Hoje em dia, o nosso tempo é tomado por diversas atividades, trânsito, compromissos e problemas, que nos fazem ficar exaustos, e querer férias para ontem. Mas, a gente pode encontrar tempo para pessoas que amamos e nossos próprios interesses ao descobrir como vencer a procrastinação.

Sendo assim, tudo isso está relacionado com preguiça. Afinal, faz com que você aumente os níveis de procrastinação. Portanto, a alternativa é achar meios para driblar a preguiça mental e se tornar mais produtivo dentro do tempo que possui para fazer as coisas e evitando que tudo se acumule. Você se identificou com a situação? Então, vamos lá?

Você é um procrastinador?

O que faz com que a gente deixe as coisas para última hora? Por exemplo, você se planejou para fazer uma atividade ao longo de um mês e deixou para o último momento? E o que é pior, esse tempo que você preparou para trabalhar nesse projeto não foi aproveitado da melhor maneira possível.

Ou seja, curtindo com as pessoas que você gosta ou fazendo coisas que também eram importantes. Em resumo, você apenas procrastinou. E ainda se sente culpado, ansioso, chateado consigo mesmo e não sabe o que acontece.

Basicamente, você acredita que é um procrastinador nato. Eu confesso que também era assim e, até cometo essa falha esporadicamente. Só que sempre é tempo de mudarmos velhos padrões, né?

Você está procrastinando

Para ajudar nessa missão, vale conhecer um estudo produzido pelo The Economist, em 1955. Esse levantamento apontou que “homem mais ocupado é que mais tempo livre”.

Essa conclusão causou um alvoroço na época, mas acabou ficando conhecida como a “Lei de Parkinson”, que mostra que quanto mais ocupado você é, mais tempo encontra para fazer as coisas. Quanto mais tempo livre tem, menos você faz o que precisa ser feito. Então, se você quer que algo seja feito, dê para alguém ocupado.

Lei de Parkinson

A Lei de Parkinson diz que “seu trabalho se expande até preencher todo o prazo disponível para sua finalização”. Normalmente, a Lei de Parkinson é lembrada do ponto de vista negativo, relacionada a assuntos como procrastinação, falta de foco, baixa produtividade.

Isso porque quanto mais tempo você aloca para fazer uma atividade mais a sua mente vai se ocupar com isso. Não quer dizer que necessariamente você vai botar a mão na massa para executar esse projeto, mas sua mente vai estar ocupada com ela. Como se livrar disso e fazer com que a lei de Parkinson jogue a seu favor?

Como vencer a procrastinação e a preguiça

Ao invés de colocar prazos muito longos na atividade que vai executar, você pode planejar as suas atividades diárias a partir das tarefas mais urgentes e trabalhá-las em curtos espaços de tempo, apagando outras atividades de sua memória a curto prazo. Para vencer a procrastinação, você precisa quebrar atividades em subatividades e alocá-las ao longo do dia.  

Portanto, a melhor forma de destruir esse ciclo é quebrar atividades longas em pequenos passos e organizando-las em curto espaço de tempo. Por exemplo, você tem uma atividade para fazer em uma hora e separa duas horas para concluir. Sem dúvida, você vai usar essas duas horas, enquanto poderia finalizar tudo em 45 minutos. Tente fazer isso!

Como vencer a procrastinação?

Quando eu percebi esse tipo de coisa, ou seja, que colocava um tempo acima do necessário para fazer as atividades no meu dia a dia, comecei a me sacanear. Isso mesmo! Eu comecei a agendar coisas, além da minha rotina em casa.

Ficou estranho? Calma, eu explico! Afinal, eu trabalho em casa e, como vimos no conceito da Lei de Parkinson, “trabalho se expande até preencher todo o prazo disponível para sua finalização”. Ao morar no meu próprio local de trabalho, eu poderia trabalhar a hora que eu bem entendesse.

Só que eu ficava me ocupando com muitas coisas, não rendia, me frustrava e as coisas não fluíam. Sendo assim, eu comecei a criar uma série de compromisso fora de casa, como cursos, aulas e treinamentos esportivos. O objetivo dessa medida foi muito simples: eu precisava sair e tinha um tempo limitado para fazer o meu trabalho.

Essa técnica de como vencer a procrastinação foi a que utilizei no começo. Hoje, eu me forço a trabalhar até X horas, assim, estipulo um horário de trabalho. E quando chega à minha hora limite, eu encerro o “expediente” tendo terminado ou não as atividades. Eu faço isso para condicionar o meu cérebro que só tenho esse período de tempo para o trabalho.

Produtividade x Tempo de trabalho

Afinal, quem acostuma a própria mente que pode fazer hora extra a qualquer momento vai acabar fazendo hora o tempo inteiro. Se você acostuma que possui um horário estabelecido para concluir todas as suas atividades vai ter de se adaptar para que dê conta da demanda dentro do prazo.

A gente precisa lembrar que um funcionário que gera resultado não é aquele que faz hora extra todo dia. Mas, é um profissional que executa todos os projetos de maneira satisfatória no tempo que possui. A partir do momento que você se foca no período que tem e determina uma carga horária, se torna muito mais produtivo e menos ocupado.

Desta maneira, a gente consegue superar esse ciclo vicioso de ter um projeto, procrastinar, se estressar para entregar tudo na última hora e estar sobrecarregado de outros afazeres. Com organização, nós passamos a ter mais tempo para descansar, relaxar, estar perto dos nossos entes queridos e até mesmo procrastinar sem dor na consciência.

Isso porque todo o trabalho já terá sido feito adequadamente no prazo, reservando esses preciosos momentos para nossos próprios interesses, relações pessoais e folga. Com certeza, é uma maneira muito mais saudável e gostosa de aproveitar o ócio, não é?

Caso você tenha ficado com alguma dúvida sobre como vencer a procrastinação, basta rever o vídeo a seguir quantas vezes quiser!