O que aprender com o Roberto Justus e o Aprendiz?
Vote neste post

Provavelmente, você já deve ter ouvido falar do reality show O Aprendiz, não é? Há quem diga que a exposição no programa, um fenômeno de audiência em uma das principais emissoras dos Estados Unidos, por diversas temporadas foi um dos motivos para a chegada do polêmico Donald Trump à presidência do país mais poderoso do mundo. No Brasil, Roberto Justus liderou a adaptação.

É possível até traçar um paralelo com João Dória, que ficou conhecido nacionalmente ao substituir Justus no comando da atração por duas temporadas. A partir daí, o empresário se transformou em uma figura pública e foi o elemento surpresa nas eleições a prefeito da cidade de São Paulo. E agora, o Dória, sonha com o Governo do Estado de São Paulo.

E o que acontece com Justus? O empresário e apresentador chegou a ser apontado pela mídia nacional como um dos possíveis candidatos à presidência da república deste ano, mas ele negou tudo desde o princípio. Afinal, o desejo de Roberto Justus para 2018 é resgatar a essência do Aprendiz!

roberto justus 1
O desejo de Roberto Justus para 2018 é resgatar a essência do Aprendiz!

Desde 2014, o programa não conta com uma edição e desta vez estará de casa nova. Isso porque Justus acaba de assinar um contrato com a Band para estar à frente de uma nova temporada, revitalizando o formato a partir do segundo semestre de 2018.

Em nota oficial, o apresentador declarou que a decisão partiu após o pedido de admiradores do reality, que desejavam o retorno do O Aprendiz. A ideia de Justus é trazer algumas surpresas a fim de garantir a repercussão que fez de O Aprendiz, um verdadeiro sucesso nas suas primeiras edições.

A escolha pela Band também se deve a liberdade para inovar no formato. “Será sem dúvida um grande projeto, em um momento muito adequado para falar de negócios e empreendedorismo”, afirmou Justus, que conheceu a atual esposa, a empresária Ana Paula Siebert, durante O Aprendiz 6 – Universitário, em 2009.

Supere os 7 mitos que te impedem de empreender

Relembre a trajetória de O Aprendiz com Roberto Justus

A história no Brasil de O Aprendiz com Roberto Justus iniciou ainda em 2004 na TV Record. Ele foi responsável por fazer a adaptação desse reality, que bombava na televisão norte-americana, e obteve audiência considerável nas primeiras edições, variando o formato ano após ano.

Justus seguiu “demitindo” os aspirantes a cargos executivos ou a sociedade em seus empreendimentos até 2009, quando optou por se transferir para o SBT, a pedido de Silvio Santos. Assim, a Record acabou por convidar João Dória Jr para assumir o seu posto e dar continuidade ao estilo forte e polêmico.

Dória ficou apenas dois anos a frente da edição. Assim, o reality show com cunho empreendedor fortíssimo ficou esquecido até a volta de seu “idealizador” a Record TV, em 2013.

Curiosamente, Justus reativou o programa embalado pelo seu “Retorno”, trazendo de volta participantes que foram bem, mas acabaram demitidos em edições passadas. Misturando, obviamente, profissionais de sua passagem anterior e das temporadas sob o comando do atual prefeito de São Paulo.

Com o slogan “Todo mundo merece uma segunda chance”, O Aprendiz, o Retorno, estreou com grande audiência, só que acabou perdendo fôlego com o passar das semanas. A estratégia adotada pelo canal para conseguir manter o interesse da população foi o Aprendiz Celebridades, em 2014.

A presença de famosos, esportistas e personalidades já era algo consagrado nos Estados Unidos e rendeu momentos incríveis. Em território nacional, O Aprendiz Celebridade contou com um elenco formado por 15 participantes, a menor quantidade entre todos os anos.

Uma prova inicial indicou os dois primeiros líderes que tiveram a oportunidade de selecionar as suas próprias equipes. Além disso, essa dinâmica também resultou na eliminação atriz Alexia Dechamps antes mesmo do início da disputa.

Uma das novidades foi o Desafio do Líder, um exercício realizado antes de cada tarefa pelos respectivos líderes dos times e que assegurava ao vencedor uma vantagem competitiva a sua equipe. Outro benefício para a equipe campeã da semana foi a chance de conferir a Sala de Reunião dos adversários na Sala dos Vencedores.

Com 22 episódios, Roberto Justus acabou por premiar a ex-jogador de vôlei, Ana Moser, com um milhão de reais para si e mais R$ 828 mil (valor arrecadado ao longo das tarefas do programa) para entregar a uma instituição de caridade de sua preferência.

Reveja o final da temporada Aprendiz – Celebridades

Quais lições O Aprendiz com Roberto Justus pode transmitir?

O formato de reality show se transformou em um dos fenômenos de audiência na televisão mundial. O Big Brother Brasil, A Fazenda, The Voice e até O Aprendiz nasceram com o propósito de mostrar reações e relações naturais, sem nenhuma interferência. No entanto, a atração apresentada por Roberto Justus pode oferecer ótimos conselhos para os empreendedores brasileiros. Vamos lá?

1 – A importância do planejamento

Toda ação ou projeto demanda um planejamento. Não importa onde isso será efetuado. Em inúmeros casos, uma folha de papel e uma caneta servem para ordenar os seus pensamentos, indicar as dificuldades e definir os objetivos.

Quando se refere a um trabalho coletivo, normalmente, o plano de ação tem a missão de colocar todos a par da demanda a ser realizada. É esse momento de unir a galera toda e fazer uma série de ponderações, dar sugestões e discutir as possibilidades.

2 – O líder deve ser firme

Em inúmeras vezes, quando algo ruim ocorre não adianta fazer escândalo ou começar a chorar. A dificuldade está ali e necessita ser solucionada de alguma forma. Caso você tenha intenção de ser líder ou um profissional competente deve manter a calma e trabalhar a sua energia para resolver o problema.

roberto justus demitindo 2
O Aprendiz é uma atração apresentada por Roberto Justus que pode oferecer ótimos conselhos para os empreendedores brasileiros.

Durante uma das temporadas, um líder percebeu um erro e não quis chamar a atenção de sua equipe para não comprometer o rendimento na tarefa. Obviamente, o time perdeu e ele foi cobrado por Roberto Justus. O apresentador até concordou com o argumento, só que indicou que um verdadeiro líder carece de formas para apontar a falha e não a ignorar sem criar pânico entre seus funcionários.

3 – Saber se expressar

Na vida pessoal e profissional, o poder da comunicação pode fazer toda a diferença. Caso você tenha problemas em expressar suas ideias e defender a sua posição é preciso trabalhar essa questão para se preparar rumo ao sucesso no seu nicho de atuação.

A dica é se inscrever em cursos de oratória, praticar discursos e desenvolver a coragem para se pronunciar com bons argumentos. Se isso não adiantar, talvez seja preciso recorrer a um psicólogo ou terapeuta.

Em diversos momentos, Roberto Justus concedeu a chance para que os participantes se vendessem ou pudessem se defender livremente. Muitos escaparam da demissão ao agarrar essa brecha com maestria, outros deram mais munição para os conselheiros e o apresentador.

Poder da persuasão na final do Aprendiz 6

4 – Saber vender e negociar

Em todas as tarefas do programa O Aprendiz, em alguma hora, foi necessário comercializar algum produto ou serviço. Em algumas edições, o aprendiz necessitou vender a si mesmo e destacar as suas qualidades. Este é um ponto que necessita ser trabalhado em faculdades e cursos.

No universo dos negócios, todo o tempo, se convive com negociação e vendas. Seja com fornecedores, parceiros, consumidores e colaboradores. Se você não tem esse hábito, aprenda a gostar e aprimora os seus talentos.

5 – Desenvolva o seu poder de negociação

Como citado anteriormente, a negociação deve fazer parte da realidade de qualquer pessoa que aspira o sucesso. Mas antes de saber responder, é essencial aprender a fazer a pergunta correta. Ao dialogar com pessoas, negociar e estará frente de equipes, os questionamentos são bem úteis.

Uma pergunta eficiente é aquela que extrai a informação que necessita, sem rodeios. Nas salas de reunião, Roberto Justus incentivava que os participantes realizassem perguntas uns aos outros. Se fossem bem feitos, certamente, aliviariam a barra e proporcionariam mais tempo no reality.

6 – Ter ênfase é fundamental

Este é um elemento que também integra a ideia de comunicação de qualidade. Você vai lidar com opiniões diferentes, fato este que é até vantajoso para encarar novas ideias e antecipar problemas para o seu negócio. Se o resultado vai numa direção errada, é necessário se posicionar.

Sempre deixe muito clara a sua opinião. Contudo, é fundamental que se mantenha o apoio aos demais colegas, o jeito de fazer essa colocação necessita ser muito bem calculado visando não ofender, mas alertar aos demais.

7 – Agarre as oportunidades com unhas e dentes

Em uma sala de reunião, Roberto Justus fez com que os dois participantes tivessem carta branca na sala de reunião. Todavia, os dois se limitaram a debater um com o outro. Logo após, o apresentador contou que teria até acatado a ousadia se um resolvesse demitir o outro.

O conselheiro, Walter Longo ainda completou explicando sobre a “síndrome do papel em branco”, na qual a pessoa acaba pensando pequeno frente a uma série de possibilidades.

Em uma situação parecida nos Estados Unidos, Donald Trump colocou duas semifinalistas com poderes plenos, só que a discussão foi infindável. O bilionário perdeu a paciência, interrompeu a conversa, demitiu a dupla e conduziu os participantes restantes a decisão antecipada.

8 – Assuma seus erros

Em uma etapa de O Aprendiz, o Retorno, um dos participantes tentou facilitar a compra de bebida alcoólica por um adolescente. Confrontado com imagens e áudio da gravação, ele tentou dar desculpas e não reconheceu o erro em momento algum. Resultado? Demissão sumária. Entenda e assuma as suas falhas.

9 – Um pouco de rebeldia é melhor que a total passividade

Como ocorre no Big Brother, é possível chegar a final de o Aprendiz sem ter liderado ou se destacado em nenhuma prova ou momento. A discrição pode tirar o participante da reta, só que não esse também não é o caminho da vitória.

Um dos participantes em O Retorno conseguiu essa proeza, só que pagou um preço alto na decisão ao ter seu histórico de passividade confrontado. Afinal, é melhor errar pela ação e não pela omissão.

Sem brilhar em nenhum momento, ele acabou sendo derrotado ao ser considerado um ótimo profissional, mas péssimo líder pelo próprio Roberto Justus. Ser um passivo é uma falha comum em pessoas despreparadas nos dias de hoje,

Essa postura atua contra o desenvolvimento profissional e faz com que os gestores encarem o funcionário como alguém sem vontade, acomodado e sem potencial de crescimento.

Afinal, empreender também demanda atitude e ousadia para abandonar uma situação confortável para se colocar na linha de frente. Assim, mantenha sempre o bom senso alinhado com o seu lado mais rebelde!

Como abrir uma empresa – não cometa esses erros

Como aprofundar esse aprendizado e ter sucesso nos negócios?

Caso você não tenha a intenção de esperar até o segundo semestre para se inscrever ou assimilar novas dicas de O Aprendiz com Roberto Justus, a chance de aperfeiçoamento no mundo digital ocorrerá nos dias 4, 5 e 6 de maio, em Recife (PE).

Trata-se do Freesider Meeting, que chega a sua terceira edição e se consagra como o maior evento de marketing virtual nos estados do Nordeste. Você poderá participar de uma experiência incrível com 72 horas de puro network e transformação!

Sem sombra de dúvida, esse acontecimento vai ser um ponto de virada para potencializar a sua veia empreendedora e lhe aproximar da tão esperada independência financeira, tempo e mobilidade. Afinal, não adianta absolutamente nada ter dinheiro e faltar tempo para aproveitar, não é?

Venha conhecer as ferramentas, técnicas e mecanismos para incrementar as suas vendas, fomentar a visibilidade de sua marca e ampliar a sua margem de lucro mesmo em um período de crise. Você vai conhecer as principais referências do marketing digital brasileiro e as tendências globais! Vamos nessa? Saiba como adquirir o seu ingresso, clicando no link abaixo: