Para ter prosperidade, você tem que dominar os 4 sentimentos ruins que geram pobreza. Mas, a primeira ação para alcançar esse objetivo é saber identificar essas quatro sensações e as suas respectivas consequências.

Sendo assim, o primeiro integrante dessa perversa lista é o medo, isso mesmo! O medo de realizar acaba te paralisando, fazendo com que não tire as coisas do papel. O outro sentimento indesejado é a ansiedade, ou seja, você não se sente capaz e permite que a insegurança domine a sua vida. Desta maneira, você não evolui e tampouco prospera.

A raiva também é um dos sentimentos ruins que atrasam a sua jornada. A partir daí, você passa a ter raiva das pessoas a sua volta e se prende ao que elas deveriam ter feito de acordo com a sua perspectiva. Por isso, se esquece de viver a sua própria vida e criar a sua narrativa rumo a abundância.

E, por fim, a culpa fecha esse grupo de fatores que devem ser jogados fora. Basicamente, a culpa se mistura a raiva e faz com que você não deixe de olhar e se amargurar pelo passado. E, portanto, não se concentra no presente e nas oportunidades ao seu alcance.

Sendo assim, se você quer ser um profissional realizado e uma pessoa de bem com a vida necessita se desapegar desses quatro sentimentos ruins que somente causam desestabilidade. Afinal, é praticamente impossível alcançar qualquer objetivo financeiro, amoroso ou pessoa com uma carga tão pesada. Mas, como se desapegar de tudo isso?

4 sentimentos ruins que limitam a sua evolução e como tirá-los da sua vida

1 – Medo

O medo, geralmente, se esconde atrás de uma motivação. E esse é o principal problema! Por exemplo, o nosso pensamento é “se eu tiver medo de ficar pobre, eu vou me esforçar para ficar rico”. Quando na verdade, o medo só paralisa.

sentimentos ruins

O medo ao contrário de motivar, trava a sua evolução e destrói os seus planos. Por que você não faz os seus projetos para empreender? O medo freia a sua ação e faz com que você se mantenha na zona de conforto. Então, essa é a primeira questão que deve ser trabalhada e ceifada de sua vida, porque o medo aniquila qualquer possibilidade de crescimento.

2 – Ansiedade

Inicialmente, você deve saber que a ansiedade é o sinônimo da preocupação. E o que é a preocupação? É se preocupar de maneira antecipada com algo que sequer aconteceu. E esses sentimentos ruins drenam totalmente a sua energia, uma vez que a ansiedade tumultua a sua mente.

E como como essa sensação afeta a sua busca pela prosperidade? Basicamente, se preocupar apenas por se preocupar não dá resultado. Se planejar, sim! O planejamento é algo bem diferente da ansiedade, que apenas lhe trava.

A ansiedade utiliza o hormônio do estresse, o cortisol. Quando esse hormônio age no nosso organismo, a gente concentra a nossa energia entre lutar e correr. Isso acontece também nos negócios, como em uma reunião de trabalho, por exemplo. Você nunca sofreu com aquele branco na hora de uma apresentação? Então, sabe como é travar em um momento decisivo.

3 – Raiva

O que é a raiva? Simplesmente, eu tenho uma expectativa sobre um negócio e, quando alguém não se encaixa a essa verdade me gera raiva. E a raiva engana, porque pode ser o combustível para fazer algo. Sabe quando dizem que algo não vai dar certo, mas você se supera e consegue atingir a sua meta?

 Então, esse é o típico uso da raiva como motivação. Mas, qual é o problema? O problema é que esse tipo de raiva não gera satisfação. E essa percepção é de vital importância!

A nossa mente absorve informação durante toda a vida, especialmente, na infância. A partir daí, o cérebro cria padrões e tomadas de decisões. Esses padrões são baseados no que você viu, experimentou e imaginou com o passar do tempo.

sentimentos ruins

Essa combinação de fatores cria a realidade que você acredita. Esse padrão faz com que você acredite que somente essas são as suas alternativas. É algo automático. No entanto, quando você compreende que a raiva é um veneno que está tomando a partir de suas experiências, dá para se propor a mudar essa tendência.

O ideal é sempre questionar a origem desses sentimentos ruins. Quando você sentiu essa raiva pela primeira vez? Quando eu descubro isso, a situação muda e começo a virar a chave. A maioria dos nossos problemas está no perdão ao passado que nunca demos.

4 – Culpa

A raiva vem do terceiro e a culpa é a mais traiçoeira de todos esses sentimentos ruins. Quando você se culpa está se arrependendo de algo que não tem como ser resolvido. E, quando você vive no passado não tem como ser prospero no presente.

Com a experiência que você tinha na época, não tinha como ter agido diferencia. É isso que precisa entrar na sua cabeça. Tudo tinha que ocorrer como foi. Quando essa chave vira – um processo que pode ser muito rápido ou lento, a sua vida se transforma e é possível sentir paz. Ou seja, você começa a se libertar e eliminar todas essas dores do passado.

Por exemplo, a preocupação eterna com o dinheiro. Certamente, essa questão sempre na sua cabeça, acredita. Quando se elimina todos esses sentimentos ruins, você consegue entender o padrão na sua vida e como isso contamina a maneira com que encara o mundo.

Finalmente, você se dá conta que não necessita ser obcecado com dinheiro. Quando você está com a programação, não precisa mais se martirizar. Então, o que temos de entender? Não é errado pensar em dinheiro e desejar ter uma vida de abundância. O erro é o valor que você atribuía a isso, o padrão emocional que estava instalado nesse processo e impedia o seu sucesso.

Ficou com alguma dúvida e quer rever a explicação sobre esses quatro sentimentos ruins? Então, eu lhe convido a assistir o vídeo abaixo!