A Chapada dos Veadeiros é encantadora, daquele lugar que você quer voltar para explorar mais, e mais e, talvez, até querer morar. Se você gosta de natureza, trilhas e de tomar um banho gelado de cachoeira, não deixe de conhecer esse destino – aposto que não irá se arrepender.

Se você ainda não conhece esse destino tão procurado ultimamente, eu vou te contar um pouco sobre o que se trata: muita natureza, trilhas, estradas de terras e recompensadoras cachoeiras com suas águas geladas (em certos casos, geladíssimas a ponto de arder a pele).

Lugares mais inusitados do Brasil - Chapada dos Veadeiros
Chapada dos Veadeiros – aquele lugar do Brasil que você precisa conhecer

Tem ainda muita alimentação vegetariana/vegana, orgânicos, cervejas artesanais, yoga, massagens e, se der sorte, ainda pode fazer uma visita ao Sri Prem Baba. Bem, veja até o final que você vai saber sobre tudo…

Visão geral da Chapada dos Veadeiros

Por conta de todas essas características singulares, a Chapada dos Veadeiros é muito procurada por aqueles que querem fazer um retiro espiritual ou, até mesmo, desintoxicar o corpo e a mente – se for essa a ideia, procure um ashram, hospedagem especializada para tal tipo de turismo.

Jardim de Maytrea
Chapada dos Veadeiros: Jardim de Maytrea

Para chegar até lá, é fácil: se você não mora próximo à Chapada, pegue um voo até Brasília, e, ao desembarcar, alugue um carro no aeroporto. Já com posse do veículo, siga na direção oeste no Eixo Monumental/Via N1 e, em seguida, pegue a rampa de acesso para Sobradinho/Planaltina/Fortaleza.

Mantendo-se sempre à esquerda, você entrará na BR-010/BR-020 e, a partir de então, é só ir em frente. Pronto! Depois de quase 3hs de viagem, você chegará em Alto Paraíso, a primeira cidade-base do caminho; de lá, pode seguir para São Jorge ou Cavalcante.

1Eis, agora, o seu primeiro dilema – em qual cidade-base ficar? As principais são três (Alto Paraíso, São Jorge e Cavalcante) e a dica valiosa é: independente das características das cidades, o ideal é escolher de acordo com os seus passeios – quanto mais perto for a base, menos tempo com locomoção e mais proveitosa será a sua viagem.

Pontos turísticos da Chapada dos Veadeiros

Se definir a cidade-base já é uma decisão difícil, o que diríamos no momento de escolher os pontos turísticos a serem visitados? São vários, um mais incrível que o outro, e dá uma dor no coração ter que abortar alguns, mas não tem jeito – o ideal é pesquisar bem sobre cada passeio e escolher aquele que mais tem a ver com você.

Resultado de imagem para parque nacional da chapada dos veadeiros
Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

Para te ajudar na busca, selecionamos aqui os mais famosos: Vale da Lua, Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (com três trilhas diferentes para escolher), Cachoeira de Santa Bárbara e Capivara, Poço Encantado, Loquinhas, Catarata dos Couros, Almécegas e São Bento, Cachoeira do Segredo, Mirante da Janela e Cachoeira do Abismo, Jardim de Maytrea, Macaquinhos… Ufa! Isso porque só citamos alguns… Have fun na sua pesquisa e boa sorte!

Informações úteis sobre a Chapada dos Veadeiros

Para ir à Chapada, é preciso pesquisar muito, mas MUITO mesmo. Ainda assim, você sentirá falta de algumas diquinhas básicas. Para que isso não ocorra – ou que ocorra no mínimo possível, vamos lhes passar uma lista de coisas de que precisará saber antes ir. Vamos ver?

1 – Ao chegar na Chapada dos Veadeiros

Pegar estrada para ir à Chapada ou voltar da mesma já gasta metade do seu dia, então aproveite para fazer um passeio mais light.

Duas ótimas opções são Loquinhas, em Alto Paraíso, e Vale da Lua, que fica a caminho de São Jorge. Atente-se para chegar até às 16h, pois ambas fecham às 17h – pode parecer pouco, mas dá pra aproveitar em uma hora.

Opa, antes de seguir com o nosso conteúdo, permita-nos te mostrar alguns conteúdos que fizemos sobre outros destinos de nosso país:

1 – Viagem ao Jalapão: tudo o que você precisa saber 

2 – Conheça agora os melhores destinos da Amazônia

3 – Viajar barato para o Rio de Janeiro: descubra como fazer

2 – Prepare-se psicologicamente para as suas águas 

Pode ser a estação do ano que for, mas as águas da Chapada sempre estarão geladas. O destaque vai para as de Almécegas I – são, de longe, as mais frias de todas.

Ah, e falando nessa cachoeira, tome cuidado com a trilha porque há partes bem íngremes e apenas uma corda bamba para segurar. Apesar desses dois pontos “negativos”, a visita vale a pena porque sua beleza é recompensadora.

Veja esse vídeo incrível que pesquisamos para compartilhar com você as belezas dessa região incrível de nosso país:

3 – Cachoeira mais bela do mundo 

A cachoeira de Santa Bárbara é, sem dúvida, uma das mais lindas – inclusive, dizem as fontes inseguras que já foi eleita a mais bela do mundo. Enfim, o passeio é bonito mesmo, mas muito longe!

Você perde o dia no carro (partindo de Alto Paraíso, gasta-se, em média, umas 3hs pra chegar até lá) e fica em torno de 1h30 nas águas.

CONSELHO VALIOSO: fique em Cavalcante quando forem visitá-la porque é de lá que você parte para o passeio e já economiza, considerando ida e volta, umas 3hs sagradas de viagem.

Outras dicas importantes:

  • Calcule para estar na Cachoeira em torno do meio-dia, que é quando a sua cor azul está ainda mais bonita.
  • Contrate um guia já no CAT (Centro de Atendimento ao Turista) de Cavalcante. São R$10 mais caros, mas, assim, você tem um guia no caminho e não se perde ao longo da estrada de terra, que é tensa.
  • Quando você chega ao estacionamento de veículos, há, ainda, uns 5km de trilha até a Cachoeira, que podem ser realizados com um transporte pago (R$10 ida e volta). Não seja pão-duro! A trilha não tem nada demais e te economiza tempo em um passeio longo como esse.
  • Separe bastante dinheiro porque os cartões não são aceitos. Gasta-se, em média, uns R$180 para duas pessoas, incluindo o almoço em um dos quilombos da região.
4 – Chapada dos Veadeiros também tem águas termais

Em Goiás, não é só em Caldas Novas que tem águas termais; a Chapada conta com as do Éden e do Morro Vermelho. Quer coisa melhor do que entrar numa água quentinha depois de um dia exaustivo de trilhas e banhos de água gelada?

5 – Previna-se

Para fazer as trilhas da Chapada, é preciso estar preparado; por isso, previna-se. Não vá de chinelo de jeito nenhum, pois é muito perigoso (já teve até boatos  de pessoas que morreram por conta dessa besteira), e levem lanche, além de muita água, porque não há nada pelo caminho.

6 – Faça a feira

No sábado de manhã, há uma feira de orgânicos no centro de Alto Paraíso. Vá experimentar e comprar as delicinhas que por lá vendem antes de partir para uma próxima trilha.

Resultado de imagem para parque nacional da chapada dos veadeiros
Chapada dos Veadeiros: Vale da Lua

Agora sim, missão cumprida! As dicas foram dadas e, agora, o que lhe resta apenas é montar seu roteiro de viagem, embarcar logo para esse paraíso em forma de Chapada e deixar seu coração lá pra voltar quantas vezes forem necessárias – e serão muitas, te garanto.