Com o mercado de trabalho cada vez mais competitivo, não faltam pessoas dispostas a lutar por um emprego melhor. Tal processo pode ser bastante desgastante e longo – o que o torna, muitas vezes, traumático. Tendo em vista essa tendência e a dificuldade de conciliar as necessidades da empresa com a qualificação do profissional, surge, no mercado, um novo tipo de profissão: o headhunter.

Caso haja dificuldade de conciliar as necessidades da empresa com a qualificação do profissional, o headhunter está aqui para isso.

Se você trabalha em áreas executivas, muito provavelmente já deve ter ouvido falar sobre headhunter. Vamos entender, então, o porquê deste profissional ter conseguido tamanho destaque nos dias atuais?

Definição de headhunter

Na tradução literal do inglês para o português, headhunter significa caçador de cabeças. Daí, pode-se perceber que a sua função é “caçar” – mas quem seriam as cabeças? No mundo corporativo, é bastante comum empresas buscarem ajuda a fim de contratar o profissional ideal para sua organização, e é aqui que o headhunter faz a diferença. Ele identifica os melhores candidatos no mercado, analisa criteriosamente seus perfis e seleciona o mais apto para o cargo.

O headhunter é, então, o mediador entre o cliente (empresa contratante) e o candidato ao emprego. Um dos diferenciais mais importantes de um headhunter é sua rede de relacionamentos. É através de sua forte capacidade de comunicação e dos contatos estabelecidos que ele consegue encontrar as pessoas certas para o cargo certo. Por isso, não se engane – o networking é fundamental para que o headhunter tenha sucesso nas suas escolhas e consiga indicar os melhores profissionais para as empresas.

Caso você se pergunte, não, o headhunter não se confunde com um recrutador da área de Recursos Humanos. Este, além de ter formação específica, geralmente trabalha com o banco de dados da empresa, utiliza-se do perfil pré-estabelecido da posição e busca os profissionais mais adequados a ele.

headhunter Conselho, Quadro Negro, Palavras, Vigor, Energia
O headhunter é, então, o mediador entre o cliente (empresa contratante) e o candidato ao emprego.

Diferentemente, o headhunter define o perfil desse profissional junto ao cliente, considerando as competências necessárias para a posição. A partir disso, ele busca quem atenda às demandas da empresa, recrutando-o no mercado de trabalho. Ademais, com a era digital, é fundamental a presença de um profissional assim, já que existe uma demanda bem específica para este momento em que vivemos.

Além das diferenças citadas acima, o headhunter tem um papel muito mais estratégico em relação ao recrutador dentro da empresa. Ele, a fim de atender ao desejo do cliente, muitas vezes utiliza técnicas de persuasão para fazer com que um candidato empregado saia da empresa onde trabalha.

Perfil do headhunter

Se você está pensando em seguir na profissão e deseja profundamente sair de seu ramo de atuação, que tal verificar se tem perfil para isso? Abaixo, listamos 10 características essenciais que você precisa ter. Vamos conferir?

1 – Gostar de lidar com as pessoas e ter o hábito de cultivar relacionamentos

Não tenha dúvidas – esta é a principal característica!

2 – Ser persistente para encontrar um executivo de talento

Achar um profissional ideal para a empresa não é tão fácil quanto parece; por isso, tem que haver persistência!

3 – Ter sensibilidade para entender as necessidades do seu cliente

O diferencial do headhunter para um recrutador é que aquele compreende o perfil necessário para a empresa. Esta sensibilidade é importantíssima!

4 – Ser sagaz para encontrar o profissional ideal 

A pessoa com o perfil que a empresa tanto procura pode estar diante dos olhos do headhunter nas situações mais corriqueiras do dia a dia. Se ele não tiver sagacidade, esta oportunidade passará despercebida!

headhunter - Portas, Escolhas, Escolha, Aberto, Decisão
Procurando o candidato ideal.
5 – Ser um bom negociador e convencedor

Muitas vezes, o profissional ideal está contratado em outra empresa. Para conseguir recrutá-lo, é importante ser um ótimo negociador e, acima de tudo, convencedor.

6 – Ter credibilidade no mercado de trabalho

Uma empresa jamais contratará um profissional para “caçar a cabeça”  que tanto almeja se ele não tiver credibilidade.

7 – Ter proatividade

Para ser headhunter, é preciso ser proativo – afinal, o candidato ideal não baterá em suas portas.

8 – Ser comprometido, discreto e responsável

Para encontrar o profissional, a empresa contratante confia toda a sua estratégia no headhunter. Por isso, comprometimento, discrição e responsabilidade são características de pré-requisito.

9 – Ter visão estratégica e global

Um profissional sem visão estratégica e global não corresponderá às expectativas de seu cliente.

10 – Ser curioso e manter-se atualizado

Porque nunca é demais entender as tendências do mercado.

Jornal de negócios - headhunter
Jornal de negócios

Além dessas características, é importante ressaltar que para ser headhunter não há treinamentos ou faculdades – as habilidades advêm da vivência, das experiências anteriores no mercado de trabalho e, principalmente, da ampla rede de contatos.

Antes que você siga com o nosso conteúdo, pedimos um pouco de sua atenção para dar uma olhada em outras formas de ganhar dinheiro, se o seu caso for mudança de carreira:

1 – Como ganhar dinheiro com blog por visitas

2 – Aprenda agora a ganhar dinheiro com trader esportivo

3 – Você se sente perdido na vida profissional? Chegou a hora de mudar

Quanto ganha um headhunter?

A pergunta que não quer calar: mas, afinal, quanto ganha um headhunter? A resposta? Depende! Sua remuneração está diretamente relacionada ao seu desempenho. Além disso, ela pode ser de diversas formas: salário mensal pago pela empresa-cliente, percentual sobre a remuneração anual da vaga, valor de um mês do executivo, custo da prestação do serviço, entre tantas outras. Vale lembrar que o headhunter recebe apenas salário ou comissão da empresa que o contrata, não cobrando taxas e nem custos.

Em consultorias especializadas, como a Michael Page, que é uma das mais importantes da área no mundo, o headhunter não é um prestador de serviço, mas, sim, um contratado pela empresa.

Dinheiro, Dólares, Bolso, Banco, Renda, Salário, Notas
Ao fazer uma excelente contratação, um headhunter pode trazer resultados milionários para a empresa.

Dependendo de sua credibilidade, dos seus resultados e da carreira que construiu na firma, o salário pode ultrapassar a casa dos R$ 10.000. Acha muito? Pois saiba que, ao fazer uma excelente contratação, um headhunter pode trazer resultados milionários para a empresa. Além disso, ele também contribui para o baixo índice de turnover (rotatividade de pessoal), que gera um custo altíssimo. Por isso, não subestime a profissão!

Outra grande profissão que ganha muito bem é a de ser um nômade digital ou um freesider. Já ouviu falar sobre alguma das duas?

Como saber se o headhunter é um bom profissional?

Se você ficou interessado em trazer para a sua empresa um headhunter, parabéns! Você lhe fará um excelente favor. Mas, ao escolher o profissional, fica a dúvida: como saber se ele é realmente bom?

O passo fundamental antes da contratação é buscar referências profissionais. Nos lugares em que trabalhou anteriormente, teve algum problema de relacionamento? Foi profissional e sigiloso quanto às informações da empresa e dos candidatos em potencial? Teve liderança e foi proativo? E a pergunta principal – ele trouxe resultados significativos para a empresa e para o profissional contratado?

Se as respostas a esses questionamentos forem positivas, não tenha dúvida – o seu futuro headhunter é um bom profissional!

Headhunter - Gravata, Ajustar, Ajustando, Homem, Negócios
E aí? Quer ser um headhunter?

E aí, gostou da profissão? Que tal se tornar um ou contratá-lo para a sua empresa? Com certeza, você não irá se arrepender, qualquer que seja sua escolha!