Você já parou para pensar na sua carga diária e na sua gana pelo trabalho? Ou seja, porque você trabalha muito? Por isso, pare e pense. Você tende a se dedicar intensamente as atividades profissionais nas quais se considera excelente? Não para até atingir o máximo sempre? Então, você pode estar lidando com um conceito chamado Hiper-realizador.

Basicamente, o hiper-realizador se trata de um sabotador interno. Até pode soar de maneira positiva a primeira vista, né? Afinal, é alguém altamente produtivo e focado em atingir metas no decorrer de sua carreira. Só que você já deve ter se perguntado: como que algo tão bom poderia ter o termo sabotador no meio, certo?

Isso porque o hiper-realizador é aquele sabotador que faz com que você se transforme em um viciado em trabalho. Faz com que você desenvolva uma dependência por alcançar um desempenho elevado e por realizar muita coisa ao mesmo tempo. Portanto, essa é a definição da tendência moderna de workaholic.

Quais as características do hiper-realizador?

Assim, um dos pontos mais sensíveis nesse sabotador interno tem a ver com a necessidade de realização para encontrar respeito próprio e auto validação. Ou seja, é alguém muito concentrado no sucesso externo, precisa faturar alto e ter sempre reconhecimento alheio. Gradativamente, a vida se transforma majoritariamente em trabalho.

Aos poucos, esse profissional vai perdendo contato com as suas sensações, emoções e passa a ter problemas para se relacionar com outras pessoas. Tudo porque ele não é mais capaz de se conectar com e tende a acabar com a sua vida social.

Hiper-realizador
Hiper-realizador priorizada profissional e menospreza vida pessoal. Foto: Visual Hunt

Além disso, o hiper-realizador é competitivo, disfarça as suas inseguranças, mostra autoimagem excessivamente positiva e procura adaptar a sua personalidade nas mais diferenças situações para impressionar as pessoas a sua volta. Mas, ele considera que as emoções são distrações e lhe atrapalham no cumprimento de suas metas.

Portanto, esse sabotador interno faz com que o individuo esteja mais voltado a aperfeiçoar a sua imagem pública do que se preocupar com a sua saúde física e mental. Então, é muito comum que essa pessoa tente sempre se autopromover e manter os outros a uma distancia segura para não se envolver profundamente.

Tipo de pensamentos do hiper-realizador

Assim, eu preciso ser o melhor naquilo que eu faço. Eu cheguei a ter essa característica muito aflorada quando comecei a conhecer o universo do marketing digital. Afinal, eu desejei me tornar uma das referências daquele mundo e passei a trabalhar muito para atingir esse objetivo.

Apesar de trabalhar incessantemente, eu nunca estava satisfeito. Por isso, o resultado mais frustrante foi quando eu consegui fazer R$ 1 milhão em 40 horas e não consegue aproveitar absolutamente nada.

Além disso, as pessoas estavam me parabenizando o meu hard work e eu estava frustrado. Porque a minha expectativa era fazer o mesmo resultado em 24 horas.

“Se eu não posso ser o melhor, eu nem vou tentar"
“Se eu não posso ser o melhor, eu nem vou tentar”. Foto: Visual Hunt

Às vezes, a gente se torna tão exigente e sequer comemorar os resultados incríveis que alcançou. A partir daí, surge um pensamento típico do hiper-realizador. “Se eu não posso ser o melhor, eu nem vou tentar. Nem vale a pena me esforçar”.

Autoaceitação condicionada

Isso acontece porque passamos a achar que o valor está ligado unicamente ao sucesso. Afinal, o hiper-realizador somente se sente realizado quando está no auge. Ou seja, a sua autoaceitação é condicionada.

Ou seja, eu dependo de outras coisas e das opiniões dos outros. Com desempenho sempre ligado a felicidade e ao amor próprio. Enquanto esteja no auge, tudo está às mil maravilhas. Mas, quando ele decai na vida profissional, a tendência é ir para o fundo do poço.

Hiper-realizador
Se a carreira falha, ele vai ao fundo do poço. Foto: Visual Hunt

Todavia, a tendência pode ser decorrer de uma criação distante dos pais ou caso os pais somente demonstravam aprovação quando tudo estava bem.

Por isso, é de vital importância quando tiver filhos de falar sempre o quanto ama, aceita e sente orgulho deles. Assim, o ideal é reforçar sempre esse sentimento de amor incondicional.

Crenças limitantes

Por acaso, você se identificou com alguma das questões levantadas no vídeo acima? De qualquer forma, você pode se reconhecer em algumas das crenças presentes nas rodadas com o hiper-realizador. Já que esse é um sabotador muito traiçoeiro porque parecer ser positivo para você.

Só que você alcança o sucesso em troca de um custo muito alto: solidão e sem qualidade de vida. Pois, você deixa de lado as coisas que são essenciais visando se tornar um alguém de resultado.

Muitas pessoas que sofrem e não lutam contra esse comportamento só se dão conta do preço anos depois, quando entendem que deveriam trabalhar menos e viver mais.

Hiper-realizador
Para o hiper-realizador, sucesso cobra preço alto. Foto: Visual Hunt

Portanto, é indispensável entender como equilibrar o seu hiper-realizador para alcançar esse mesmo sucesso sem se sacrificar no processo. Confira a seguir algumas frases referentes a esse modelo de sabotador interno:

  • Mesmo que tenha tendências de viciado em trabalho, eu me aceito profunda e completamente.
  • Eu sempre deixei que o hiper-realizador sempre dominasse as minhas ações, por isso eu necessito de desempenho para me aceitar. Isso faz com que eu seja altamente concentrado no sucesso técnico e me leve a tendências insustentáveis de workaholic.
  • Eu sou muito competitivo, ligado a minha imagem e meu status.
  • Eu me adapto a minha personalidade para me encaixar e impressionar os outros.
  • As emoções atrapalham meu desempenho. O foco precisa ser no pensamento e na ação.
  • Sentimentos são apenas distrações. A paz e a alegria são fugazes.

Se surgiu algum pensamento, se veio alguma lembrança ou justificativa para essa personalidade a partir dessas sentenças, anote essas impressões.

Pensamentos positivos

Agora que você já passou por algumas crenças limitantes, eu vou mostrar alguns pensamentos positivos que são totalmente contrários do que o seu hiper-realizado fala para você.

Foque no equilíbrio na sua vida.
Foque no equilíbrio na sua vida. Foto: Visual Hunt

Como você pode ver no vídeo, esses são exercícios de equilíbrio para lhe ajudar no processo no dia a dia e não depender apenas do resultado para se sentir bem consigo mesmo.

  • Eu me perdoou e me aceito profunda e completamente.
  • Mesmo que eu tenho me afastado das outras pessoas, eu me aceito profundamente.
  • Mesmo que eu tenho deixado o hiper-realizador guiar as minhas ações, eu me perdoou.
  • Hoje, eu escolho não ser mais guiado pelo hiperrealizador e dar mais atenção aos meus sentimentos e emoções.
  • Hoje, eu escolho equilibrar a minha vida entre o meu trabalho, meus relacionamentos e bem estar.
  • Eu percebo, que independente do resultado, sempre dou o meu melhor e preciso me amar e me respeitar.
  • Hoje, eu noto que a minha vida pode ser mais tranqüila sem a autocobrança e autopromoção.
  • Hoje eu sei que posso me amar incondicionalmente.
  • Eu não preciso me comparar com as outras pessoas. O meu foco é em mim mesmo e em ser um pouco melhor a cada dia.

!!Dica EXTRA: Já te contei sobre o Caio Ferreira?

Ele conseguiu criar um método de você ter um e-commerce mesmo sem ter estoque em 2009. Hoje, além de vender centenas de milhares de reais na sua loja virtual, ele ainda ensina como outras pessoas podem fazer isso.

O Caio está com uma aula online gratuita que ensina "Como Criar Sua Loja Online do ZERO Sem Precisar Ter Estoque de Mercadorias". Espero que ele não tire do ar antes de você assistir.