Atualmente, muito se tem falado sobre sustentabilidade, principalmente depois que o recém-eleito presidente dos EUA, Donald Trump, fez comentários polêmicos a respeito do assunto.

Mas, afinal, o que é? Como a sustentabilidade ou a falta dela pode impactar em nossas vidas? E como tornar a vida mais sustentável, colaborando, assim, com o planeta em que vivemos?

Sustentabilidade e o planeta Terra

Se essas são dúvidas suas, então leia nosso texto porque iremos responder todas elas!

O que é sustentabilidade?

Quando pensamos em sustentabilidade, logo vem à mente a salvação do meio ambiente. Se você acha que é só isso, saiba que está engano.

A sustentabilidade envolve, sim, o meio ambiente, mas, em uma escala de igual importância, também envolve o aspecto social e econômico.

Esse conceito, aliás, refere-se ao triple bottom line, mais conhecido como o tripé da sustentabilidade. Embora isso seja de conhecimento geral, o grande problema de hoje em dia é que não há um equilíbrio entre esses três pilares, priorizando a sustentabilidade ecônomica em detrimento da ambiental e social.

Resultado de imagem para triple bottom line
Triple bottom line, mais conhecido como o tripé da sustentabilidade.

Há um outro conceito sobre sustentabilidade que a especifica bem. Ele foi definido no relatório de Brundtland, criado em 1987, e defende que o “desenvolvimento sustentável é aquele que atende as necessidades das gerações atuais sem comprometer a capacidade das gerações futuras de atenderem a suas necessidades e aspirações”.

Perfeita definição, não?

Por isso, tenha em mente que a sustentabilidade é tudo aquilo que se sustenta no futuro – seja no âmbito ambiental, social e financeiro.

Por que tornar a vida mais sustentável?

Com base no conceito de sustentabilidade, você percebeu como é importante se preocupar com o assunto, não é mesmo?

Afinal, se não refletirmos as nossas ações e não tornarmos a nossa vida mais sustentável, deixaremos um mundo muito pior para as gerações futuras. Você não quer que seus filhos, netos, bisnetos e por aí vai, vivam em um planeta insalubre – ou quer?

Além disso, deve estar se questionando como você, um ser minúsculo e inofensivo perto das grandes indústrias, por exemplo, poderia afetar o planeta e provocar alguma ameaça a existência de toda a raça humana?

Claro que você, sozinho, não vai mudar muita coisa – mas já pensou se todo mundo tivesse esse pensamento e passasse a agir?

Por que ter uma vida mais sustentável?

Por isso, motivos não faltam para você ter uma vida mais sustentável. Para não haver dúvidas, até listamos algumas razões. Quer ver?

  • Você colabora com o planeta
  • Você colabora com as gerações futuras
  • Você terá mais consciência de seus atos
  • Você passará a se envolver mais com o mundo em que vive
  • Terá outra visão sobre o seu consumo – e passará a economizar dinheiro
  • Sua moral e ética estão tranquilas

Agora que você já tem os motivos, basta colocar a mão na massa. Para ter uma vida mais sustentável, é fácil.

Pequenas atitudes sustentáveis ao longo de sua existência que elas, por si só, já farão diferença (inclusive para a sua consciência, que ficaria limpa e tranquila). Mais detalhes de como fazer isso? Então espia o próximo tópico!

Além desse assunto, tem alguns textos relacionados a qualidade de vida que você vai gostar:

1 – Qualidade de vida: como melhorar de uma vez por todas

2 – 7 Passos para melhorar a qualidade de vida

3 – Descubra os benefícios da alimentação saudável

Como tornar a vida mais sustentável?

Como já dito anteriormente, tornar a vida mais sustentável é fácil; basta um pouco de comprometimento e paciência.

Afinal, é preciso fazer muita pesquisa sobre os seus hábitos de compra, sobre o que fazer com os resíduos gerados por você, estudar os meios de transporte menos poluentes, enfim…

Como tornar a vida mais sustentável
  • Fique ligado nos seus resíduos: cada item que você descartar de maneira inadequada vai diretamente para um aterro sanitário e pode causar danos à natureza. Recicle!
  • Evite a sacolinha de plástico do supermercado: ela leva mais de centanas de anos pra se recompor no meio ambiente; por isso, tenha sempre em mãos a sua sacola retornável.
  • Economize água: não deixe a pia aberta à toa e aproveite a água desperdiçada em seu banho com um balde. Já pensou que dá para aproveitá-la no vaso sanitário?
  • Veja a possibilidade da permacultura em seu ambiente: pra quem não sabe, permacultura é um sistema de planejamento para a criação de ambientes humanos sustentáveis e produtivos em equilíbrio e harmonia com a natureza.
  • Opte por fonte de energia mais sustentável: como, por exemplo, a energia solar, que é abudante no Brasil.
  • Estude as empresas de quem você compra os produtos: veja se elas  tenham também a mesma preocupação com a sustentabilidade social e ambiente – porque financeira já é meio óbvio, né?
  • Recuse a consumir produtos de origem ilícita e proveniente de mão-de-obra escrava: como as roupas das queridinhas fast fashion.
  • Prefira os produtos locais a grandes empresas: você estará ajudando a sua comunidade em vez de dar dinheiro a milionários.
  • Essa é difícil, mas seja vegano ou, se não conseguir, pelo menos vegetariano: já é mais do que comprovado o impacto negativo da pecuária e da produção de cereais para rações no meio ambiente e, além disso, a ONU afirma que uma mudança global para a dieta vegana seria vital para salvar o mundo da fome.
  • Seja mais consciente ao consumir: esse é assunto para o próximo tópico devido a sua importância

Consumo consciente

Antes de finalizar o texto, é importante fazermos uma reflexão sobre o modelo de consumo de hoje em dia.

Atualmente, as empresas investem pesado em marketing a fim de nos iludir para termos objetos que, até então, eram completamente desnecessários.

Será mesmo que você precisa ter o tênis da moda? Trocar o celular a cada ano? Não, né?! Se quiser ter uma vida mais sustentável, é preciso parar e pensar no seu modo de consumir.

Consumo consciente

O consumo sustentável está cada vez mais em alta e  é uma consequência direta da preocupação social quanto à sustentabilidade.

Afinal, uma vez que as pessoas estão alertadas sobre como a sua maneira de consumir pode impactar o ambiente e a sociedade, é incontrolável que seus hábitos de consumo passem a convergir com o seu senso de responsabilidade.

Por isso, repense em suas atitudes, em suas reais necessidades e mude. O planeta e as gerações futuras agradecem!

 

 

Não saia agora, aproveite mais de nossos conteúdos 😉