um trabalhador homem de 29 anos no Japão.

A partir daí, principalmente depois da década de 80, trabalhadores com alta carga de estresse passaram a falecer de maneira súbita sem haver qualquer sinal prévio de doença. Já em 1987, com o aumento da preocupação pública, o Ministério da Saúde japonês começou a registrar essas mortes.

O karoshi nada mais é do que a morte súbita pelo excesso de trabalho

Ou seja, o karoshi é uma doença atual, considerada já uma epidemia nos dias de hoje. Surgiu “graças” à cobrança excessiva no ambiente de trabalho, o qual exige que o seu empregado trabalhe mais de doze horas por dia, seis ou sete dias por semana, ano após ano, sofrendo desgastes físicos e mentais.

Tudo isso devido ao medo de perder a sua fonte de renda ou, até mesmo, à ganância em ganhar mais e ascender no emprego em detrimento da saúde.

Só para te contextualizar a gravidade do problema: se fossem levantados todos os números reais de vítimas de karoshi no Japão, eles seriam de 10 mil mortes por ano! Pra ter ideia, essa quantidade é aproximadamente a mesma de pessoas mortas no trânsito anualmente no país. Bizarro pensar nisso, não é mesmo?

No Japão, estima-se que 10 mil trabalhadores morrem por karoshi anualmente

Antes de seguirmos com o nosso texto, dê uma olhada também em nossas publicações selecionadas abaixo. Elas falam exatamente o que fazer para prevenir o karoshi: descobrir se você é um workaholic, como trabalhar menos por dia e como dormir de maneira mais saudável. Pacote completinho para você!

Como o karoshi acontece?

O karoshi simplesmente acontece do nada. A pessoa está lá, trabalhando muito, mas sendo considerada uma pessoa saudável porque não apresentou nenhuma doença em seus exames de saúde, e, de repente, puft.

Ela morre de maneira súbita. Pode ter sido na sua casa ao chegar do trabalho, ao dormir, ao tomar um banho e, até mesmo, ao longo do trabalho. Enfim, ela falece de repente, deixando todos em choques.

Entre os casos registrados no Japão, surgem dois possíveis culpados: o estresse e a falta de sono. A grande verdade é que esses dois, sozinhos, não podem matar uma pessoa.

Eles não provocam um ataque cardíaco, nem infarto e nem derrame… No entanto, é claro que colaboram para o aumento do risco de doença cardíaca, distúrbios do sistema imunológico, diabetes e algumas formas de câncer.

O estresse e a falta de sono, por si só, não provocam o karoshi, mas colaboram para o seu aumento de risco

Enfim, conclui-se, então, que o karoshi é provocado por um conjunto de fatores. Como dissemos acima, o estresse e a falta de sono, por si só, não matam. Mas além pode levar a hábitos nada bons para a saúde que, aí sim, provocam esses problemas.

Pessoas que fumam, bebem, têm uma alimentação ruim ou não fazem exercícios por falta de tempo ou cansaço… Essas atitudes são a receita do sucesso para o karoshi.

Portanto, o karoshi, por mais incrível que pareça, não é uma causa direta pelo estresse ou pela falta de sono. Ele nada mais é do que a quantidade excessiva de tempo passado no trabalho, que provoca hábitos não saudáveis.

E isso é bastante problemático porque o karoshi não está em seus exames – ele acontece de maneira silenciosa, fazendo as suas vítimas sem que elas tenham a chance de mudar de estilo de vida.

Como prevenir o karoshi?

Agora que o alerta está dado, vem a pergunta: mas como prevenir o karoshi?! Simples!

  • Pratique yoga e meditação ao acordar e ao dormir porque eles liberam o estresse e te auxiliam no sono
  • Alimente-se corretamente. Prepare suas refeições e leve ao trabalho.
  • Dedique, pelo menos, 30 minutos de exercício por dia.
  • Durma, no mínimo, 8 horas. Você pode parecer que está aguentando dormir apenas 5h, mas isso é extremamente prejudicial à sua saúde.
  • Dedique um tempo do seu dia para fazer aquilo que gosta: ficar com a família ou com os amigos, sair, cozinhar, pintar, cantar, dançar… Enfim, viva não só para o trabalho, mas também para você.
Viva para você e não deixe o trabalho te matar

Não leve o trabalho tão a sério assim e coloque a sua saúde, assim como sua vida pessoal, acima de tudo.

Você é competente e não é porque deixou de virar a noite no seu emprego que irão te demitir. E outra: melhor demitido do que morto, não é mesmo? Então, cuide de você, cuide da sua saúde e não deixe o trabalho te matar. A sua vida lhe agradece!