Comunicação pessoal é atividade espontânea, inconsciente, como a gente vai ver neste texto. Comunicar-se é necessidade humana no dia a dia que se estende a negócios, a sonhos de ter um trabalho mais livre e até mesmo à liberdade de dinheiro.

O nível de comunicação de uma pessoa é responsável por grande parte dos êxitos e dos fracassos que a envolvem.

Comunicação pessoal
Comunicação pessoal, primeiro passo para o sucesso

Se repararmos bem, praticamente tudo acontece em função da comunicação pessoal. Problemas e evolução políticos, sociais, pessoais, conjunturais… Enfim, tudo é comunicação.

Vamos entender o que, é de fato, comunicação pessoal

A comunicação pessoal pode ser o divisor de águas entre fracasso e sucesso na vida de quem busca mais liberdade de trabalho, liberdade de dinheiro, mais qualidade de vida, mais êxito em suas empreitadas.

Comunicar-se é necessidade tão intensa que está em paralelo com necessidade de alimentos. Isso é facilmente perceptível ao nascer, quando a criança emite o primeiro choro e comunica seu potencial pneumônico e fonético, informação enviada aos pais e médicos em mensagem de alegria e inspiração. Depois, procura o seio da mãe para alimentar-se.

A partir de então, tudo se resume ao desenvolvimento do processo de comunicação pessoal. Seus sorrisos, seus outros choros, seu semblante, seus gestos… tudo no bebê vai comunicar algo aos pais e responsáveis.

Dissemos acima que tudo é comunicação, de uma forma ou de outra. Inclusive comunicação falha, que acaba resultando em alguma espécie de entrave para determinado objetivo financeiro ou em negócios que se pretende desenvolver.

Essa falha comunica algo: ineficiência, incapacidade, inapetência, etc. Portanto, é bom ficar atento: falhas na comunicação pessoal interferem na busca de sucesso.

Vamos ver o porquê conhecendo os elementos da comunicação. Conhecê-los é importante para que você descubra sua maneira de comunicar-se, de fazer uma comunicação pessoal eficiente.

Afinal, o que é comunicação pessoal?

Comunicar-se é um processo que depende tecnicamente de quatro elementos básicos e essenciais, ou seja, sem um dos quais a comunicação não existe:

  • Emissor: qualquer ser ou objeto que emita uma mensagem, consciente ou inconscientemente
  • Receptor: qualquer ser ou objeto que receba uma mensagem, consciente ou inconscientemente
  • Mensagem: informação e/ou ideia emitida e/ou recebida
  • Meio: instrumento usado pelo emissor ou receptor para transmissão da mensagem

Esses elementos de comunicação se dizem essenciais porque:

  • uma mensagem não existe sem um emissor
  • uma mensagem é vã sem um receptor
  • emissor e receptor são inúteis sem uma mensagem
  • emissor, receptor e mensagens são desnecessários sem um meio de envio

Imagine-se ligando para algum amigo a fim de convidá-lo para seu aniversário:

  • Emissor: você
  • Receptor: seu amigo
  • Mensagem: convite para aniversário
  • Meio: telefone

Bem, esse é o conceito clássico sobre comunicação. Dissemos que o ato de se comunicar é necessidade natural nos seres vivos. Sim, claro, animais e plantas também se comunicam.

comunicação pessoal no trabalho
Falhas na comunicação pessoal podem ser inconscientes, mas podem ser corrigidas.

Não da forma clássica mencionada acima. Comunicam-se de maneira inconsciente. E é aqui, no processo de comunicação inconsciente, que este texto vai se ater a fim de mostrar a importância de comunicar-se bem.

Comunicação pessoal espontânea

A gente viu acima um exemplo de comunicação. Normalmente, imagina-se que comunicar-se é tomar uma informação e transmiti-la a alguém. Dissemos também que comunicação pessoal é atitude que pode ser consciente ou inconsciente.

Leia um pouco mais deste texto e depois acesse a excelente matéria do UOL sobre análise gestual dos candidatos à Presidência do Brasil nas campanhas de 2014.

Você está se comunicando até mesmo dormindo e obviamente não percebe. A internet, especialmente via Facebook, é plena de aplicativos que pretensamente analisam determinadas postagens suas e as condensam em situações. Você já viu isso várias vezes em sua página pessoal.

São postagens que a gente chama de “Veja o que descobrimos sobre você”.

  • Quem é seu melhor amigo
  • Qual é a cor de sua alma
  • Quem vai amar você em 2017
  • Você foi uma pessoa boa ou má em 2016

E por aí vai.

Um aparte: por incrível que pareça, boa parte dos visitantes de sites desse tipo realmente acredita nos resultados.

Certamente tais análises não têm o mínimo teor científico, mas nós as mencionados aqui para confirmar que são baseadas em comunicação pessoal dos internautas nas redes sociais. Ou seja, aquela imagenzinha descompromissada, aquele selfiezinho despretensioso que se posta em redes sociais podem comunicar muito sobre intimidade, rotina, hábitos, costumes.

Isso se dá porque, quando se tira uma foto, foca-se no objeto central. Entretanto, há detalhes que entram na imagem e passam informações importantes sobre todos.

comunicação pessoal
Cuidado: selfies são grande expositor do interior. Comunicação pessoal é isso

Esses detalhes são os tais emissores de que falamos acima. O problema é que esses benditinhos são bastante fofoqueiros.

Mas as pessoas estão falando de si mesmas o tempo todo. No linguajar que usam, nas pessoas com quem se envolvem, no tipo de atividade que preferem, nas roupas com que se vestem. E os clientes e fornecedores dessas pessoas percebem isso.

Assim, caímos novamente no conceito que prediz que comunicação pessoal tem extrema importância no desenvolvimento de seu negócio. Agora, já que estamos falando a algo com relação a desenvolvimento pessoal, permita-nos apresentar alguns artigos que estão relacionados a este assunto.

1 – Descubra como elevar o seu desenvolvimento pessoal

2 – Descubra quais são os benefícios da PNL na sua vida

3 – 10 dicas para destravar seu crescimento pessoal

Comunicação pessoal estudada aplicada na busca por sucesso

A notícia boa é que comunicação pessoal espontânea pode ser contrabalançada com comunicação pessoal estudada, ou seja, trabalhada sob estratégias que facilitam construção de imagem pessoal, de opiniões formadas sobre essa imagem que vão criar ou destruir barreiras para empreendimentos de sucesso. Podemos chamar essas estratégias de automarketing.

Vamos conhecer alguns elementos negativos a fim de adequar o que pode ser positivo para evolução de seu empreendimento, para facilitar o caminho em busca do tão esperado sucesso.

  • Gestos

Você já ouviu a velha piadinha sobre “como fazer dois italianos atravessarem o Pacífico a nado… basta deixá-los conversarem e jogá-los na água”. Italianos têm fama de gesticular muito quando falam; se no meio do mar, acabam dando braçadas.

Sabe o que significa a posição do polegar para cima enquanto os outros estão fechados. Conhecemos pessoas apelidadas de “positivo” porque usam demais esse gesto. Por falar em apelido, você também deve conhecer alguém com apelido depreciativo por causa de tiques nervosos: Pisca-pisca, Treme-treme, Pescocinho, Babão, etc.

A gente não queria usá-los como exemplo, mas estes identificam bem o poder dos gestos. São capazes de se tatuar na imagem das pessoas e se tornar entraves para desenvolvimento pessoal, profissional e até mesmo relacional.

Ocorre que gestos sempre querem dizer alguma coisa. Dependendo do que dizem, seus clientes retornam ou não para a segunda compra:

– Roer unhas demonstra ansiedade

– Bater calcanhares no chão ou tamborilar dedos nos móveis mostram impaciência

– Bocejos podem significar empáfia e desdém

– Jogar lixo em via pública claramente apresenta nível de má-educação

– Pernas ou braços cruzados indicam estado de defesa, de preocupação com os próprios conceitos

– Vezes excessivas de mão no cabelo pressupõem desconsideração com quem se conversa

– Desvio de olhares enquanto se fala mostra propensão a inverdades

– Desvio de olhares enquanto se ouve mostra desinteresse para com quem se conversa

Isso significa que, quanto mais bonitos os gestos, mais agradável se mostra a pessoa que os detém. Trata-se do conceito de linguagem corporal.

  • Postura física

Já percebeu que pessoas derrotadas normalmente apresentam a coluna curvada? Ou a cabeça baixa? E que, por outro lado, pessoas seguras de si se apresentam com as costas eretas e cabeça içada?

  • Vestimenta

Sabe aquelas máximas populares “as aparências enganam” e “não se julga um livro pela capa”? Pois é, não é bem assim, já que todos nós buscamos inconscientemente a aparência que melhor expressa nosso interior.

Por outro lado, não se tem notícia de capas de livro que não indiquem o conteúdo.

É de se estranhar que se vá à praia em férias vestindo terno ou vestido longo; também é muito estranhável que se use sungas e maiôs no centro urbano comercial. Em ambientes acadêmicos, vestidos muito curtos podem destruir a imagem feminina – Geyse Arruda que o diga.

Usar roupa adequada ao ambiente em que se pretende estar é questão de respeito para com os semelhantes.

  • Postagens

Atualmente, nada exterioriza tanto a personalidade e refaz tanto a imagem pessoal de alguém que postagens em redes sociais.

Empresas analisam redes sociais de candidatos, parentes buscam informações sobre posição política da família, credores nivelam aportes financeiros a partir do que veem nas páginas de proponentes etc.

  • Assinaturas virtuais

Se você observar mais atentamente as páginas de conhecidos – que é o que fazem alguns “investigadores virtuais” do tipo larápios em busca de vítimas para golpes -, vai perceber que há determinado padrão de auto apresentação.

Seja a partir de imagens, de palavras, de aceitação de solicitação de amizade, as pessoas expõem seu interior na internet. A raiva política, o racismo velado, a má disposição ao trabalho, a revolta familiar… enfim, tudo está registrado nas páginas de redes sociais.

É a assinatura virtual escancarando vidas.

Portanto, se você é empreendedor ou pretende ser um e está se preparando para quando a oportunidade chegar, preste atenção nas fofocas de você mesmo que sua comunicação pessoal anda fazendo por aí.

Comunicação pessoal no empreendimento

Você já entrou em uma padaria e foi mal atendido ou conhece algum amigo que se veste mal e, vira e mexe, enche seus ouvidos com lamentações sobre não conseguir alavancar seu negócio?

Comunicação pessoal
Comunicação pessoal prepara caminhos para o sucesso.

Ou ainda já ouviu a história de uma cabeleireira eternamente reclamante da crise que vive com as unhas mal pintadas e os cabelos nem sempre arrumados? Há o taxista carrancudo que não sabe por que os clientes preferem sempre o táxi de trás e o contratam somente quando está sozinho no ponto. Há o jornaleiro com forte odor corporal que vê os compradores desfilarem em frente a sua banca em direção à banca da esquina.

Você já deve ter visto empreendedores xingando o governo em redes sociais por condições econômicas do país e brigando ferrenhamente com simpatizantes do governo.

Bem, a tão sonhada vida freesider tarda a chegar em função de ações do governo, mas nem sempre tais ações são as únicas culpadas; nem sempre o sucesso de empreendedores não vem porque os clientes gostam mais dos concorrentes ou ainda por motivos diversos.

Muitas vezes, o problema é a comunicação pessoal atrapalhando o desenvolvimento do negócio.

Comunicação pessoal faz parte da vida de todos. Desta forma, qualquer atividade que se pretenda desenvolver depende de boa comunicação. Ela atrai ou distrai clientes e fornecedores, ela promove ou esconde produtos ou serviços, ela ilumina ou escurece imagem de empresas.

Comunique-se!