Viajar é muito mais gratificante que adquirir bens materiais devido a vivência que se agrega durante esta experiência. Isto é, viver momentos no lugar de comprar mais coisas tende a deixar as pessoas bem mais felizes, de acordo com pesquisa do site Salon.com. Viajar em família pode ser presente de Natal ideal neste fim de ano, mas, você sabe quanto custa uma viagem para Disney?

O mundo fantástico da Disney sempre é uma excelente opção por divertir tanto adultos quanto crianças. E viajar é a maneira perfeita para se aproximar dos entes queridos, já que este tipo de experiência estreita os laços afetivos.

Veja nesse conteúdo como pode é possível você viajar para a Disney.

No fim das contas, a vivência de um passeio ajuda a moldar a personalidade e a abrir a mente de uma criança para diferenças culturais muito mais do que qualquer brinquedo que os pais possam comprar durante as festas de fim de ano.

Embora a dúvida sobre quanto custa uma viagem para Disney seja bem mais complexa de ser sanada do que o preço de um objetivo qualquer, o planejamento e as lembranças de um momento memorável em família compensam qualquer diferença.

No entanto, será que dá para programar uma viagem para Disney neste período de instabilidade financeira? A época não é das mais fáceis para a economia nacional, mas sempre haverá um motivo para adiar os seus planos. E, nos dias de hoje, você pode definir estratégias para economizar em cada aspecto de seu passeio internacional e até mesmo trabalhar para ampliar a sua renda.

Descubra quanto custa uma viagem para Disney

A descoberta de quanto custa ir para Disney exige uma pesquisa consistente, planejamento e até mesmo a escolha dos meses do ano. No entanto, esse esforço vale a pena para passar uma temporada de sonho com toda família nos parques de Orlando, nos Estados Unidos, não é mesmo?

Com o dólar acima dos três reais, o passeio precisa ser bastante programado para não estourar o seu orçamento antes, durante ou ao voltar para a casa.

De acordo com reportagem do Jornal Extra, o mês mais econômico para viajar é março é o mais caro é agosto devido às férias de verão norte-americano, com duração entre julho e setembro. Quer agilizar o seu passeio? Então, confira agora o nosso passo a passo!

Antes, para que quer viver uma vida com maior qualidade de vida para você e sua família, recomendamos você baixar o nosso e-book com as 5 atitudes para liberdade. Clique na imagem abaixo e faça já o download:

1 – Período

A maioria dos sites de viagem indica, ao menos, um período de dez dias de permanência em Orlando para efetuar uma visita a todos os parques sem precisar correr contra o relógio. O ideal é deixar um dia reservado para os locais temáticos: Epcot, Disney’s Animal Kingdom, Magic Kingdom e Hollywood Studios e um apenas para Disney Springs, um centro para compras e diversão.

Perceba que para aproveitar toda a diversão deste parque são ao menos 10 dias.

Caso a sua viagem coincida com o verão norte-americano – entre os meses de julho e setembro – é recomendado aproveitar também para se refrescar nos parques aquáticos Blizzard Beach e Typhoon Lagoon. Com diversão para todas as idades, a sua família terá sempre algo divertido para fazer.

2 – Visto americano

Além de descobrir quanto custa uma viagem para Disney, é preciso tomar algumas medidas para agilizar a sua documentação. Basicamente, você vai precisar do visto americano.

Afinal, este documento é imprescindível para qualquer brasileiro que deseje entrar legalmente nos Estados Unidos e conta com algumas etapas burocráticas. Por isso, é fundamental efetuar esse procedimento o quanto antes. Saiba tudo, clicando aqui.

3 – Seguro de viagem

Outro detalhe é obter um seguro de viagem confiável, especialmente, em um passeio com crianças na qual as despesas podem ser gigantescas em uma emergência. De modo geral, o seguro de viagem serve para solucionar problemas desde malas perdidas até cuidados médicos, algo bastante caro nos Estados Unidos.

4 – Passagens aéreas

Geralmente, as promoções com passagens para Disney ficam entre R$ 1,2 mil a R$ 1,5 mil, mas o preço habitual é de aproximadamente R$ 2 mil por pessoa. Acima dos R$ 2,5 mil é considerado caro e o ideal é esperar por uma queda nos preços. Por isso, fique atento as cotações todo santo dia!

A dica é aderir aos aplicativos e sites que monitoram as variações das passagens para não perder nenhuma promoção. Apesar do quanto custa ir pra Disney, a grande vantagem é a variedade de aeroportos próximos para desembarque: Miami, Orlando e até Fort Lauderda.

Prefira fazer as pesquisas de passagens utilizando uma janela anônima do seu navegador, pois os sites de vendas identificam a sua procura por meio dos “cookies” e como os valores aumentam conforme a demanda, o site pode aumentar o preço da passagem ao identificar seu interesse pela compra.

5 – Hospedagem

Uma viagem para o exterior demanda a reserva de um hotel para toda a família. No complexo Disney, é possível ficar em um quarto com duas camas de casal com conforto para uma família de quatro pessoas por cerca de 100 dólares.

A ideia de se hospedar no dentro do próprio parque pode resultar na redução de despesas para o traslado entre os parques, do aeroporto para o hotel e outros trajetos. Por exemplo, os hóspedes podem ficar mais tempo se divertindo nos ambientes e têm preferência para agendar alguns passeios.

Orlando é a segunda cidade com o maior número de estabelecimentos turístico nos Estados Unidos. Portanto, você pode achar acomodações apropriadas sem arcar com uma fortuna fora do centro Disney. Geralmente, as diárias para um quarto em uma rede de 3 estrelas sai por R$ 180, aproximadamente, R$ 45 para cada membro da família, segundo o Blog Mundi.

6 – Ingressos

Caso você não saiba, é preciso adicionar nas contas de quanto custa uma viagem para Disney, o valor dos ingressos. A unidade gira em torno de 100 dólares. Crianças entre 3 e 9 anos possuem desconto e os baixinhos de até 3 aninhos entram gratuitamente.

Os valores mudam de acordo com o parque escolhido e a quantidade de dias adquiridos. Portanto, quanto mais dias você adquirir, maior será o desconto no seu valor total. Vale a pena fazer algumas simulações antes de fechar o seu pacote familiar!

7 – Alimentação

Entre tantas andanças e brincadeiras, a sua família precisará estar bem alimentada, não é? E, de fato, a alimentação agrada a todos os paladares e orçamentos no Walt Disney World. São mais de 300 pontos a sua disposição!

Segundo uma reportagem de O Globo, você consegue se alimentar muito bem por 15 dólares nas opções dentro dos parques. Caso escolha algum dos restaurantes mais caros, há locais que podem cobrar até 100 dólares por cada refeição.

Uma boa alimentação dentro do parque sai em torno de $ 15,00

A dica para economizar nas suas refeições é prestar atenção nas promoções nos ingressos com planos de alimentação ou passar nos mercados próximos e se equipar com lanches rápidos. A diferença é notada facilmente ao longo da sua estadia.

8 – Compras

Caso você tenha a pretensão de fazer algumas compras, a dica é visitar os outlets e tirar um dia da sua agenda somente para fazer essas pesquisas. Entre os itens que compensam bastante estão as roupas, cosméticos, produtos fitness, maquiagem e os eletrônicos.

Como citado anteriormente, o Disney Springs é um espaço gigantesco com redes de lojas, centros de diversão e entretenimento. Ou seja, você pode encontrar formas de lazer para as crianças, enquanto faz as compras que deseja. Todo mundo acaba aproveitando!

9 – Aluguel de carro

Caso você opte por se hospedar em um hotel fora dos parques, a ideia de alugar um carro pode deixar a sua estadia bem mais fácil. Geralmente, o conceito de uma viagem econômica passa pelo uso de transporte coletivo ou caminhada. No entanto, o carro pode ser uma boa para circular com toda a família.

Segundo estimativa do Blog 360 Meridianos, o valor da diária de um carro gira em torno de R$ 110. A dica para achar valores atrativos e não exagerar na hora de pensar quanto levar para Disney é utilizar o buscador de concessionários e reservar o seu pedido com antecedência. Um bom exemplo é o Rental Cars.  

Como bancar uma viagem para Disney sem afetar a sua renda?

Ao fazer as contas de quanto custa uma viagem para Disney, você pode ter percebido que a sua remuneração atual não daria conta de proporcionar esse presente para toda a sua família.

O que fazer então? Desistir do sonho? Na verdade, você pode descobrir como ampliar a sua renda e tornar não apenas esta viagem possível, como tantas outras em um futuro próximo.

Se você realmente quer isso, você pode conseguir com algumas sacadas simples.

Você pode se voltar para as milhares de oportunidades de negócios online existentes. Por exemplo, o mercado de afiliados, está em franca ascensão e indo contra a maré neste período de crise financeira. Por isso, ele é visto como chance para as pessoas ampliarem seus ganhos.

Basicamente, um afiliado é alguém que integra uma plataforma com o objetivo de receber comissão pela recomendação ao produto de terceiros, seja um infoproduto ou um item físico. Este trabalho de indicação é realizado em sites, blogs, redes sociais, Youtube, fóruns de discussão e qualquer canal online.

Uma rede de afiliados, como, por exemplo, a Hotmart, possibilita que o afiliado selecione os itens nos mais diferentes segmentos. Há produtos a respeito de negócios, literatura, tecnologia, culinária, cultural, cursos online, cuidados com a saúde, estilo de vida, preparação para concursos e vestibular, idiomas, etc.

Sendo assim, é quase impossível que você não ache um item apropriado para anunciar ao público que dele necessita. Além disso, você pode atuar como bem entender, fazendo dos programas de afiliados sua atividade integral ou uma renda extra para cobrir quanto custa ir para Disney.

Independente disto, é necessário estabelecer uma mentalidade e determinação que lhe ajudam a alcançar os resultados pretendidos mesmo sem um grande capital inicial. Aqui no evento online da Jornada da Liberdade, você entende como obter liberdade de tempo e dinheiro através do marketing digital.

Você precisa de um convite para se inscrever? Então, vem com a gente!

O que você necessita na prática para ser um afiliado?

Na prática, você não precisa de muita coisa para trabalhar como um afiliado a fim de alcançar quanto custa uma viagem para Disney e a garantia de qualidade de vida para você e toda a sua família.

Você vai precisa ter uma conta de email válida, um documento de identidade (RG), ter 18 anos completos ou mais e criar uma conta no PayPal ou no HotPay. A partir daí, você pode elaborar um cadastro gratuito em qualquer plataforma de programa de afiliado. A mais famosa atualmente é a Hotmart.

Vale destacar que você não necessita ter um blog ou mesmo um site. Mas, segundo informações do Blog da Hotmart, os resultados apontam que os afiliados que utilizam esses recursos próprios obtém alcance maior com o seu trabalho de anúncio, uma vez que podem trabalhar adequadamente a apresentação dos produtos escolhidos.

Outro ponto é que os sites e os blogs permitem a visita orgânica, ou seja, sem o uso de qualquer intervenção paga para chamar atenção a médio e longo prazo. E esta economia com anúncio pago tende a diminuir significativamente o seu investimento.

Quando um afiliado pode faturar com este trabalho online?

De fato, não existe um limite para a conquista de faturamento com comissões. Esses ganhos são repassados conforme as vendas que você indicar à sua audiência.

Cada item conta com uma quantia estipulada pelo seu respectivo criador para recompensar o afiliado. Na plataforma Hotmart, uma comissão pode alcançar até 80% do preço total de uma venda.

Por causa disto, as comissões tendem a variar bastante. Afinal, você pode se deparar com produtos que concedem 50 centavos, 12 reais, 27 reais, 50 reais e até mais de 100 em uma única conversão.

Sendo assim, o ideal é que o afiliado acompanhe o seu faturamento e possa descobrir os produtos que se ajustam ao seu público, quais não foram bem recebidos e os mais rentáveis.  

A partir daí, caberá ao afiliado optar pelo infoproduto ou produto físico que mais se enquadra com os seus seguidores e fornecer as melhores ofertas dentro do nicho que se pretende fixar.

A renda extra para juntar quanto custa uma viagem para Disney pode ser a sua motivação para ingressar no Mercado de Afiliados, mas você vai perceber que os benefícios financeiros, pessoais e sociais vão muito além.

Faça a sua primeira venda como afiliado!