A insatisfação no trabalho atinge mais da metade dos trabalhadores brasileiros. Neste texto de motivação no trabalho conheceremos as causas desta desmotivação e sugestões de desenvolvimento da motivação no trabalho.

As causas da falta de motivação no trabalho são as mais variadas. Para uma parcela da população emprego é apenas emprego. No entanto, outro grande grupo de pessoas visualizam o trabalho como uma parte fundamental da sua identidade.

A auto estima influencia na motivação no trabalho
A auto estima influencia na motivação no trabalho

E por isso, a felicidade e a autoestima são influenciadas pelo que é feito do trabalho. Deste modo, as pessoas investem mais seu tempo na busca por alternativas para elevar o ânimo, incluindo texto de motivação no trabalho.

A baixa autoestima pode ser proporcionada por baixo salário, dificuldade de relacionamento com o chefe ou colegas. Pela falta de reconhecimento, inexperiência ou medo de errar, e muitos outros motivos.

O fato é que, qualquer que seja a situação desconfortável no ambiente de trabalho, ela terá algum impacto. E o mais comum é a falta de confiança em si mesmo. Que desencadeia a baixa autoestima, desvalorização pessoal e insatisfação na atividade que executa.

Para minimizar a consequência desta insatisfação, texto de motivação no trabalho e ferramentas como a análise de SWOT, são utilizados para te ajudar a reconhecer suas habilidades e assim, progredir a autoestima.

Estas análises pessoais são fundamentais. Já que, quanto mais atividades prazerosas você executa, maior sua produtividade e segurança. A confiança sem si mesmo é o estopim para a motivação.

Afinal, a convicção e o trabalho significativo são uma maneira importante de se sentir bem consigo mesmo e produzir mais.

Importância da autoestima no trabalho

Texto de motivação no trabalho é muito procurado por milhares de pessoas todos os dias, pois elas entendem a importância da motivação e da autoestima no trabalho.

Afinal, existem muitas maneiras em que o trabalho é desfavorável em relação a autoestima.

O ritmo das demandas de trabalho, por exemplo, é tão rápido que ninguém é reconhecido por um ótimo desempenho.

Ao mesmo tempo, a necessidade por produtividade é tão grande que ninguém está fazendo o suficiente.

As demandas de trabalho produzem um ambiente pesado. Repleto de estresse, desentendimento, angústia e pressão. Pressão do chefe para como os trabalhadores e entre colegas de trabalho.

E a consequência é um comportamento geral de descontentamento que aos poucos aumenta a fragilidade da autoestima.

Toda essa insuficiência, mais as pressões adicionais em outros âmbitos, fora do trabalho, contribuem para impaciência, irritação e ansiedade.

Além do mais, fomenta constantemente a sensação de incompetência. Resultando na baixa autoestima e aumento da busca por motivação externa, podendo gerar ainda mais frustrações e desmotivação.

Isso porque a autoestima e a motivação devem ser trabalhadas internamente. É um processo de desenvolvimento pessoal. Que pode iniciar com texto de motivação no trabalho, mas que aos poucos deve ser aprimorado.

Ellen McGrath, psicóloga clínica, autora de três livros sobre estresse e depressão, expõe que manter a autoestima é um processo psicológico vitalício. Ou seja, é um processo eterno e constante.

Ela sugere pensar “na autoestima como um músculo mental que deve ser desenvolvido e mantido através de exercícios psicológicos regulares, ou você estará vulnerável à depressão e ansiedade”.

Ter essa visão sobre a autoestima é uma maneira de amplificar as oportunidades para trabalhar o desenvolvimento pessoal. Por isso, o hábito de ler texto de motivação no trabalho, por exemplo, contribui para estimular o desenvolvimento da motivação e autoestima.

Sintomas de baixa autoestima

Pessoas com baixa autoestima costumam passar boa parte do dia comparando-se com outras pessoas no escritório.

Um dos muitos sintomas da baixa autoestima é a hipersensibilidade. Sofredores de baixa autoestima têm a sensação de que são inadequados. E se preocupam que os outros os considerem como inadequados.

Sofredores se sentem inadequados
Sofredores se sentem inadequados

Frequentemente sentem-se inferiores e, em casos extremos, vivem com medo constante de perder o emprego porque não o fazem e nunca podem medir-se.

Isso geralmente é acompanhado por altos níveis de estresse, sentimentos de sobrecarga ou por alguma depressão. O que pode, obviamente, afetar o desempenho. O que reafirma sua crença de que, na verdade, não são bons o suficiente.

Pessoas com baixa autoestima muitas vezes duvidam de suas decisões e capacidades, sempre buscando segurança, aprovação ou validação de seus chefes ou colegas.

Pessoas que são perfeccionistas podem estar mostrando um dos sinais de baixa autoestima. Acreditam que o bem nunca é bom o suficiente para elas.

Outro sintoma de baixa autoestima é a incapacidade de confiar nos outros. Elas tendem a sentir que os outros estão fora para pegá-los e conspirar contra elas. Reagem ao que sentem de acordo com o que os outros esperam que eles digam e façam

Desenvolvimento da autoestima

A autoestima é um fator importante em toda a felicidade pessoal. Por isso, além de texto de motivação no trabalho afim de melhorar a autoestima existem outras maneiras de melhorar seu ânimo no escritório, e em outras áreas de sua vida.

1 – Decida

Para construir sua autoestima, você precisa começar a confiar em si mesmo. A única maneira de fazer isso é tomando mais decisões. Quanto mais decisões você fizer, mais confiante ficará em fazê-las.

Até para as pequenas coisas, tome sua decisão. Se necessário busque inspiração, leio texto de motivação no trabalho, mas coloque a sua opinião e admita sua decisão.

Seja Autentico
Seja Autentico

Ter tido a experiência de tomar decisões ruins e ter que lidar com o resultado dessas decisões servirá como uma ferramenta para ajudá-lo a tomar melhores decisões no futuro.

A chave para tomar melhores decisões é educar-se e ter certeza de que você está totalmente informado sobre os fatores que contribuem.

Se você se educar e fizer um esforço para aprender o máximo possível sobre o assunto, descobrirá que o poder dentro de si é decisivo.

Perceba o que funcionou, o que não funcionou e o que você precisa fazer de forma diferente da próxima vez. Então você pode aprender e melhorar constantemente.

Ver a si mesmo aprendendo, melhorando e tomando decisões independentemente, será uma ótima maneira de elevar sua autoestima.

2 – Dê uma chance ao seu instinto

Muitas vezes, as pessoas que confiam na confirmação externa estão fazendo a coisa certa, esqueceram-se de ouvir sua intuição. Escutar suas mentes e corpos para ver e sentir se algo está certo ou errado.

Sempre que você precisar tomar uma decisão ou agir, analise qual é o resultado que você está procurando? O que parece e parece ser a decisão certa neste momento?

Muitas vezes fazemos coisas que sabemos que não estão certas através do medo. Ou o medo de que algo ruim aconteça se não fizer.

Mas se você quer desenvolver uma autoestima elevada, seja fiel a si mesmo e ao que você acredita. Esta sim é uma atitude crucial. E se algo não parece certo, não faça.

3 – Evidencie suas habilidades

Mais importante que buscar inspiração e texto de motivação no trabalho, o principal é saber o que te motiva. E você conseguirá entender mais sobre suas capacidades, através de análise sobre si.

A análise de SWOT, por exemplo, permitirá que você avalie e identifique quais são suas forças, fraquezas, oportunidades e ameaças.

Esta ferramenta é utilizada para analisar o cenário de uma empesa, mas é muito útil também para você encontrar suas habilidades.

Esse reconhecimento te possibilitará assumir o controle sobre suas habilidades importantes. Você poderá também ajustar o que precisa ser melhorado elevando assim, sua autoestima.

4 – Você primeiro, depois os outros

Pare de tentar agradar as pessoas. Quando suas ações são baseadas primeiramente no que os outros querem, seus desejos e opiniões são sempre colocados de lado.

Se você está constantemente tomando decisões com base no que as outras pessoas pensam e do que gostam, você rapidamente esquece do que gosta.

Você precisa saber o que você gosta e o que te motiva. Sem essa informação você acaba vivendo para os outros.

Você para de confiar e ouvir a si mesmo e consequentemente diminui sua autoestima. Pessoas com alta autoestima sabem o que gostam e o que não gostam.

Tomar suas decisões é o conselho mais dado em texto de motivação no trabalho, por ser verdadeiro. Não é fácil, mas é fundamental.

Quando você sabe o que quer as decisões ficam mais fáceis de serem realizadas.

5 – Não se sabote

Se você quer ter alta autoestima, nunca fale mal de si mesmo.  Reconhecer suas fragilidades é fundamental para aperfeiçoar. Mas isso não significa que você é pior que as outras pessoas.

Esse pensamento negativo sobre si é destrutivo e além disso, coloca sua autoestima no chão.

Manifeste suas habilidades, suas vontades e fale de suas dificuldades como uma ferramenta para redução de erros e aproximação do estado ideal.

Aos poucos você perceberá sua autoestima subir.

6 – Aprenda a dizer “não”

Mantendo este pensamento aprenda a dizer não. Dizer “sim” a todos e a tudo envia uma mensagem ao nosso subconsciente de que chegamos em segundo lugar.

O que queremos e precisamos não é tão importante quanto os que nos rodeiam. Constantemente dizendo sim, leva a esgotamento. Você gasta muito tempo se concentrando em outras pessoas que você negligencia a si mesmo.

Não se negligencie
Não se negligencie

Não fazer o que os outros querem você terá mais tempo para fazer coisas que realmente gosta.

Isso terá um impacto positivo no seu humor, na autoestima e desempenho no trabalho. Isso também significa que você está forçando outras pessoas a aprenderem a fazer as coisas por si mesmas.

7 – Você não é todo mundo

O caminho mais rápido para a baixa autoestima é se comparar com os outros. E isso gera inclusive, a necessidade de buscar artifícios externos como texto de motivação no trabalho.

As pessoas são diferentes, apresentam qualidades diferentes. E está tudo bem que algumas pessoas são melhores que você em alguma coisa. Sempre haverá alguém melhor. Mas não é nisso que você deve focar.

Afinal, o que queremos aqui com este texto de motivação no trabalho é justamente elevar a autoestima. Por isso, lembre-se que o que vale é o valor individual. É o seu valor.

Você é suficiente para fazer o que está na sua realidade, portanto se houver o interesse de fazer algo além disso então busque se aprimorar.

Não faça porque outras pessoas fazem. Faça isso por você e porque é importante para você, assim se sentirá melhor.

Se é algo que você quer ser bom, use seu desempenho como inspiração para desenvolver essa habilidade. Não mais uma coisa que você pode usar para bater-se e confirmar que você não é bom o suficiente.

8 – Feito é melhor que perfeito

Provavelmente esta é uma frase que você já leu várias vezes em texto de motivação no trabalho. E mais uma vez é real.

Pessoas com baixa autoestima são frequentemente perfeccionistas. E esta não é uma qualidade tão boa assim. Porque elas acreditam que só têm valor se forem perfeitos ou elas estão evitando a dor da crítica.

Isso os coloca sob pressão e estresse desnecessários, o que, em última análise, pode afetar seu desempenho no trabalho e como os outros os percebem.

Além disso, postergam muito para fazer algo importante, como iniciar um novo projeto  usando o perfeccionismo como uma justificativa para não tirar o projeto do papel.

As pessoas com autoestima elevada não temem críticas porque o consideram como um feedback e não como um ataque pessoal.

Texto de motivação no trabalho

A motivação é totalmente dependente da autoestima, afinal estar bem consigo mesmo é um gerador de ânimo para realizar planos e concretizar projetos.

E a busca constante de autoconhecimento, através de terapia, informação ou leitura de texto de motivação no trabalho é fundamental para elevar a autoestima e evitar a desmotivação.

Já que o autoconhecimento é aprender a entender melhor por que você sente o que sente e por que se comporta de uma maneira particular.

Quando você começa a entender esse conceito, você tem a oportunidade e a liberdade de mudar as coisas sobre si mesmo, permitindo que você crie uma vida que você deseja.

E por ter essa clareza sobre o que queria, Fagner Borges conquistou a liberdade que sempre quis. Se inspire no Livro Jornada da Liberdade.

!!Dica EXTRA: Já te contei sobre o Caio Ferreira?

Ele conseguiu criar um método de você ter um e-commerce mesmo sem ter estoque em 2009. Hoje, além de vender centenas de milhares de reais na sua loja virtual, ele ainda ensina como outras pessoas podem fazer isso.

O Caio está com uma aula online gratuita que ensina "Como Criar Sua Loja Online do ZERO Sem Precisar Ter Estoque de Mercadorias". Espero que ele não tire do ar antes de você assistir.